Aruba é uma ilha autônoma no sul do Caribe, a 29 quilômetros a noroeste da Venezuela. Até 1986, fazia parte das Antilhas Holandesas e, embora atualmente não faça parte da União Europeia, todos os cidadãos de Aruba têm passaporte holandês. As línguas faladas na ilha são o papiamento (idioma crioulo), o holandês, o inglês e o espanhol.

Aruba é famosa por suas praias de águas cristalinas, por seu cenário tropical. Não perca, por exemplo, Palm Beach. Você pode rolar e descansar na areia deliciosa de Eagle Beach, uma das melhores do mundo, mergulhar com snorkel entre maravilhosas falésias, nas águas calmas de Mangel Halto, ou fugir do caos e da multidão e desfrutar da solidão e relaxamento em Baby Beach. A ilha mais famosa do sul do Caribe oferece férias completas para todos os visitantes. Mergulho, snorkel para descobrir recifes de corais e atividades divertidas, como atravessar a ilha em um veículo 4×4 ou mergulhar no submarino Atlantis VI.

A beleza de Aruba tem fortes laços com a história: os primeiros habitantes da ilha foram os índios Arawak. Em 1499, o explorador espanhol Alonso de Ojeda reivindicou o território para a coroa espanhola. Quase 200 anos depois, os holandeses tomaram as ilhas de Aruba, Curaçao e Bonaire dos espanhóis. Hoje você poderá descobrir grande parte desse patrimônio em construções e arquiteturas tipicamente europeias. Vamos descobrir juntos quais são os tesouros imperdíveis dessa cidade.

  • A capital Oranjestad
  • Farol Califórnia
  • Parque Nacional Arikok
  • Fábrica e Museu de Aloe
  • Fazendas de borboletas
  • Formações rochosas de Casibari
  • Museu Histórico do Forte Zoutman
  • Minas de ouro
  • Piscinas naturais
  • Snorkel e mergulho
  • Safari de jipe

A capital Oranjestad

Existem muitos destinos no mundo que são ideais para os entusiastas de esportes aquáticos, especialmente snorkel, passeios de barco ou até mesmo pesca. Um desses locais é a cidade de Oranjestad, a capital e maior área urbana de Aruba, localizada na costa sul, perto do ponto mais a oeste do país. Oferece 12 quilômetros de praias e águas cristalinas. É uma cidade linda, graças às cores vibrantes de suas ruas e do seu nome, que pode ser traduzido literalmente como Cidade Laranja. Uma das praias imperdíveis é Surfside Beach. Relaxe à sombra refrescante dos kiwis e aproveite um belo pôr do sol. É uma longa e estreita faixa de praia, ideal para uma viagem e um piquenique sob as árvores e perto das águas calmas que tornam essa área um local adequado para famílias. Esta praia central está localizada perto do famoso Parque Linear. A ilha se destaca por um grande respeito ao meio ambiente, as praias são limpas e os turistas também são educados ecologicamente.

A construção da cidade começou em 1796. O primeiro edifício construído foi um forte chamado Zoutman, que sobreviveu até hoje, e que serviu para defender a cidade contra ofensivas de piratas na costa. Os bairros residenciais foram construídos em torno desse edifícioAs pequenas casas coloridas garantem o charme e a simplicidade, completando um ambiente já acolhedor, com suas portas de madeira incrustadas e telhados pitorescos em telhas holandesas. Uma das principais atrações é o Parque Queen Wilhelmina, uma homenagem à rainha holandesa, que desempenhou um papel importante no desenvolvimento da cidade. Um dos edifícios mais importantes é a Catedral de Santa Ana, construída no século XVIII, uma verdadeira obra-prima da arquitetura neoclássica. O monumento mais famoso é uma estátua de Simón Bolívar.

Vale visitar também o Museu Arqueológico, que contém uma série de utensílios, objetos domésticos e outros objetos etnográficos encontrados na ilha. O Museu Numismático tem uma coleção igualmente valiosa de mais de 30 mil amostras de notas, moedas e selos.    

Farol Califórnia

Um guardião, um símbolo da ilha, e hoje uma atração indispensável para os turistas. O antigo farol de pedra Califórnia ocupa 30 metros na parte noroeste da ilha. Centenas de pessoas o visitam diariamente, atraídas por uma vista incomparável, especialmente ao pôr do sol. O nome do farol remonta ao naufrágio da Califórnia em 1891. Era um navio a vapor britânico que navegava ao largo da costa. E precisamente para evitar esses acidentes que decidiu-se construí-lo.

Sua posição foi estudada: está localizado em um planalto, a 10 metros acima do nível do mar , com uma vista panorâmica das praias encantadoras e da costa. Além da beleza natural e da paisagem única, você também pode admirar os jardins verdejantes do clube de golfe nos arredores.

Parque Nacional Arikok

Uma imensa área verde cheia de paisagens, belezas naturais, cavernas, praias e surpresas. Imagine só, o Parque Nacional Arikok cobre quase 20% de Aruba! Sem esquecer as milhares de espécies animais e vegetais que vivem dentro dele. As cobras e os pássaros merecem uma menção especial. Dentro do parque, você encontrará diferentes paisagens, incluindo baías encantadoras, formas pitorescas criadas pela lava e calcário, sem falar dos locais que contêm patrimônios culturais ancestrais, como as gravuras indianas originais. Um guia irá acompanhá-lo através dos leitos secos do rio até as baías protegidas de Moro, Boca Prins e Dos Playa. Uma parte do custo da entrada é destinada à manutenção do parque e a programas especiais de proteção e preservação de animais.

Dentro do parque também existem várias cavernas, incluindo a de Quadirikiri. Escondida no fundo de um penhasco, se estende por 150 metros. É um verdadeiro espetáculo que irá surpreendê-lo com o jogo da luz em uma atmosfera quase suspensa. A luz do sol atravessa os buracos no teto da caverna e torna o ambiente mágico. Nas partes mais escuras, vivem pequenos morcegos que usam esse lugar para fazer seus ninhos. Há uma lenda sobre a caverna que data de tempos antigos.

Um chefe indígena teria trancado sua filha aqui por se apaixonar por um garoto que não havia sido aceito. Os dois jovens morreriam aqui e suas almas subiriam aos céus através dos buracos da caverna. Você também pode visitar as cavernas de Fontein para ver suas estalactites e estalagmites. É famoso porque contém as gravuras dos índios arawak em suas paredes.

Ao longo do parque, há também a maravilhosa praia de Boca Prins, que leva o nome de uma antiga fazenda. O acesso é feito por uma escada de madeira. Você pode admirar o contraste entre as dunas brancas e as costas rochosas e descansar, apreciando a viçosa vegetação. A beleza não tem fim, porque há uma piscina natural ao longo do caminho, onde você pode nadar. Há também um restaurante onde você pode saborear as especialidades locais e curtir a brisa agradável, além de uma vista espetacular.

Fábrica e Museu de Aloe

O que é Aloe? Como são suas plantações? Quais são os seus usos? Você pode descobrir tudo isso no museu e na fábrica que Aruba dedicou a essa planta. Mas primeiro é necessário conhecer um pouco de sua história.

O Aloe chegou a Aruba há mais de 180 anos, em 1840. Em poucos anos, dois terços da superfície de Aruba estavam cobertos por essa planta e a ilha se tornou seu principal exportador no mundo. No museu e na fábrica, você pode visitar a plantação de aloe com um guia e visitas organizadas todos os dias.  Os guias fornecerão informações detalhadas e também contarão histórias. O museu permitirá que você descubra sua história, que começou há 160 anos.

Dentro da sua estrutura, você encontrará ferramentas, utensílios e equipamentos antigos, além de uma biblioteca real que esclarecerá todas as dúvidas sobre o aloe. Na loja da fábrica, você pode comprar diversos produtos à base de aloe, géis e loções para o corpo, rosto, cabelos e protetores solares. Foi a plantação de Hato que registrou as primeiras plantações de aloe vera: sessenta hectares de terra que ainda hoje são usados para cultivá-lo.

Fazendas de borboletas

Aruba é um destino onde os animais são certamente os protagonistas. Há lugares onde você pode realmente se divertir e passar um dia diferente. Um deles é a Fazenda das Borboletas: uma forma e uma oportunidade de conhecer a natureza em todo o seu esplendor. Imagine um jardim tropical cheio de borboletas coloridas e de todas as espécies. Você poderá observar todo o seu ciclo de vida. Os guias falarão sobre todo o seu processo de metamorfose: do ovo à larva, da crisálida à borboleta. Em alguns casos, você pode testemunhar a última fase da transformação e o primeiro voo da borboleta.

Outro local particularmente adequado para crianças é a fazenda de avestruz, que abriga mais de 80 espécimes. Aqui, as crianças podem tirar fotos e aprender a cuidar desses grandes pássaros. O momento mais esperado é, obviamente, aquele em que você pode alimentá-los. Há muitas áreas de descanso na fazenda, localizada em uma área natural muito pitoresca, cercada por paisagens montanhosas. A fazenda tem uma loja onde você pode comprar ovos de avestruz e uma lojinha de arte africana.

Se você ainda quiser ver mais animais, um terceiro lugar certamente muito curioso é o Santuário dos Burros, uma espécie de reserva onde existem mais de 130 burros que os visitantes poderão encontrar. Ao longo da história, os burros foram a principal forma de transporte dos moradores de Aruba - hoje já estão aposentados, mas os turistas podem atravessar (a pé ou de carro) os mesmos caminhos cercados por cactos que eram as rotas habituais dos burros, que puxava, carrinhos ou carregavam passageiros. A ideia de uma reserva protegida na qual os animais pudessem circular livremente se materializou em 1997. Depois de quase 20 anos em Santa Lucia, a reserva foi realocada para um local maior em Bringamosa.

Formações rochosas de Casibari

A paisagem do interior de Aruba é muito variada: alterna colinas de natureza selvagem com grandes rochas irregulares. As formações rochosas de Casibari são um exemplo dessas últimas. Os enormes pedregulhos ocupam uma área residencial perto da estrada principal que leva à Santa Cruz. Aqui, os caminhantes podem desfrutar de uma vista de tirar o fôlego, por conta dos degraus e trilhas no meio das rochas. Existem duas formações rochosas adequadas para escaladas: Ayo e Casibari. Especialistas não conseguiram formular nenhuma hipótese ou teoria que explique como e por que essas rochas enormes se encontram na ilha plana e arenosa de Aruba.

No caminho, você também encontrará cavernas onde existem exemplos de arte rupestre que datam de milhares de anos. As pedras enormes e redondas das formações rochosas de Ayo impressionam e despertam admiração. E, no final, também deixam claro por que a área, segundo diferentes lendas, era considerada um local sagrado e inviolável pelos nativos da ilha. Algumas dessas pedras têm forma de cobra ou dragão e uma superfície com tons avermelhados que tendem ao marrom. A área também oferece pontos onde você pode descansar e há lugares onde você pode fazer uma pausa, com um lanche ou um prato típico.

Museu Histórico do Forte Zoutman

Depois de entrar no Forte Zoutman, você sentirá apenas que o tempo parou e vai querer ler todos os documentos históricos ou ver as coleções de objetos. Por outro lado, o Museu Arqueológico é o primeiro lugar onde você tem a oportunidade de estudar a história de Aruba. O forte deve esse nome ao almirante Johan Arnold Zoutman, que derrotou os britânicos no Mar do Norte. O forte foi construído por escravos africanos (trazidos de Curaçao), enquanto os escravos ameríndios forneciam os materiais de construção. Após a ampliação e reconstrução dos edifícios (1826) e a adição de três prisões subterrâneas (1859), o Forte Zoutman também funcionou como um local de confinamento (prisão) para os escravos.

Em 1868, a Torre Willem III (Torre de Guilherme III) foi adicionada ao complexo e era a parte principal de um importante projeto de restauração na década de 1980. O Forte Zoutman é o edifício histórico de maior prestígio em Aruba e está localizado no centro de Oranjestad. Toda semana o festival cultural Bon Bini é realizado no Forte, atraindo tanto para turistas quanto a população local. Trata-se de espécie de "boas vindas". O Museu Histórico recebe visitas de turistas e da população local e iniciou recentemente programas educacionais para crianças do ensino fundamental. A gestão da estrutura é de responsabilidade da Fundação Museu de Aruba desde 1983. Ela recebe ajuda de várias organizações governamentais e não-governamentais, como a UNOCA e a Fundação Prins Bernhard.

Minas de ouro

Além de piratas, temos aventureiros, bandidos e garimpeiros. A história de Aruba é cheia de personagens que buscavam tesouros ou vida boa na ilha, entre os anos 1400 e 1500. E é por isso que também existem várias minas de ouro no local. O Parque Nacional Arikok encerra as ruínas das históricas minas de ouro de Miralamar. Mas esses não são os únicos dois lugares que lembram um passado cintilante: na costa norte, há a mina abandonada de Bushiribana, que antigamente era o centro de transformação do ouro que vinha das minas próximas, durante a corrida do ouro em Aruba, em 1800.

O segundo local, a mina de Balashi, foi construído no fim da lagoa espanhola. As ruínas dessa fundição ainda podem ser vistos nos arredores, perto do estreito desfiladeiro conhecido como French Step. Curiosidade: em 1824, finalmente encontraram o ouro de Aruba e, ao total, a indústria produziu quase 1,5 milhão de quilos de ouro.

Piscinas naturais

Aruba é um lugar cheio de surpresas e também de piscinas naturais. No Parque Natural Arikok, há a famosa piscina natural Conchi, onde se pode chegar apenas com um veículo off-road, por causa da estrada de terra. Um lugar mágico que está entre as atividades preferidas dos turistas, pela beleza do local, mas também pela pitada de aventura necessária para chegar lá.

A piscina natural (também chamada de Natural Pool) é uma formação dentro do mar, com belas águas cristalinas, é cercada por rochas contra as quais as ondas colidem, criando um ambiente único e muito sugestivo. Ao chegar, você sentirá uma grande tranquilidade e ficará surpreso com a beleza cenográfica do local.

Snorkel e mergulho

O fundo do mar na costa oeste de Aruba é calmo e rico em peixes e vegetação marinha e, portanto, ideal para snorkel ou mergulho. A área oferece praias protegidas, mar calmo e águas cristalinas. Por esse motivo, todos os pontos de mergulho em Aruba estão localizados no lado oeste da ilha. A maioria dos pontos ideais está concentrado na ponta norte da ilha, a poucos quilômetros ao norte da área principal da localidade.

Boca Catalina, com suas belas áreas de recifes repletas de peixes coloridos e boas oportunidades para ver tartarugas, é considerada a melhor nessa parte da costa. Além dela, a Praia Malmok (um pouco mais ao sul) e a Praia Arashi (um pouco mais ao norte) oferecem bons pontos para snorkel, além de areia fantástica e vários serviços. Na mesma área, Tres Trapi, onde se encontram muitas estrelas do mar no fundo arenoso, é um lugar imperdível se você gosta desses fascinantes animais marinhos.

A fabulosa "tradição" submarina de Aruba, que perde apenas para as Bermudas no Atlântico em relação ao número de naufrágios, de aviões a navios mercantes da Segunda Guerra Mundial, oferece possibilidades de mergulhos fascinantes. Existem 42 locais de mergulho, principalmente nos lados oeste e sul, que são os mais protegidos. Uma das experiências mais fascinantes é encontrar um navio mercante alemão de 122 metros no fundo do mar. Outra ruína muito interessante é Pedernales, excelente para mergulhadores iniciantes. Não seria fantástico mergulhar em um avião? Bem, é possível. O bimotor Arashi Beechcraft se encontra em águas rasas e também é ideal para iniciantes, oferecendo muitos peixes ao redor. Além dele, há o Sonesta, quebrado em três partes e cercado por corais e esponjas.

Safari de jipe

Aruba tem uma natureza selvagem e, para apimentar um pouco mais a viagem, alguns turistas decidem fazer um safari de jipe pelo Parque Nacional Arikok, possivelmente com um guia como motorista para poder apenas apreciar a vista ou captar as nuances pelo caminho. Você pode chegar a lugares inacessíveis e intocados na costa norte de Aruba e ver pequenas grandes maravilhas como aquilo que resta da Ponte Natural.

Alguns pacotes permitem visitar as piscinas naturais, além de várias praias. Outros passeios partem diretamente da capital e, entre as várias atrações, incluem a mina Bushiribana, o farol Califórnia e também várias cavernas. Uma maneira de aproveitar suas férias com uma pitada de adrenalina. As excursões podem levar um dia inteiro e também são oferecidas para grupos.

A beleza de Aruba

 

As praias são a atração principal e não tem como dar errado. Águas cristalinas, praias de areia macia, natureza exuberante. Mas não é a única coisa a fazer. Como vimos, a capital da ilha, Oranjestad, é cheia de cores e arquitetura da época colonial, além de restaurantes e clubes onde você pode saborear pratos típicos. Também existem lugares onde você pode entrar em contato com os moradores locais. Um deles é a feira organizada semanalmente. É um local de compartilhamento e reunião, onde se vendem não apenas frutas e verduras, mas também e acima de tudo a excelência artística da ilha.

A ilha é uma explosão de origens, pois convivem aqui mais de 90 nacionalidades e grupos étnicos. Entre esses, além de muitas comunidades européias, há pessoas das Índias Orientais, Filipinas e da China. Toda cultura e tradição é respeitada e celebrada. Isso também acontece com a comida. A dieta em Aruba foi fortemente influenciada pela Indonésia, uma colônia holandesa. Portanto, você vai comer rolinhos primavera gigantes e bolinhos holandeses, algumas das tradições culinárias mais apreciadas pelos cidadãos.

Longe das praias e das aldeias pitorescas que cercam a ilha, o interior também deve ser descoberto, especialmente para quem gosta de fazer trekking. Arbustos, terrenos selvagens e formações rochosas formam um lugar fascinante para explorar. Acrescente a isso também adoráveis burros, cavernas misteriosas e aventuras subaquáticas e o menu de férias está completo. 

Viaje com a Costa Cruzeiros