A Escócia, parte integrante do Reino Unido, é um pequeno país com atrações para todos os gostos, incluindo arquitetônicas ou de observação de vida selvagem. Como as cidades históricas de Edimburgo e Glasgow, as ilhas Skye, Mull e Arran ou as paisagens das Terras Altas da Escócia, passando pelos exclusivos campos de golfe de St. Andrews, não faltam motivos para uma viagem à Escócia. Sem esquecer, naturalmente, o tradicional haggis e as famosas destilarias de whisky escocês.

De castelos antiquíssimos a montanhas nevadas, passando por campos de batalha e homens usando kilt, a Escócia faz qualquer um se apaixonar por ela. É um país que facilmente figura no topo da lista dos mais incríveis do mundo. A Escócia é linda, possui uma história riquíssima, curiosidades interessantes e oferece aos visitantes atrações turísticas fantásticas, como os highlands escoceses, cidades incríveis, além da capital Edimburgo, que certamente farão você se encantar com a visita. Esta é a terra de Adam Smith e Graham Bell, de Sean Connery e Andrew Carnegie, dos exploradores James Clark Ross e David Livingstone. A Escócia é isto: uma terra de gente que conquistou o mundo, mas que conquista os corações de quem a visita.

As maiores cidades escocesas ficam na parte baixa do país, próximas à fronteira com o norte da Inglaterra. A capital, Edimburgo, é a cidade mais turística e costuma ser o ponto de partida de todo roteiro pela Escócia. Na costa oeste do país, a única cidade grande é Inverness, que serve de apoio para explorar o Lago Ness e seus arredores; o restante das Highlands é formado por vilarejos e pequenos povoados. Um roteiro pela Escócia certamente passará por muitos deles, especialmente daqueles que quiserem se aventurar por dentro da Ilha de Skye. Aqui alguns dos principais pontos de atrações: 

Edimburgo

Edimburgo é a capital da Escócia e merece todos os turistas que recebe anualmente. Fixada na cratera de um vulcão há muito tempo extinto, Edimburgo tem sido chamada, com justiça, de Atenas do Norte, devido ao majestoso castelo estabelecido em uma rocha, seus monumentos e edifícios clássicos e sua herança cultural; ela apresenta atrações magníficas para todos os tipos de visitantes. Não deixe de se deslumbrar com suas ruas, principalmente se estiver visitando em um raro dia de sol.

A área mais visitada de Edimburgo é a Old Town, denominado Património Mundial da UNESCO, onde estão os edifícios mais antigos, como o famoso Castelo de Edimburgo, a atração mais visitada da Escócia. Mas quando você começa a buscar o que visitar em Edimburgo, qualquer um vê que a cidade, mesmo pequena, tem muito mais a oferecer. Edimburgo é muito antiga, com sua história começando no mesolítico, passando pelas era de bronze e invasões romanas. Artefatos dessas épocas remotas podem ser vistos na National Gallery of Scotland, um museu que, dentre muitas coisas, apresenta a formação da Escócia de uma forma bastante realista e histórica.

Lago Ness

Localizado a 37 km de Inverness e segundo maior e mais profundo lago escocês, o Loch Ness contém mais água doce do que todos os lagos na Inglaterra e no País de Gales juntos. A visibilidade da água deste lago é excepcionalmente baixa, devido ao alto teor de turfa no solo da região. 

No entanto, essa vasta extensão de água é mais conhecida por uma outra razão: diz a lenda que sob a superfície escura do lago vive o famoso Monstro do Lago Ness, carinhosamente conhecido como Nessie. As primeiras aparições datam do século VI e há o relato do surgimento do monstro em uma imagem de satélite feita pela Apple Maps em 2014.Com ou sem criatura diabólica nas águas do Loch Ness, este é um local obrigatório para quem, pela primeira vez, vai visitar as Terras Altas da Escócia.

Castelo de Urquhart

Com seu nome complicado, localizado em uma encosta rochosa do Lago Ness, o Castelo de Urquhart é um dos mais importantes e visitados pontos turísticos da Escócia. É a terceira atração turística mais visitada da Escócia, ficando atrás somente dos castelos de Edimburgo e Stirling. Em sua história, Urquhart foi usado até pelos revolucionários nas Guerras de Independência, batalhas das quais saiu o maior herói escocês, William Wallace.

Hoje o Castelo de Urquhart pode ser visitado e seu passado melhor entendido por nós, turistas. Seu centro histórico funciona como um museu, onde sua história é contada desde os primórdios. Tudo no maior estilo escocês, com direito a trilha sonora a base de gaita de foles.

Arthur´s seat

Entre as principais atrações de Edimburgo está sem dúvida Arthur’s Seat no Hollywood Park, um vulcão extinto de 350 milhões de anos com vista panorâmica da capital escocesa, popular destino para locais e turistas que querem explorar trilhas e lindas paisagens. É o ponto mais alto de Edimburgo e perfeito para ver o nascer ou pôr do sol.

O parque fica no final da Royal Mile, uma sucessão de ruas que formam a via principal do centro histórico da cidade, onde ficam também o Parlamento Escocês e o Palácio de Holyrood (residência oficial da Monarquia Britânica na Escócia). Toda essa área verde é um ótimo lugar para caminhada e ver alguns laguinhos.

Castelo de Stirling

Palco do filme “Coração Valente”, o Castelo de Stirling é o ponto mais alto da homônima  cidade e do pátio do Castelo é possível ter uma vista incrível da planície. Situada em um pedaço de rocha vulcânica, esta poderosa fortaleza escocesa foi a primeira com estilo renascentista (e gótico) construído no Reino Unido. Era ali que morava a monarquia. Por causa de sua localização próxima ao Rio Forth, o Castelo de Stirling era alvo de ataques e foi considerado um importante local na história do país. Era um ponto estratégico nas Guerras de Independência escocesa.

Além das vistas soberbas sobre Stirling e as colinas e vales verdes da Escócia, em seu interior se encontram as famosas Stirling Heads, peças decorativas feitas de carvalho que enfeitavam o teto das salas do palácio. Muitas foram destruídas depois que um dos tetos do complexo caiu, mas as que sobreviveram estão no Castelo de Stirling e no National Museum of Scotland, em Edimburgo.

Ilhas Hébridas

Um dos destinos mais visitados da Escócia é a Ilha de Skye. É a segunda maior ilha do país e faz parte junto com as outras famosas Ilha de Harris, Iona e Staffa, das Hébridas, um grande conjunto de ilhas localizadas na costa oeste da Escócia. Sendo muitas ilhas, são divididas em Exteriores e Interiores; visitar elas é estar ao ar livre. Nas ilhas, há ótimas caminhadas, em sublimes praias. 

As Hébridas são um refúgio particular para pássaros e mamíferos aquáticos. O noroeste, especialmente Skye e as ilhas ocidentais, é ótimo para avistar lontras ao longo da costa. Mull é um dos melhores pontos da Reino Unido para observação de baleias, enquanto golfinhos e botos são comuns. Majestosas esculturas em pedra e cruzamentos deste posto avançado do cristianismo primitivo engrandeçe várias  ilhas, principalmente Iona .

As Hébridas Exteriores (ou Ilhas Ocidentais) são lugares isolados, varridos pelo vento e sem árvores, que tradicionalmente subsistiam na pesca, tecelagem e pecuária, embora a energia renovável seja cada vez mais um grande negócio.

Glasgow

Edimburgo é a capital da Escócia, mas a maior cidade é Glasgow e a mais populosa. Glasgow é bem diferente da capital, é uma cidade mais industrial e com diversos prédios mais novos; lá fica a sede de grande parte das empresas do país.  Há algumas décadas atrás era conhecida por sua decadência e violência, mas hoje se transformou em um dos pólos culturais e de compras mais efervescentes do Reino Unido.

Em sua zona metropolitana vivem mais de 40% de toda a população do país. Sem o charme medieval da capital, essa cidade oferece aos visitantes outros atrativos, em especial a sensação de uma vida mais real. Por mais que seja uma cidade grande, superpopulosa, Glasgow surpreende pela sua tranquilidade. A cidade é bem receptiva, tendo inclusive sido eleita como a cidade mais amigável do mundo pelos leitores do Rough Guides.

Ilhas Órcades

No seu passeio na Escócia, não pode deixar de visitar as Ilhas Órcades. Estão localizadas no norte do País e além de uma natureza incrível,  tem uma cultura bem peculiar. Dessas 70 ilhas (cerca), 53 são desabitadas, com a maioria da população vivendo na ilha continental, a cidade de Kirkwall é o centro comercial e turístico do arquipélago. As Ilhas Órcades oferecem uma atmosfera única, diferente de qualquer outra região da Escócia. 

Essas ilhas foram habitadas desde a Idade da Pedra, com sítios arqueológicos que podem ser visitados ainda hoje. Também foram habitadas pelos vikings, que influenciaram a cultura local. Essa mistura de sítios arqueológicos tão antigos, cultura viking e a paisagem dramática peculiar de todas as ilhas com muitos abismos, penhascos e paisagem costeira do Mar do Norte, fazem do lugar o cenário perfeito para caminhadas inesquecíveis. A flora e fauna marinha são outro espetáculo para os amantes da vida selvagem. Descubra uma região remota da Escócia com belezas que irão te surpreender.

Descubra o Norte da Europa no Cruzeiro Costa

O Norte da Europa é um encanto de paisagem, natureza e  história. França, Escandinávia, Reino Unido e Groenlândia são uma pequena parte do mar de oportunidades que os nossos pacotes podem te fazer explorar. Tudo isso junto com o luxo, modernidade e os serviços que os nossos cruzeiros podem oferecer para uma viagem inesquecível.