Chile também conhecido como “Chili” está localizado na costa ocidental da América do Sul; é um dos países mais comprido de todo o mundo. Com 4.300 quilômetros de longitude, e ao mesmo tempo é um dos países mais estreitos. É muito badalado pelos turistas, até mesmo porque lá se pode encontrar a famosa ponta mais alta e bonita da Cordilheira de Los Andes e também do Oceano Pacífico.

O Chile encanta porque mistura tantas paisagens e lugares diferentes que você, a cada pulo nas cidades, pode acabar mudando completamente o tipo da viagem. De praias às pistas de esqui, esse é o destino certo para quem gosta de ter opções sem precisar ir muito longe. O Chile é um autêntico paraíso para os amantes da Natureza. Entre o Pacífico e a Cordilheira dos Andes, existe um território com paisagens marcantes e diversas, onde não faltam desertos inóspitos, parques naturais, glaciares, florestas temperadas, vulcões extintos e praias.

No Chili é possível encontrar todos os tipos de climas existentes no planeta, mais o clima tropical predomina. Esse país é impressionante, com diversos tipos de clima, opções de passeios, atividades de entretenimento, lazer, gastronomia, diversas opções de prática de esportes. Muitas belezas naturais, geografia diversificada espalhada por todo Chile, vêm sendo a escolha de muitos estrangeiros como primeiro destino a se visitar. Não importa a idade, o país agrada a todos os tipos de turistas.

O que fazer no Chile inclui pelo menos uma visita ao litoral. Separadas por apenas duas horas de Santiago estão as cidades litorâneas de Viña del Mar e Valparaíso. São os símbolos da vida litorânea chilena e destinos procurados no verão, principalmente na virada do ano. Viña del Mar é destino certo para quem gosta de ficar horas na praia. Tem ótima estrutura de veraneio, exibe construções do século passado, como castelos e mansões. É conhecida como a cidade jardim e é enfeitada com canteiros e flores exuberantes.

Confira aqui os melhores pontos de atrações do país:

Parque Nacional Lauca

Com uma superfície de 137883 hectares, o Parque Nacional Lauca é parte da Rede Mundial de Reservas da Biosfera, e possui variados atrativos dentro da sua fauna, topografia e vegetação, localizados principalmente na pré-cordilheira desde os 3200 aos 3800 metros sobre o nível do mar. O Parque Nacional Lauca, apesar de estar em uma área mais deserta, é rico em fauna e flora. Várias das espécies que estão ali são endêmicas, ou seja, não existem em nenhum outro lugar do mundo. Pelo fato de ter o clima seco e gelado, a vegetação ali é de estepe, o que significa que a maior parte das plantas fica na altura do chão. Entre as plantas de destaque da região estão: Chachacoma, Llareta, Paja brava, Queñoa, Tola e Queñoa de altura. Já entre os animais mais famosos que habitam essa área estão os pumas, os flamingos, as lhamas, as alpacas, os gansos e as vicunhas.

No Parque Nacional Lauca, também é possível desfrutar das alturas vulcânicas que superam os 6 mil metros  sobre o nível do mar, entre os quais destacam-se os vulcões Parinacota, Pomerape, Guallatire e Acotango, também dos campos de lava e das caldeiras de Ajota e Tejene. É possível surpreender-se com a flora em quebradas e ladeiras com florestas de guacaya, queñoa, perrito, tola, puscaya, tola supu e chilca. Por outra parte,  os 3800 metros de altura se destacam as pradeiras úmidas e  secas. Os rios Lauca e Lluta também compõem o parque, aos quais se somam as lagoas de Cotaco.

Reserva nacional Las Vicuñas

Reserva Nacional Las Vicuñas apresenta uma superfície de 209131 hectares, que abrange parte da região do Altiplano e Puna, e a região ecológica Estepa Altoandina. Localizada no município de Putre, possui diferentes atrativos topográficos, destacando as planícies ,os relevos abruptos e as alturas como os morros Puquintica e Arintica, ambos com mais de 5500 metros de altura. Dentro da Reserva Nacional Las Vicuñas, também é possível distinguir o património arqueológico com a presença de santuários pré-hispânicos.

A vegetação da reserva inclui bofedales, pajonales e tolares, também de queñoa e plantas pulvinadas nas quebradas e ladeiras. A fauna e a hidrografia completam o quadro, com os rios Lauca e Guallatire e as lagoas de Japu e Paquisa. No interior da Reserva Nacional Las Vicuñas também é possível distinguir patrimônio arqueológico com a presença de apachetas ou altares pré-hispânicos compostos de pedras e também santuários nos morros mais altos. Por outra parte, ainda é possível distinguir a população indígena, com comunidades de pastores aymaras. Um outro atrativo é o belíssimo Salar de Surire, que conta com uma das termas naturais mais bonita do Chile, as Termas de Polloquere.

Deserto do Atacama

Um dos principais pontos turísticos do Chile, o Deserto do Atacama fica a mais de 2.240 metros acima do nível do mar, chegando a 4.000 metros em alguns locais, o que lhe rendeu o título de deserto mais alto do mundo. O Atacama fica no extremo norte do Chile, bem perto da fronteira com o Peru. O local é próximo à cidade de San Pedro do Atacama, principal base para os viajantes que desejam explorar o deserto.

Considerado o deserto mais árido do mundo, o Deserto do Atacama, no Chile, parece até uma paisagem de outro mundo, com várias opções de passeios, expedições e cenários incríveis esperando para serem explorados. A região mais árida da Terra, com um forte sol do deserto durante o dia e temperaturas congelantes à noite, este destino turístico chileno reserva cores espetaculares, que não existem em nenhum outro lugar do planeta.

O Atacama tem vulcões, salinas, lagoas, gêiseres, formações rochosas e um céu carregado de estrelas como você nunca viu; “Paisagem de outro planeta” é o clichê mais usado para descrever o lugar. Pois bem: este outro planeta está do ladinho de casa. Uma viagem relativamente curta, que dá para fazer em qualquer época do ano.

Valparaíso

Valparaíso é uma das cidades mais antigas do Chile e é um museu de arte a céu aberto, enquanto a charmosa orla de Vinã del Mar proporciona um delicioso passeio. Valparaíso tem sua fama por diferentes motivos. Conhecida como "jóia do Pacífico”, foi em Valparaíso que se estabeleceu o primeiro porto do país. “Valpo” (outro apelido da cidade) também levou fama por ter sido lar de Pablo Neruda: uma visita à casa do famoso poeta chileno é apenas um exemplo de que Valparaiso oferece arte e cultura por todos os lados. 

Para quem gosta de litoral e paisagens coloridas e charmosas, Valparaíso é o lugar. Com suas ruas pintadas e cheias de grafite, o destino é um prato cheio para quem curte história, arquitetura, design – e uma boa foto colorida. Além de apreciar sua arte de rua, há muito o que fazer em Valparaíso para justificar sua visita à cidade. 

Santiago do Chile

Santiago ou Santiago do Chile com mais de 6,5 milhões de habitantes é a capital chilena, e justamente por isso um dos destinos mais concorridos do país. O lugar que combina de forma super harmônica história e modernidade, tem ganhado os corações dos turistas cada vez mais. É uma cidade moderna, charmosa e cheia de atrações, é um dos destinos mais desenvolvidos da América do Sul !

Apesar de ser uma cidade de grande porte, e movimentada em algumas áreas, Santiago ainda reserva em alguns de seus bairros a boemia e tranquilidade de outros tempos. Uma viagem à cidade é interessante para conhecer edifícios históricos, visitar museus e parques com uma bela visão panorâmica, passear por vinícolas, experimentar vinhos e desfrutar de boas refeições. E, é claro, ver a neve de perto pela primeira vez, para quem vai no inverno!

Está muito dificil escolher o melhor de Santiago porque a cidade está cercada de atrações históricas, como museus e praças. Mas isso está longe de ser tudo o que a cidade tem para oferecer. Depois de conhecer o centro histórico e todas as suas atrações, aproveite para explorar os Cerros San Cristóbal e Santa Lucía. Por último, não deixe de experimentar a deliciosa gastronomia chilena junto com um bom vinho local enquanto curte a noite na capital do país.

Ilha Negra

Ilha Negra é uma área litorânea e por isso costumam confundi-la com uma ilha, mas isso é tudo o que ela não é. Antiga casa e local de descanso final de Pablo Neruda, I​lha​ Negra é uma das três casas-museu dedicadas à vida e obra do amado poeta chileno. Amantes da poesia de todo o mundo fazem a peregrinação a este museu construído para se parecer com um barco cheio de bugigangas de Neruda.

Ilha Negra é emblemática e um ponto facultativo para turistas que desejam saber mais sobre uma das personalidades mais famosas do Chile. S​e​ Pablo Neruda se encantou com Ilha Negra e fez do lugar sua morada permanente e inspiração… com certeza você também vai se surpreender. Vale também conversar com os nativos, ouvir belas histórias e saborear excelentes pratos e “vinhos perfeitos” logo adiante, nas vinícolas da região.

Ilha Chiloè

A Ilha Grande de Chiloé faz parte de um Arquipélago Chileno composto por cerca de 30 ilhas, localizado ao Sul do Chile. Situado na Região de Los Lagos, a ilha fica a aproximadamente 1.200 km da capital Santiago. A ilha principal é a Ilha Grande de Chiloé, onde estão as maiores cidades: Castro e Ancud. Desse modo, Chiloé fica no oceano pacífico e as cidades mais próximas são Puerto Montt que fica aproximadamente 96 km da Ilha, e Puerto Varas que fica a aproximadamente 112 km de Chiloé. Quando falamos de Chiloé, com certeza a primeira imagem que aparece são as palafitas com coloridas casas que adornam a paisagem. A mudança constante do clima e a maré (o nível do mar pode mudar em mais de 5 metros), fazem com que a paisagem mude de um grande lamaçal para um lago refletindo as casas ao redor em poucos minutos.

Chiloé é o Chile sem verniz. Está se desenvolvendo turisticamente, o que significa poder se hospedar em hotéis novíssimos e confortáveis, mas ainda conseguir comprar artesanato diretamente das mãos do artesão. As casas típicas não escondem a ação do tempo. Os mercados servem comida local para gente do local. Não é difícil se sentir à vontade em um lugar tão modesto, onde as extravagâncias ficam só por conta da natureza. Chiloé não corresponde exatamente à típica imagem de um arquipélago, em vez de jangadas há barcos robustos; no lugar da areia você encontra colinas e ovelhas, e mesmo no verão, é comum chuviscar. Visitar Chiloé é das experiências mais autênticas que se pode ter no Chile.

Parque Nacional São Rafael

Parte da Patagônia Chilena, a Laguna San Rafael é uma das atrações naturais mais importantes do Chile. Os blocos de gelo de São Rafael têm milhares de anos e possuem diferentes tamanhos e tonalidades de azul. É possível realizar visitas por meio de guias especializados, e cruzeiros para ver e se encantar com essa paisagem única. 

O Parque Lagoa San Rafael, o maior da região de Aysén com 1.742.000 hectares, reúne os Campos de Hielo Norte que dão origem aos diversos rios e lagos. Neste parque, encontra-se a parte mais alto dos Andes austrais, conhecido como Monte San Valentín (4.058 metros). E temos  o monte nevado e a lagoa que são os pontos turísticos mais importantes do local e, além disso, o parque serve de habitat para diversas aves marinhas e terrestres, entre as quais se destacam o albatroz de sobrancelha, pato huala, cisne de pescoço negro e corvo marinho de faces brancas, entre muitos outros. 

Também é possível encontrar o golfinho de Commerson, o leão-marinho, a lontra do​ ​mar e alguns elefantes marinhos. Outras interessantes atrações turísticas são os enormes blocos de gelo flutuantes do Glaciar San Valentín e a queda de gelo que podem ser visto com a chegada dos barcos à lagoa. 

Terra do Fogo

A região conhecida como Terra do Fogo também tem outro nome carinhoso: Fim do Mundo. Na Patagônia se divide entre Chile e Argentina, com cenários pintados pelo branco da neve, águas congelantes e montanhas, isso mexe com o imaginário dos visitantes. O principal símbolo da Terra do Fogo é o Canal de Beagle que separa as ilhas do extremo sul da América Latina.

É um lugar que todos querem visitar: para ver pinguins, lobos-marinhos e muitas espécies de pássaros bem de perto; para realizar a viagem dos primeiros exploradores e partir em expedição ao Chile, ou à Antártida; para aproveitar a melhor temporada de neve da América do Sul. Uma visita ao Parque Nacional da Terra do Fogo é ideal para aqueles que curtem a natureza e um turismo mais alternativo e desejam desvendar todos os mistérios da linda região da Patagônia.

O Parque Nacional Terra do Fogo é a principal atração da região. Aqui pode encontrar museus como o Museu da Terra do Fim do Mundo dedica​d​o aos povos que viviam na região antes do homem branco chegar, natureza com rios e lagos e histórias local. Um sonho encantador.

Descubra a América do Sul no cruzeiro Costa

Você já pensou na ideia de viajar pela América do Sul nas próximas férias? Ainda não? Pois, pense que você pode fazer tudo isso em um cruzeiro. A verdade é que existe um monte de coisas para ver e fazer nesses países em qualquer época do ano. Com o cruzeiro Costa América do Sul acha um mundo de possibilidades incríveis de viagens. Ele te oferece ótimos serviços a bordo e passeios, que vão desde as mais bonitas praias e cidades do continente até avistar o céu estrelado no meio do oceano. Está convencido de descobrir as maravilhas de viajar pela América do Sul?