Porque visitar Gotemburgo? A variedade de respostas que podem ser dadas a essa pergunta é incrível. Uma cidade animada com uma energia muito especial, Gotemburgo é famosa pela qualidade de vida e pelo caráter de seus habitantes, acolhedores e propensos ao humor: um lugar para se sentir imediatamente em casa, respirando uma atmosfera relaxante e brilhante ao mesmo tempo.

Povoada por esplêndidos parques, edifícios majestosos e castelos antigos, Gotemburgo é uma cidade jovem e criativa, cheia de galerias, museus e eventos: de festivais gastronômicos a encontros culturais, de eventos esportivos a festivais de música, todas as estações são eletrizantes. No verão, o sol nunca se põe e os dias são muito longos: é o momento ideal para ficar acordado até tarde e desfrutar da vida noturna de Gotemburgo, mas também para dar um mergulho na água aproveitando o maravilhoso cenário oferecido pelas ilhas do arquipélago.

Mesmo nas estações mais frias, os bairros mais característicos, como Haga, são um ponto de atração com seus cafés e pequenas lojas onde você pode fazer compras alternativas. A gastronomia em Gotemburgo é incrível: o peixe é o principal protagonista, para ser saboreado em restaurantes estrelados ou em tabernas típicas onde você pode comer barato ou, melhor ainda, em uma ilha selvagem, cercada por casas de pescadores. Atravessada pelo rio Gota e com vista para o Mar do Norte, a cidade está cheia de pontos panorâmicos deslumbrantes.

A segunda cidade da Suécia o encantará com sua arquitetura, seu esplêndido cenário natural e seu gosto por hospitalidade. Aqui estão as 18 atrações imperdíveis para visitar em Gotemburgo e arredores, talvez com a Costa aproveitando nossas excursões.

Museo de Gotemburgo

Gotemburgo é também chamada de Amsterdã escandinava e ao visitar o Stadsmuseum é fácil perceber o porquê. A coleção do Museu de Gotemburgo relata sua evolução desde a pré-história até o século XIX e até a expansão industrial que deu origem à cidade moderna. Nascida como um porto comercial na foz do rio Gota, estava equipada com um engenhoso sistema de canais, projetado no modelo de Amsterdã.

Hoje, os canais de Gotemburgo são o pano de fundo para plácidos passeios de barco: se desejado, o itinerário pode continuar até Estocolmo, ao longo do Canal Göta, a "fita azul da Suécia". Localizado na sede histórica da Companhia das Índias Orientais, o prestigioso Museu de Gotemburgo coleta testemunhos antigos e exposições temporárias, oferecendo também visitas guiadas e itinerários a pé pela cidade. No interior, você também pode admirar uma descoberta muito, muito particular: o único navio Viking em exibição na Suécia. Há também uma área de recreação infantil, uma loja, um restaurante e um café para relaxar depois de visitar o museu.

Praça Gustav Adolf e Teatro da Ópera

Foi chamada de "grande praça" de Gotemburgo até a chegada da estátua dedicada a Gustavo II Adolfo, da Suécia, fundador da cidade em 1621. O centro político de Gotemburgo, a praça Gustav Adolf, está cercada pelos edifícios de instituições, como a Prefeitura e a Bolsa, de estilo neoclássico. A poucos passos de distância fica o Teatro da Ópera, curioso do ponto de vista arquitetônico: de fato, seu projeto é inspirado no porto e inclui elementos temáticos, como velas e navios. O cartaz varia de ópera a balé, de concertos a musicais. Enquanto se aguarda a cortina subir, é possível desfrutar de um jantar no restaurante do teatro, muito panorâmico pois todas as mesas estão de frente para o rio. Mas um café é suficiente para entrar na atmosfera.

Igreja de Oscar Fredrik

Suas janelas rosadas o hipnotizarão, assim como a torre sutil e delgada voltada para cima: a igreja de Oscar Fredrik é uma referência visual clássica em Gotemburgo. De maneira mais geral, seu estilo neogótico, inspirado nas grandes catedrais europeias, em vez do estilo nórdico no sentido estrito, o sequestrará. Construída no final do século XIX, a igreja de Oscar Fredrik leva o nome do rei sueco Oscar II apreciado, não apenas por sua nitidez e seu toque político, mas também por seus gostos refinados e pela produção literária requintada. A igreja de Oscar Fredrik lhe fará companhia durante a sua estadia na cidade: o conselho é certamente o de admirá-la de perto para apreciar em detalhe suas linhas elaboradas e seus interiores majestosos.

Feskekörka

Quem diria que um mercado de peixe poderia encontrar espaço em uma catedral? Este é o efeito que Feskekörka faz, entre os lugares mais visitados da cidade. Construído em 1874, o edifício nasce de um experimento arquitetônico e é inspirado em igrejas de pedra góticas e igrejas de madeira nórdica. A tradução de Feskekörka é, literalmente, "igreja de peixe": um sinal revelador do respeito sagrado que os habitantes locais sentem pelo mar e por seus dons. O mercado de peixe exibe todos os tipos de especialidades de peixe, obviamente muito fresco. A água na boca é garantida: há um restaurante típico, pequeno, mas convidativo, onde você pode encomendar delicadas primeiras frutas e boa comida: de ostras cruas a arenque frito.

Piazza Järntorget

Literalmente "praça de ferro", a praça Järntorget está entre os principais locais de encontro da cidade. Localizada entre o distrito de Linné e o bairro de Haga, a área é um ponto de referência para a vida noturna alternativa e para a comida informal. Cinemas, teatros, clubes, locais de música ao vivo e uma variedade de bares e restaurantes cercam a praça. Histórico ponto de encontro da classe trabalhadora, a praça Järntorget é um símbolo de Gotemburgo e oferece um ambiente muito característico para desfrutar de um café relaxante. A partir daqui começa Linnégatan, uma rua comercial muito popular entre os habitantes locais. Você é mimado pela escolha de um lanche: das opções vegetarianas aos restaurantes da moda, sem descuidar os bares com cerveja artesanal. A atmosfera é autêntica e as surpresas nunca faltam.

Bairro de Haga

Haga é o bairro antigo da cidade, uma espécie de oásis marcado por avenidas arborizadas, praças históricas e casas dos trabalhadores. Muitos edifícios são construídos no chamado estilo landshövdingehus, típico de Gotemburgo, com um piso de tijolos e outros níveis de madeira, um costume nascido originalmente para evitar incêndios ou, mais precisamente, um truque engenhoso para contornar uma proibição a esse respeito. A área oferece vários cafés e lojas onde você pode comprar de tudo: de móveis a chá, de acessórios alternativos a doces típicos. Comprar aqui é uma experiência única: as propostas não são tão estereotipadas quanto em outros lugares e a joia está ao virar da esquina. O bairro de Haga é o cenário perfeito para experimentar o ritual sueco chamado fika: mais do que uma pausa para o café é uma filosofia de vida. Os cafés e as confeitarias locais estão definitivamente à altura da situação.

Praça Götaplatsen

A primeira coisa que você nota chegando à Praça Götaplatsen, é uma estátua gigantesca de Poseidon, uma presença majestosa que se tornou um símbolo de Gotemburgo. A antiga divindade vigia Avenyn, a principal avenida da cidade, sempre movimentada e cheia de restaurantes e clubes noturnos. A Praça Götaplatsen é um pouco o coração da vida cultural: nela estão localizados a Sala de Concertos, sede da Orquestra Sinfônica de Gotemburgo, a Biblioteca Municipal, o Museu de Arte e o teatro da cidade. A praça também abriga eventos mais informais, como festivais e concertos de rock: a cultura aqui é de 360°.

Museu de Arte de Gotemburgo

Você se está questionando se visitar o Museu de Arte de Gotemburgo? Se o tempo permitir, a resposta é certamente sim. Vale a pena. De fato, o Konstmuseum abriga uma das mais belas coleções de arte do final do século XIX do norte da Europa. A coleção permanente varia de obras de artistas suecos a obras-primas internacionais com pinturas de Rembrandt, Monet, Chagall e Picasso, entre outras.

Entre os orgulhos do museu, há (além da grandiosidade e variedade de sua coleção) a criatividade da gestão: além de exposições temporárias e visitas guiadas, também são organizadas oficinas e atividades para as famílias. Você não pode perder um café para fazer uma pausa saborosa comentando as pinturas mais bonitas. O estilo do edifício é típico da arquitetura monumental neoclássica reinterpretada no molho nórdico: a particularidade é dada pela coloração ocre dos tijolos, uma marca da cidade.

Universeum - Museu Nacional da Ciência

Há uma atração em Gotemburgo que seduz jovens e idosos: o Universeum, o Museu Nacional da Ciência, o mais importante da Escandinávia. Desenvolvido em sete andares, oferece tecnologias de ponta e experiências interativas sem paralelo. Uma das mais particulares é um safari incomum entre macacos e jacarés: aqui é possível atravessar uma floresta tropical coberta, entre flashes de borboletas e pássaros coloridos. Experimente as emoções de um astronauta e seus desafios, como fazer uma caminhada no espaço ou dormir em gravidade zero, mas também enfrentar uma máquina da verdade no laboratório do crime e ser raptado pela frágil beleza do mundo dos oceanos, entre tubarões-tigre e raças hipnóticas gigantes. Longe de ser um destino óbvio, o Universeum, Museu Nacional da Ciência, impressiona profundamente a imaginação despertando a curiosidade pela natureza e pelas maravilhas da ciência.

Liseberg

A poucos passos do Universeum está o Parque de Diversões Liseberg, um lugar cheio de propostas para todos. Para citar uma, a montanha-russa Helix, a mais longa e mais rápida da Escandinávia. As atrações para escolher são dezenas, como a torre AtmosFear, para disparar em queda livre por cem metros. Para aqueles que não gostam de aventuras imprudentes, o parque Liseberg é luxuoso com relaxamento, com lojas, restaurantes e concertos agendados para o verão. Seu palco principal está entre os locais mais importantes para música ao vivo em Gotemburgo e abriga as maiores estrelas internacionais. A diversão está em casa em todas as estações, mesmo no Natal, quando o mercado tradicional oferece o melhor da culinária típica sueca. Por falar em relaxamento: os Jardins Liseberg, entre os maiores parques da cidade, são um verdadeiro espetáculo: uma extensão ilimitada de bulbos de flores, carvalhos seculares e cachoeiras. Aqui, os habitantes de Gotemburgo adoram passear em paz, curtindo a beleza da natureza: um privilégio para aproveitar.

Fortaleza de Skansen Kronan

A Fortaleza de Skansen Kronan está na lista principal de pontos turísticos de Gotemburgo. A partir daqui, você pode contar os telhados do bairro de Haga e acariciar as encostas verdes da colina com seu olhar. A estrutura defensiva foi construída na segunda metade do século XVII, com base nos desenhos de Erik Dahlbergh, um engenheiro que conquistou a nobreza com seus méritos militares.

A Fortaleza de Skansen Kronan estava equipada com 23 canhões para resistir a qualquer tipo de ataque. No entanto, foi uma sorte não ser usada em guerra porque o inimigo permaneceu a uma distância segura, uma eventualidade para a qual estava bem preparada, graças às suas paredes de granito com uma espessura que chega a cinco metros. Utilizada mais tarde como prisão e abrigo de emergência, foi transformada, no século XX, em museu militar. Hoje é um esplêndido mirante que combina com Skansen Lejonet, uma fortificação gêmea que, ao contrário da coroa de ouro de Skansen Kronan, ostenta um leão no topo.

Igreja de Masthugget

Entre as vistas mais clássicas para quem viaja por Gotemburgo, há a Igreja de Masthugget (Masthuggskyrkan): um exemplo fascinante do estilo românico sueco que atrai dezenas de milhares de turistas todos os anos. Emblemática do ponto de vista arquitetônico e por seu invejável panorama, a igreja está aninhada em uma colina alta e oferece uma vista encantadora do rio. A igreja de Masthugget foi construída em 1914, tornando-se um dos símbolos de Gotemburgo. Nas proximidades, há outro lugar muito especial, a "reserva cultural" Gathenhielmska, entre as áreas mais antigas da cidade. Aqui você pode admirar casas que datam do século XIII e respirar uma atmosfera do passado: uma viagem a Gotemburgo do século XVIII, antes da devastação causada pelos incêndios.

Kungälv e avenida Västra Gatan

Localizada na foz do rio Göta, a cidade de Kungälv abriga a magnífica Fortaleza de Bohus, construída para proteger as fronteiras da Noruega e ameaçada pelos suecos: sua reputação de invencibilidade é bem merecida porque nunca foi conquistada, senão graças a um tratado. Considerado um dos mais bonitos da região, o castelo está entre as atrações mais famosas de Kungälv, um resort encantador localizado ao norte de Gotemburgo. Um passeio pela avenida Västra Gatan é imperdível, muito característica com suas casas de madeira coloridas. Os vislumbres que podem ser admirados ao longo da margem do rio são deliciosos. Também merece uma visita uma etapa deliciosa: a famosa loja de biscoitos que espalha um delicioso aroma de baunilha e chocolate no ar. Além dos deliciosos aromas, em Kungälv você pode respirar história entre contos de reis e batalhas.

Ilha de Styrsö

A fama turística de Gotemburgo também está ligada aos seus arquipélagos: de fato, a cidade está localizada a uma curta distância de uma coleção de ilhas selvagens facilmente acessíveis de barco. Os habitantes de Gotemburgo adoram fazer a viagem clássica para fora da cidade aqui, onde os mais sortudos têm uma cabana com vista para o mar cercada por urze selvagem. Há muitas excursões para escolher: entre as mais fascinantes há certamente uma viagem à ilha de Styrsö, povoada por pitorescas casas de madeira. Esta joia está localizada a meio caminho entre o arquipélago do norte, mais turístico, e o do sul, mais pacífico e fechado ao tráfego de carros. Um cenário fantástico para passear à beira-mar ou para fazer um banquete de frutos do mar frescos.

Fortaleza de Carlstens

Ao explorar as ilhas que cercam Gotemburgo você pode encontrar castelos espetaculares, diretamente no mar, com um visual invencível. Uma das mais fascinantes é a Fortaleza de Carlstens, construída na Ilha Marstrand, ao norte da cidade. Uma presença inconfundível que domina esta ilha com ambientes descontraídos, povoada por casas típicas, cafés e galerias: esplêndida também para visitar de bicicleta. A Fortaleza de Carlstens foi construída no século XVII, pelos suecos, para monitorar a ilha recém-conquistada e domina o centro habitado a cem quilômetros de altura. Daqui o panorama é extraordinário. Se você quiser, também pode visitar o interior para entender completamente a importância do castelo, historicamente contestado por seu papel como posto avançado estratégico. As visitas guiadas traçam a história do castelo que durante séculos foi o guardião da pequena cidade de Marstrand. Não faltam apresentações teatrais, musicais e outras atividades projetadas para tornar a visita mais atraente.

Ponte Tjörnbron

Entre as ilhas mais bonitas dos arredores está Tjörn, a sexta maior da Suécia. A ilha está ligada ao continente pela famosa Ponte Tjörnbron, uma obra majestosa que impressiona, em primeiro lugar, por seu tamanho com os seus 664 metros de comprimento e uma altura de cerca de 45 metros. Inaugurada em 1981, a ponte foi construída em tempo recorde (em apenas 17 meses) substituindo a anterior ponte Almö, engolida pelo mar. Atravessar a ponte Tjörnbron é realmente emocionante. Além de ser super panorâmica, é uma espécie de passagem mágica: do outro lado está a esplêndida ilha de Tjörn com suas casas de pescadores pitorescas e suas paisagens naturais deslumbrantes. Não perca o fascinante Parque de Escultura de Pilane: percorrendo rochas e prados você encontrará criações inesperadas e bizarras, como a cabeça gigante de uma mulher branca. Ah, mais uma coisa: diz-se que aqui se prove o melhor peixe defumado da Suécia.

Skärhamn e Museu Nórdico de Aquarela

Outra pausa interessante na ilha de Tjörn é o Museu Nórdico de Aquarela, em Skärhamn. Um destino popular que se destaca, em primeiro lugar, por seu aspecto marítimo: o museu fica em um edifício com vista para o mar, de maneira muito encantadora. O edifício está pintado com o característico vermelho Falun, a cor dos chalés suecos, obtido dos restos das minas de cobre. No interior, é possível admirar obras de artistas suecos e não só: o Museu Nórdico de Aquarela abriga exposições contemporâneas e oficinas internacionais. Mas isso não acaba aqui: aproveitando os cursos organizados pelo museu, você pode experimentar a técnica da aquarela. Se você gosta de velejar, Skärhamn não o deixará indiferente: o local é o cenário de regatas de prestígio e o lugar certo para redescobrir seus olhos, talvez sonhando com um iate novinho em folha.

Klädesholmen

A aventura continua em Klädesholmen, uma ilha ligada a Tjörn por uma ponte. Aqui, a pesca é uma instituição real e não falta um museu dedicado. O arenque é a verdadeira estrela, o ingrediente mais popular para pratos de peixe servidos por restaurantes locais. Das tabernas rústicas aos restaurantes mais refinados, não falta a opção de planejar uma das festas mais memoráveis das férias. Klädesholmen (que também abriga um festival de arenque marcado para junho) é uma garantia deste ponto de vista. Uma curiosidade: a ilha do arenque também abriga o primeiro hotel flutuante da Suécia.

Parta para Gotemburgo com a Costa Cruzeiros

Diga a verdade: você sentiu vontade de se mudar para Gotemburgo? Difícil culpá-lo: a cidade sueca é uma mistura única de charme nórdico e atmosferas cosmopolitas, cheia de espaços verdes e oportunidades de diversão. Gotemburgo é a cidade mais jovem e "social" da Suécia graças à sua importante universidade e aos seus muitos clubes, mas é também um lugar rico em história: tendo crescido com o comércio e, graças ao seu sistema de canais, preserva traços magníficos de seu passado. A costa irregular e as ilhas do arquipélago a enquadram muito bem: se você quiser apreciá-la ao máximo, visite Gotemburgo com um cruzeiro Costa, aproveitando as muitas excursões organizadas na cidade.

Viaje com a Costa Cruzeiros