Parques, paisagens maravilhosas, museus e um clima formidável: Las Palmas é uma das cidades imperdíveis das Ilhas Canárias, por muitas razões, antes de mais, pela oportunidade de apreciar a natureza e um ambiente brilhante que também pode surpreender na culinária. Areia macia, mar claro, relaxamento garantido e a possibilidade de praticar qualquer esporte aquático: as praias mais belas de Las Palmas não terão mais segredos para você e são colocadas por turistas e visitantes no pódio das praias espanholas para visitar durante suas férias.

E certamente qualquer atividade que você escolher, de caminhadas a passeios marítimos, até experiências na cidade, pode estar certo che será aquela justa: do ponto de vista da variedade de paisagens, as Canárias estão entre as ilhas mais belas da Espanha. Em Las Palmas, você poderá se perder nos mercados ou fazer compras nas lojas do centro mas haverá muitas atrações para ver: Arucas, o Parque Doramas e muito mais. Descubra conosco os lugares a não perder em um cruzeiro Costa.

Parque Doramas

O que pode ser melhor do que descansar no meio da natureza talvez depois de um dia cansativo? O Parque Doramas, localizado no bairro de Ciudad Jardin, é um dos lugares mais apreciados pelos turistas em Las Palmas. Uma área verde muito grande caracterizada por vegetação variada que inclui palmeiras e espécies nativas. Impressionantes são, acima de tudo, suas fontes em cascata. Entre os jardins coloridos para se perder, há campos de jogos para crianças e até um pequeno auditório.

Domingo é o dia em que o parque se enche de cores e onde as famílias geralmente decidem fazer uma pausa na vegetação e, é por isso, que os espetáculos de rua são organizados com artistas e teatros de marionetes. No interior, a principal atração é o Pueblo Canario, uma espécie de museu ao ar livre.

Aqui você poderá descobrir as tradições locais e admirar uma vila com casas típicas nas quais se destacam as varandas de madeira e as torres pitorescas. A praça principal se transforma em um palco onde grupos folclóricos e dançarinos se exibem, geralmente com trajes folclóricos. A comida é também protagonista pois você poderá saborear pratos típicos acompanhados de bom vinho.

Caldera de Bandama

Prepare-se para paisagens particulares e para cruzar caminhos através de uma natureza com milhares de anos. Bosques que alternam com cinzas vulcânicas e paredes rochosas íngremes. Caldera de Bandama, a cerca de 20 minutos do centro de Las Palmas, é uma cratera com mais de mil metros de diâmetro e um pico de mais de 500 metros, do qual você pode ter uma vista deslumbrante. São pontos considerados de grande interesse científico, um cenário natural que está incluído na paisagem protegida de Tafira.

Para os amantes das caminhadas, o percurso tem cerca de dois quilômetros de extensão, entre lagoas, cavernas usadas para conservar trigo e vegetação luxuriante. Você também encontrará adegas e casas com centenas de anos de história. O nome Bandama está ligado a um camponês flamengo, David Van Damme, que comprou parte da terra perto da cratera e a transformou em uma área de vinhos.

Arucas

A cidade de Arucas está localizada a cerca de 12 quilômetros de Las Palmas ao lado de uma montanha. Suas paisagens são variadas e se estendem de plantações de banana a campos agrícolas. De particular interesse é o centro histórico, começando pela praça de San Juan, onde fica a catedral gótica construída em pedra de lava. Particularmente fascinante é a rosácea de sete metros na fachada junto com as duas torres. No interior, existem várias obras de grande valor e você ficará impressionado com a beleza dos vidros que contam histórias e a partir dos quais filtra a luz que cria um ambiente mágico.

A poucos passos da igreja está o inacabado teatro Nuevo, um exemplo de estilo neoclássico. Você também poderá visitar várias casas tradicionais e históricas, além da fábrica de rum, com a possibilidade de realizar visitas. No interior, há uma adega de renome visitada por muitas pessoas famosas que deixam suas assinaturas nos barris. Arucas é muito popular, especialmente por suas cores e flores. Nos seus jardins, incluindo o chamado "da Marquesa", você poderá encontrar até 2500 espécies de flores. De particular interesse é também a casa da Marquesa que foi construída em 1880, que contém vários móveis e objetos de valor e que pode ser visitada.

Se você quer uma vista espetacular, basta ir para a montanha de Arucas, de cujo mirante, localizado em um cenário específico, uma cratera de um vulcão antigo, você pode desfrutar de um panorama único de toda a ilha. Não é a única paisagem fascinante que espera por você. Se for ao litoral, você poderá admirar as salinas que datam de 1600, e que são as únicas ainda ativas. Não muito longe do centro histórico estão as pedreiras onde, além de passar algumas horas em uma atmosfera suspensa no tempo, você também pode comprar lembranças feitas com a famosa pedra azul.

Basílica de Nossa Senhora do Pinho

Bem-vindo a um dos Santuários Marianos mais importantes das Ilhas Canárias e o primeiro a receber o título de Basílica por parte da Santa Sé. Ela está localizada na pitoresca cidade de Teror que possui alguns exemplos maravilhosos de arquitetura colonial. A Basílica, que foi construída sobre os restos de outra igreja, a partir de 1700, possui um interior composto por três naves e abriga um altar barroco de grande importância. A cúpula é simples e austera. Para admirar é também uma estátua de madeira da Virgem, além de figuras religiosas de valor estilístico e algumas das pinturas rococó mais relevantes da ilha.

A igreja foi concluída, em 1767, e contêm estilos diferentes, do barroco ao neoclássico, passando por decorações típicas da arquitetura das Canárias. Diz a lenda que, em 1481, a Virgem Maria apareceu no topo de um pinheiro para alguns pastores. A importância de Teror como capital religiosa da ilha aumentou, em 1914, quando Pio XII proclamou padroeira "Nossa Senhora do Pinho". A festa é comemorada todos os anos no dia 8 de setembro com eventos, procissões e iniciativas que duram uma semana. Dentro da igreja há uma imagem particularmente venerada pelos fiéis, o Camarim de Nossa Senhora do Pinho.

Bairros Triana e Vegueta

Triana e Vegueta são os bairros mais antigos da cidade de Las Palmas. O primeiro se tornou a alma comercial desde que sua rua principal virou pedestre. Aqui você poderá encontrar pequenas lojas, do varejo a grandes marcas. Seu itinerário percorrerá edifícios de estilo Art Nouveau, a teatros, avenidas e artistas de rua.

Um canto cintilante cheio de cores onde o comércio e a arte se abraçam. Obviamente, não faltarão edifícios e surpresas valiosas, começando pelo teatro Pérez Galdòs que esteve no centro de restaurações que permitiram aprimorar suas decorações e salas internas e onde se destaca um auditório.

Continue até a Praça Cairasco onde poderá admirar o Gabinete Literario, um edifício de estilo Art Nouveau que abriga uma sociedade literária e oferece um restaurante com uma bela vista do terraço. Na área existe também a igreja de São Francisco de Assis. Foi destruída no século XVI, após um ataque de piratas, e reconstruída no século XVIII. No interior, existem algumas obras importantes do escultor José Lujan Pérez.

O bairro Vegueta fará você reviver a atmosfera medieval graças às suas ruas estreitas e palácios nobres que englobam os estilos do século XVIII ao século XX. O motivo é logo explicado, já que numerosas famílias de comerciantes, não apenas da Espanha, mas também da Dinamarca, Malta e Inglaterra, se estabeleceram lá a partir da rua principal. O bairro Vegueta era o núcleo original de Las Palmas.

A praça principal é a praça de San Antonio Abad. Aqui você pode admirar a casa de Cristóvão Colombo (Casa de Colòn). Esta não é uma casa, mas um museu dedicado ao famoso explorador. A sede atual reúne quatro casas históricas que vão do século XVI ao XVIII, entre elas a antiga residência do governador que foi realmente visitada por Colombo. Outra curiosidade diz respeito a outra das casas que foi a residência do famoso tenor Alfredo Kraus, a quem foi dedicado o auditório sobre o qual discutiremos abaixo.

Catedral de Santa Ana

No coração do bairro Vegueta há outro tesouro que é a Catedral de Santa Ana, a primeira construída pela realeza espanhola depois que a Gran Canaria foi conquistada em 1478. Os estilos são diferentes e variam do neoclássico ao gótico até ao renascimento. Por outro lado, as obras começaram nos anos 1500 e terminaram apenas quatro séculos depois com a intervenção de vários arquitetos e artistas diferentes. Não se sabe muito sobre o projeto original mas o trabalho deveria ter incluído três naves da mesma altura. As colunas internas são em forma de palmeira.

Na capela da catedral são visíveis várias obras e numerosas estátuas realizadas sempre pelo artista José Lujan Pérez. A torre do edifício é o melhor lugar para ter uma visão da cidade de cima. Você poderá chegar lá graças a um elevador moderno. Na ala sul, está situado o Museu Diocesano de Arte Sacra que exibe vários artefatos valiosos, além de uma coleção pictórica relevante e variada que vai dos mestres holandeses às esculturas espanholas coletadas nos últimos quatrocentos anos.

Auditório Alfredo Kraus

É uma estrutura moderna, o último trabalho do arquiteto Oscar Tusquets: foi dedicado ao tenor das Ilhas Canárias, Alfredo Kraus. A estrutura foi concebida como um local para concertos, encontros, conferências e seminários. A data de abertura foi 5 de dezembro de 1997, após cerca de quatro anos de trabalho com o objetivo de erguer uma espécie de farol para proteger a Playa de Las Canteras. Existem dois salões que fazem de pano de fundo para concertos frequentes, tanto clássicos como modernos. No principal, foi construído um vitral com vista para o oceano.

No início de cada ano, algumas das orquestras e solistas mais importantes do mundo se reúnem aqui para o Festival de Música das Ilhas Canárias e, durante todo o ano, o Auditório organiza seu próprio programa de concertos, bem como os da Orquestra Filarmônica de Las Palmas e o Festival anual de Jazz e Guitarra: no total, são mais de 100 concertos musicais de todas as variedades.

Centro Atlántico de Arte Moderno

Estamos sempre no bairro Vegueta para admirar o CAAM (Centro Atlántico de Arte Moderno), um museu de arte contemporânea. Sua peculiaridade é a abertura para três continentes (Europa, África e América) em um caminho que combina diferentes formas de arte: pintura, desenho, escultura e gráfica. Os projetos estão ligados pelo tema do pensamento crítico. O museu tem entrada livre e abriga um extenso programa de exposições e iniciativas relacionadas à cultura contemporânea.

Uma atenção particular está ligada às vanguardas históricas. A coleção mais rica é aquela ligada às obras de artistas das Ilhas Canárias que giram em torno da figura de Lujan Pérez e sua escola dos anos 30 e 40. Entre as joias da estrutura está a biblioteca que contém mais de 57 mil volumes relacionados à arte com uma grande seção dedicada a artistas africanos e latino-americanos. Há também uma loja em particular, onde você poderá encontrar todos os tipos de lembranças, desde cartões postais a bijuterias, decorações ou bolsas.

Museo Canario

O protagonista deste museu de Las Palmas é o passado: os apaixonados por história terão informações sobre as descobertas arqueológicas que foram feitas na ilha. Fundado, em 1879, por um grupo de pessoas pertencentes à burguesia, a estrutura apresenta a mais variada exibição de objetos pré-hispânicos de 500 a.C. até 1400. Entre suas peculiaridades, uma coleção de múmias e esqueletos aborígines. Você quase terá a impressão de entrar em um laboratório fora do tempo.

A biblioteca está bem abastecida, juntamente com o arquivo histórico (contém também  periódicos) que fornecem informações históricas e etnográficas sobre as Ilhas Canárias. Essas ferramentas são usadas, principalmente, por estudiosos e pesquisadores para seus trabalhos. Nas 11 salas você seguirá um caminho que serpenteia entre estatuetas, joias e utensílios usados pelos Guanches, os aborígines das Canárias. Neste museu, você encontrará uma pequena loja onde poderá comprar presentes e mapas.

Museo e Parque Arqueológico Cueva Pintada

Estamos em Gàldar, uma das principais cidades das populações aborígines antes da chegada dos conquistadores espanhóis. O Museu e o Parque oferecem um vislumbre da vida dos Guanches, uma população que chegou do norte da África há mais de dois mil anos. A visita durará cerca de duas horas com a ajuda de um guia e vários vídeos. No museu você também poderá admirar numerosos achados encontrados durante as escavações. A população se dedicava ao pastoreio e à agricultura e, ocasionalmente, à pesca. Eles não conheciam o uso de metais nem a escrita. No final do percurso, você também poderá admirar modelos de casas antigas, enriquecidas com móveis.

Cueva Pintada foi descoberta, em 1800, e é composta por uma série de cavernas esculpidas em pedras vulcânicas. Em uma delas, em particular, foram descobertas várias decorações pictóricas que provavelmente tinham significados religiosos ou se referiam a rituais. Ao redor, haviam cerca de cinquenta casas, além de outras cavernas artificiais. A visita à caverna principal ocorre rigorosamente para não deteriorar as pinturas. A Cueva deve ser mantida a uma certa temperatura e é preferível que permaneça no escuro.

Dunas de Maspalomas

No extremo sul da ilha, há uma maravilhosa Reserva Natural, um dos espaços protegidos mais populares, o das dunas de Maspalomas. Imagine um espaço de mais de 400 hectares que alterna dunas com uma pequena lagoa e um palmeiral. As dunas formadas pela areia do mar, são movidas continuamente pelo vento, criando um espetáculo mágico e em constante mudança. Desde 1994, é chamada Reserva Nacional Especial. Neste cenário, existem vários tipos de insetos comuns à África do Sul e também um hóspede especial que é o lagarto gigante de Gran Canaria.

A lagoa, de água salobra, representa um ecossistema muito particular, um habitat ideal para diferentes espécies de peixes e aves migratórias. A área é cercada por uma vegetação exuberante. Nas proximidades, se encontra a praia de Maspalomas, uma das maiores das Canárias. A vila homônima tornou-se cada vez mais turística e é caracterizada por um pitoresco centro histórico.

Palmitos Park

É o destino ideal para famílias com crianças. Palmitos Park é uma atração muito apreciada, já que o parque abriga, em um vale exuberante, mais de 200 espécies de pássaros entre as mais variadas, como beija-flores, tucanos e flamingos. São organizados vários espetáculos que têm os animais como protagonistas. Existem aves de rapina (corujas e falcões) que podem andar livremente entre o público, mas também papagaios que surpreenderão todos pintando, contando, jogando e até andando de bicicleta. Na prática, estamos falando de um parque botânico que é também um jardim zoológico localizado a 10 quilômetros de Maspalomas.

Outros espaços a não perder neste oásis natural são a casa das Orquídeas onde você poderá se perder nas cores e perfumes dessas flores. Uma coleção muito rica que aprimora seu olfato. Outra etapa muito apreciada pelos visitantes é o jardim de cactos onde você encontrará variedades de cactos e aloés que não podem ser encontradas. Essa viagem pela maravilha tem outra etapa na casa das borboletas, a maior da Europa. Uma explosão de movimento e cores com centenas de espécimes que voam livremente. Há também um aquário que é uma verdadeira joia, uma das atrações que as crianças sonham, mesmo para os espetáculos planejados.

Porto de Mogán

Para alguns "é um refúgio indispensável", para outros é um "lugar inesquecível". A beleza e a forma particular do porto de Mogán o tornam um local muito apreciado. Está localizado a uma hora de Las Palmas e é o local ideal para a pesca em alto mar, mas também um ponto de encontro para os amantes de passeios de barco internacionais pois oferece mais de 200 docas. Adicione caminhos românticos cheios de flores, casas com varandas pitorescas e pontes com formas harmoniosas. Este é também o destino ideal para os amantes do mergulho.

Você irá desfrutar de praias de areia preta e água azul, um bairro cintilante com bom ar. Há uma urbanização muito pitoresca com casas agarradas às colinas e não faltarão muitos clubes ou restaurantes onde você poderá desfrutar de uma pausa bem merecida com paisagens deslumbrantes. Quem quiser passear pode visitar a igreja de Santo Antônio, construída em 1814, e não faltam também belezas naturais como o Barranco de Veneguera, um muro de pedra caracterizado por diferentes tons de cores.

Mercado de Arguineguín

Uma vila que foi capaz de se transformar e se entregar ao turismo. Alterna um antigo centro histórico com novos serviços, hotéis e resorts para os turistas. Você poderá encontrar deliciosos restaurantes que cozinham peixe fresco ou aproveitam o passeio à beira-mar, mas é às terças-feiras que a cidade ganha vida graças ao mercado. É o maior da ilha e o mais popular para se deliciar com um presente, ter uma ideia ou simplesmente comprar uma lembrança ou um produto local das Ilhas Canárias.

Parta para Las Palmas com a Costa Cruzeiros

O verão em alguns lugares pode durar o ano todo. Las Palmas é um desses paraísos, beijado por uma posição favorável e uma natureza exuberante. Não é por acaso que muitas equipes profissionais de diferentes esportes vêm aqui para fazer seu treinamento de inverno. Um lugar onde o relaxamento é um estado de espírito e onde a cultura também é protagonista. Não perca tempo e escolha suas próximas férias agora.

Viaje com a Costa Cruzeiros