A Espanha é um país lindo, cheio de atrações de todos os tipos e tão diferente de região para região. Aqui o turista fará uma viagem à Península, sem dúvida ficará agradavelmente surpreendido com os locais visitados.

Um dos países com maior oferta turística, a Espanha oferece aos seus visitantes os mais variados destinos de férias, das cidades das artes às montanhas, das florestas luxuriantes às belas praias.

O clima do norte da Espanha atrai cada vez mais turistas às suas praias.Mas, além das férias na praia, a região oferece aos seus visitantes uma rica oferta de sítios históricos.

Entre os atrativos turísticos da Espanha encontramos cidades de grande charme como a capital Madrid. Esta cidade está localizada no centro do país e possui importantes monumentos e museus de importância mundial como o Museu do Prado e o Museu de Arte Moderna Reina Sofia.

Outro destino fascinante é a capital da Catalunha, Barcelona. Esta cidade é acima de tudo o motor industrial da Espanha. Todos sabem que os espanhóis estão divididos entre as duas cidades: Madrid é uma das capitais europeias mais fascinantes; metrópole que nunca dorme. Barcelona é a cidade da vitalidade e da criatividade, principal capital turística e famosa por sua vida noturna.

Valência é uma cidade extraordinária, Bilbao é o destino preferido dos amantes da arte contemporânea, mas Granada é famosa por seus grandes exemplos de arquitetura medieval. Agora vamos descobrir todas as etapas mais famosas deste lugar maravilhoso: 

Barcelona

Com vista para o Mediterrâneo é conhecida por Gaudí e sua arquitetura modernista, Barcelona é uma das capitais europeias mais visitadas.

A Sagrada Família é a atração turística por excelência de Barcelona e a mais visitada de toda a Espanha. O projeto da igreja é algo colossal, muito ambicioso e, consequentemente, muito caro.

La Rambla é a rua mais famosa e movimentada de Barcelona, ​​que vai da Plaça de Catalunya ao Mirador de Colom em Port Vell.  Uma das atrações mais visitadas em Barcelona são as casas modernistas projetadas pelo brilhante arquiteto Antoni Guadì: apartamentos e escritórios caracterizados por linhas e formas onduladas inspiradas na natureza, decorados de uma forma totalmente original. Os mais famosos são: Casa Milà, mais conhecida como La Pedrera e Casa Batlló.

Um passeio pelas ruas, caminhos, praças, degraus do parque "Parque Güell" é uma viagem fascinante: assim que o turista entrar, encontrará em frente uma grande escadaria.

Barcelona é também a cidade de três museus muito famosos: o Museu Picasso, a Fundació Joan Miró e o Museu Nacional d’Art de Catalunya.

Barcelona é famosa também pelas suas praias que podem ser facilmente alcançadas por transporte público. Os mais famosos e populares são Platja de Barceloneta, Platja de Sant Miquel, El Poblenou.

Madrid

A capital espanhola é uma cidade verdadeiramente fascinante, conhecida por sua energia. É um dos primeiros destinos turísticos espanhóis.

Madrid é uma cidade rica em história, cultura e arte. Situada numa posição estratégica no centro de Espanha, a cerca de 646 metros acima do nível do mar, Madrid mantém um dos mais importantes centros históricos da Europa, que se funde em harmonia com as mais modernas e confortáveis ​​instalações.

Quanto ao centro histórico, o ponto focal mais importante é certamente a Plaza Mayor, inaugurada em 1620 é considerada um dos recantos mais populares e típicos de Espanha.

Madrid também é conhecida por sua rica agenda cultural: o Museu do Prado, uma das galerias de arte mais importantes do mundo, é apenas um dos mais de 60 museus existentes na capital. Junto com o Prado, um dos museus mais interessantes é o Centro Nacional de Arte Reina Sofia, dedicado à arte contemporânea espanhola.

Assim como os museus e centros de arte, os parques, como o Parque Buen Retiro, também desempenham um papel importante na vida de Madrid e dos turistas. O Bairro Embajadores, é uma área repleta de pequenos restaurantes e tabernas que invadem as ruas com suas mesas coloridas. Este é o melhor lugar para saborear a típica cozinha espanhola acompanhada pela inevitável cerveja misturada com refrigerante.

Sevilha

No coração da Andaluzia, Sevilha é um dos destinos turísticos espanhóis mais populares. Ele oferece o melhor da região em um só lugar: tradições, arte, flamenco e tapas pra comer.

Sevilha possui um patrimônio arquitetônico de grande valor, como a Catedral, a Giralda e os Real Alcázares. Os estilos gótico e renascentista unem-se no monumento mais impressionante do mundo cristão com a Catedral de Santa Maria de Sevilha. A Catedral foi construída no local da Mesquita Prefeito, que foi demolida no século XV.

Os Reales Alcazares (Palácios Reais) são os monumentos mais impressionantes de Sevilha. O Alcazár, uma antiga fortaleza árabe, com salões, pátios e jardins criam uma fascinante combinação de cores.

Giralda, emblema da capital andaluza, é a torre do sino da Catedral: um monumento de 96 metros de altura que reflete plenamente o estilo de Almòada. Giralda deve o seu nome à estátua da Fé (chamada Giraldillo) que a domina e que gira sobre si mesma conforme a direção do vento.

Muito importante é também a Plaza de España, dentro do Parque de Maria Luisa, que foi construída em 1929. Decorada com tijolos vermelhos, cerâmica, mármore colorido, e os 58 bancos representam todas as províncias espanholas.

Cádiz

É reconhecida como a cidade mais antiga da Europa, ainda habitada. Na verdade, suas origens remontam a 1100 aC. C. O símbolo da cidade, além da praia de La Caleta, é um patrimônio do início do século XIX, a majestosa Catedral Nova Santa Croce, também chamada de "A Eterna" por não estar ainda concluída.

A cidade ainda é cercada por castelos, portas e muralhas. Exemplos claros de defesa são os Puertas de Tierras e os Castelos de San Sebastian e Santa Catalina.

Não muito longe da Catedral, o turista pode visitar o Museu Arqueológico e as ruínas do belo Anfiteatro Romano de Cádiz, um dos maiores da Andaluzia.

Famoso aqui é também o Carnaval de Cádiz, o espetacular acontecimento que atravessa a cidade, desde a Plaza de las Flores ao popular e autêntico bairro de Lá Viña, até ao fundamental Gran Teatro Falla.

Em Cádis não existe apenas a famosa praia de La Caleta. Na cidade, aliás, é possível nadar no Atlântico mas igualmente belas praias de Vitória e Cortadura.

Málaga

Málaga é a segunda cidade mais importante da região da Andaluzia depois de Sevilha. Existem muitos atrativos turísticos na cidade.

O que sem dúvida vale a pena ver na cidade é o museu dedicado ao pintor Picasso, que nasceu em Málaga e todas as paredes da cidade falam dele.

O centro da cidade, a Calle Larios, é um dos lugares mais importantes. Um passeio pelos bares, lojas e pela Plaza de la Constitución.

Catedral de Málaga: é uma das catedrais mais majestosas do mundo, também apelidada de “La Manquita” devido à estrutura da torre direita que não foi concluída.

Outra atração é o Teatro Romano. Para os amantes da história, o Teatro Romano de Málaga é uma visita obrigatória, é uma estrutura que remonta ao século I dC e foi descoberta em 1951 ao pé da Alcazaba.

Para os amantes da natureza, o jardim botânico é um dos maiores jardins tropicais e subtropicais da Espanha e até da Europa. Aqui o turista pode admirar mais de 2.000 espécies de árvores e plantas espalhadas por aproximadamente 250.000 m 2. Málaga está localizado na parte norte da cidade. Outra parada importante é o Parque Natural de Montes. É realmente o lugar perfeito para desfrutar de um pouco de ar puro sem se afastar muito da cidade!

Valencia

Com clima de sonho, muita cultura e praias esplêndidas, Valência é uma das principais pérolas de Espanha, e também famosa por seu importante porto no Mediterrâneo.

Com vista para o mar, Valência tem um clima mediterrâneo, portanto quente e úmido ao mesmo tempo. Valência é um importante centro cultural para todo o Reino de Espanha, da gastronomia ao folclore.

Famosa também porque aqui o turista pode percorrer toda a extensão dos vários bairros, especialmente o centro histórico, a pé ou de bicicleta. A cidade velha de Valência é perfeita para explorar a pé. Repleta de muitos monumentos, incluindo uma estação de trem Art Nouveau, um museu de touradas, o impressionante mercado da seda do século 15 e uma catedral românica que abriga ninguém menos que o Santo Graal. 

Famosa é a “Plaza del Ayuntamiento”, uma das praças mais animadas de Valência, em uma área repleta de elegantes edifícios Art Déco, onde boutiques de luxo e lojas de departamento abrem.

O “Lonja de la Seda”, ou Mercado da Seda, é um Patrimônio Mundial da UNESCO localizado no centro de Valência. Foi construído no século 15, quando Valência era um dos principais portos comerciais da Europa.

Bilbao

Bilbao é considerada uma das cidades mais industrializadas da Espanha e é também uma grande reserva mineira e siderúrgica. A indústria mais ativa é a naval, pois depois de Barcelona é o segundo porto da Espanha para o tráfego de mercadorias, e a cidade também é considerada um ponto ferroviário muito importante.

A cidade tem um centro histórico muito charmoso na margem direita do rio, enquanto a área moderna fica do lado oposto. Bilbao é hoje uma das cidades mais características da Espanha; O museu Guggenheim é um verdadeiro orgulho da cidade.

Além de ser uma cidade cultural e gastronômica, também é reconhecida como cidade verde, com parques importantes como Doña Cacilda de Iturrizar, rodeados de colinas.

Também famosas são as praias e as espetaculares falésias de Getxo, que ficam a pouco mais de meia hora de metrô.

Córdoba

Córdoba (ou Córdova) foi a capital do Império Muçulmano na Espanha. A região espanhola onde está localizada Córdoba, de fato, deve seu nome à versão original em árabe “Al-Andalus”.

A Mesquita de Córdoba é uma das mesquitas mais incríveis da Europa, construída sobre a Igreja de San Vincenzo. A imensa estrutura ergue-se no meio da cidade, e os altos muros, de alguns pontos de observação, parecem quase tocar o céu.

O Alcázar dos Reis Cristãos é a estrutura onde foram recebidos os reis leais à Igreja, de estilo árabe e rodeada de imensos jardins.

O Guadalquivir é o único rio navegável de toda a Espanha e foi palco de inúmeras batalhas, durante as quais a estrutura original foi lentamente destruída. Os 16 arcos que sustentavam a ponte foram reconstruídos.

A Andaluzia tem muitos bairros judeus em suas cidades, mas Córdoba é um dos mais importantes de todo o velho continente. As casas são exclusivamente brancas, quase todas com um pequeno jardim à frente, estão todas muito próximas umas das outras e separadas por ruas muito estreitas. A gastronomia assimilou os sabores da culinária árabe, assim como aconteceu com os costumes desta cidade. O resultado é uma cozinha com sabores fortes, onde a combinação de carnes e peixes se mistura com especiarias.

Zaragoza

As origens de Zaragoza na Espanha remontam a 24 AC. quando César Augusto fundou a cidade dando-lhe o seu nome, mas os monumentos mais fascinantes são em estilo mudéjar, uma lembrança da influência árabe. Entre estes, o Palácio Aljaferia e a Catedral são as principais testemunhas do longo período muçulmano.

De facto, o Palácio da Aljafería é, juntamente com a Mesquita de Córdoba e a Alhambra de Granada, um dos maiores testemunhos da arquitetura muçulmana. Mas até a influência católica fez seu caminho e de fato construiu a Basílica de Nuestra Señora del Pilar, uma suntuosa basílica católica romana. Espaços amplos e cúpulas de onde se pode admirar toda a cidade.

Mas a Plaza del Pilar é uma das praças mais famosas, retangular que nasce às margens do rio Ebro, ao norte da cidade velha.

Não perca as barracas do Mercado Central, a poucos passos da Plaza del Pilar, que abriu suas portas em 1903. Este mercado interno de dois andares está instalado em um belo edifício neoclássico, declarado Patrimônio Histórico Nacional.

Imperdível é o Castelo Aljafería, uma extraordinária fortaleza hispano-mourisca do século XI; este palácio fortificado foi declarado Patrimônio Mundial da UNESCO e é um dos monumentos imperdíveis para qualquer turista que visita a cidade.

Granada

É fácil se apaixonar por Granada, seu clima, sua gente, suas ruas e seus monumentos. Cidade jovem e animada. Também aqui a influência muçulmana é predominante. Um dos símbolos mais importantes do domínio muçulmano sobre a cidade de Granada é, sem dúvida, a Alhambra, monumento declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Em Granada, a beleza não tem fim: em frente à Alhambra existe outro palácio independente, o Generalife. Jardim maravilhoso com uma história fantástica. 

O distrito de Albayzin é um Patrimônio Mundial da Unesco por sua extraordinária singularidade arquitetônica. Em seu apogeu, atingiu 60.000 habitantes e 26 mesquitas. O monumento mais importante do bairro é a Igreja de São Salvador, de estilo mudéjar.

Outra impressionante etapa turística é a Catedral de Granada, pois é considerada a maior expressão renascentista na Espanha.

Como em toda a Andaluzia, Granada também se beneficia de uma alta consideração culinária conhecida na Europa toda. Um dos pratos mais típicos é a tortilha Sacromonte, à base de tutano, ovos e entranhas de vitela que é cozido com o Olho de San Anton (caldo de porco, feijão, risos, vegetais).

Já para as sobremesas, a influência árabe passa a predominar: amêndoas, frutas secas, açúcar caramelizado e especiarias são os principais ingredientes. A sobremesa mais famosa de Granada é a Pionono, que leva o nome do Papa Pio IX.

Descubra o Mar Mediterrâneo com costa

O Mediterrâneo é uma sucessão de cidades costeiras e medievais apreciadas por turistas de todo o mundo. A história aqui é rei.

Se procura um destino turístico perfeito, não vá em busca de paraísos exóticos nos confins do globo, mas concentre a sua atenção no Mar Mediterrâneo; entre o litoral ou as ilhas, com certeza os turistas encontrarão o lugar certo. 

De férias em família repletas de diversão na Grécia, a belas praias na Itália e fins de semana para casais nas mais animadas cidades espanholas, onde predomina a vida noturna, o turismo no Mediterrâneo oferece sempre uma ampla escolha.

Com suas paisagens de tirar o fôlego, as ilhas imersas em suas águas turquesa, os lugares glamourosos, o turista pode encontrar o que deseja no mar Mediterrâneo.