CUEVA DE LAS MARAVILLAS & SAN PEDRO

  • Porto

    La Romana

  • Nível de dificuldade

    Moderado

  • Tipo:

    City Tour, Cultural

  • Preço

    Adultos

    EUR60.95

  • Horas de duração

    4.5

  • Código da excursão

    00DG

Descrição

No lado sul da República Dominicana, na metade do caminho entre Santo Domingo e La Romana, encontra-se San Pedro de Macoris, uma cidade rica de cultura e história. Deixando o cais internacional de Casa de Campo, chegaremos à cidade de La Romana para uma excursão panorâmica desta cidade progressista; depois, faremos uma viagem de 30 minutos num autocarro com ar condicionado em direcção à La Cueva de Las Maravillas, um museu arqueológico subterrâneo, esta imensa caverna inclui mais de 800 metros de labirintos subterrâneos, 240 dos quais foram preparados para a actividade turística com um sistema de iluminação que realça as suas inúmeras e espantosas formações geológicas. Para além das estalactites e estalagmites que preenchem a caverna, a piscina de águas subterrâneas encontrada numa das cavernas é bonita e cristalina. Talvez o aspecto mais importante da caverna sejam as pinturas que os nativos índios Tainos deixaram para trás desde os tempos pré-colombianos e que foram preservadas em condições quase perfeitas. Esta colecção de pinturas rupestres é, com efeito, uma das mais completas e interessantes das Caraíbas. Deixando as cavernas, embarcaremos nos autocarros mais uma vez para irmos conhecer uma fábrica de charutos famosa internacionalmente, a Macorix Cigar Factory. Esta fábrica de charutos, que produz várias marcas, incluindo os Charutos Balmoral, é famosa pelos seus deliciosos charutos enrolados à mão. Os charutos feitos à mão tomam forma nas mãos de um "bonchero" que passa o charuto inacabado para a "rolera" que enrola o charuto com cuidado, mas eficientemente. É incrível ver a velocidade com a qual os enroladores de charutos dominicanos trabalham. Da fábrica de charutos, faremos um passeio cenográfico através da cidade de San Pedro de Macoris. A cidade foi fundada no início do século XIX por imigrantes europeus. Todavia, foi só no início de 1900, quando o açúcar era vendido a preços incrivelmente altos ao mercado norte-americano, que o crescimento da cidade explodiu. O porto industrial tornou-se tão bem-sucedido que, no final, se tornou o porto mais importante da República Dominicana. O boom económico criou uma bela cidade de estilo neoclássico e vitoriano, cheia de palacetes e vivendas principescas denotando o requinte cultural dos seus primeiros imigrantes.


O que saber

Nota: O espaço é limitado, portanto, faça a sua reserva com antecedência.