Turistas de todo o mundo se mistura com a população carioca em um turbilhão de músicas, danças, cores, comidas e bebidas, que não para nem de dia nem de noite. São estes os ingredientes que fazem do Carneval do Rio um grande sucesso, ano após ano.

A aspiração de cada escola é chegar aos níveis mais elevados para poder desfilar no cobiçado Sambódromo, projetado por Oscar Niemeyer, que desde 1984 é o templo das escolas de samba carioca em dias de carnaval.

As datas do carnaval no Brasil estão inteiramente ligadas ao calendário da Igreja, e são estabelecidas com base na data fixada pela Igreja para a Páscoa e, portanto, também para a Quaresma.

O Carnaval do Rio hoje atingiu um tamanho comparável a um evento esportivo de classe mundial.

Quem quer aproveitar a verdadeira alma da festa, não pode perder o outro evento do carnaval carioca, os desfiles dos blocos carnavalescos, que hoje chegam a quase 500.

Enquanto as escolas desfilam e os espectadores desfrutam de uma noite de loucura, os jurados escolhem os futuros campeões. Mas, para todos os presentes, estar presente já é uma alegria e uma vitória: 

Història da festa

As origens do Carnaval remontam aos ritos pagãos da Roma antiga, que mais tarde se incorporaram ao calendário de celebrações católico-cristãs.

A cultura carnavalesca chegou ao Brasil no século XIX, importada pelos portugueses (e pelos espanhóis), onde se juntou à cultura afro-brasileira, adquirindo características verdadeiramente únicas. Os escravos africanos influenciaram o carnaval brasileiro tanto do ponto de vista dos trajes quanto do ponto de vista musical.

Os africanos usaram máscaras, penas, ossos e pedras para invocar os deuses e afastar os maus espíritos. Além disso, a música e a dança do samba são originárias de Angola e da África Ocidental e serviam para dar consolo e alegria nos momentos difíceis.

O verdadeiro rei do carnaval carioca é a samba. Essa dança deriva das danças tradicionais tribais (o naghò, o batuque e o bajao) trazidas ao Brasil pelos escravos deportados da África Ocidental para trabalhar nas plantações de café.

A palavra “samba” parece derivar do termo angolano semba, uma espécie de “convite à dança”, que define as danças típicas de escravos que viviam nas zonas rurais cariocas.

Graças ao seu ritmo sincopado e sensual, durante o século XX, o samba deu a volta ao mundo tornando-se um dos estilos musicais mais contagiosos e populares do continente sul-americano.

Tradição

A cerimônia de abertura é a coroação do Rei Momo pelo prefeito do Rio de Janeiro, tradição que remonta a 1933, dando início a milhares de eventos pela cidade.

Na cerimônia de abertura, o Rei Momo é interpretado por um personagem famoso. Na verdade, o Rei Momo é geralmente um homem muito redondo! 

Após a entrega das chaves da cidade ao Rei Momo, o Carnaval começa! Nos primeiros quatro dias, desfilam as doze escolas mais importantes do Rio de Janeiro, enquanto o último dia de desfile é dedicada ao desfile das crianças.

Outra tradição é que as escolas de samba dos grupos menores desfilam na Avenida Rio Branco, local onde aconteciam todos os desfiles antes da construção do Sambódromo.

Desde o início na Itália, para esta ocasião, era costume organizar bailes de máscaras: uma tradição que logo se transmitiu na Europa e em particular em Portugal, graças à qual se espalhou também no Brasil.

Em particular, eram os escravos africanos que usavam trajes feitos de penas, ossos, pedras úteis para invocar os deuses e afugentar os maus espíritos.

Quando ir

Quando ir para o Rio de Janeiro? Sempre, pode-se dizer ... Por ser uma cidade única e encantadora, qualquer época do ano é a época certa para visitar o Rio de Janeiro. 

Na verdade, o clima do Rio de Janeiro é invejável em todos os meses do ano e a cidade está sempre animada por uma cena cultural intensa e fervilhante.

Para ver o Carnaval depende muito do calendário. Nunca é na mesma época pois o Carnaval é uma festa católica, e começa quarenta dias antes da Páscoa com o início da Quaresma. 

Mas no Rio, o carnaval dura mais. Oficialmente dura 5 dias, começando na sexta-feira anterior e terminando na terça-feira de carnaval.

Na verdade, o carnaval não oficial começa bem mais cedo, já com o ano novo a cidade começa a vibrar, os desfiles e eventos nos bairros começam nas semanas anteriores ao oficial.

Banda de música de rua

Cada bairro do Rio tem uma ou mais bandas de rua favoritas (blocos). Os blocos e bandas são grupos de pessoas que organizam festas com música e danças. A cidade possui mais de 300 bandas e o número está aumentando a cada ano. 

Cada grupo é formado por sambistas e dançarinos, que apresentam canções e coreografias inéditas. Durante o Carnaval, eles desfilam e se apresentam em local fixo da cidade. 

As maiores e mais famosas bandas cariocas são o Cordão do Bola Preta, tradicional grupo que se apresenta no centro da cidade, e a Banda de Ipanema, que desfila no bairro de Ipanema.

A maioria deles compõe suas próprias músicas, mas todos eles têm uma música-tema e uma banda tocando, e é claro, seus próprios seguidores de foliões.

Antes da era do samba, a música mais popular eram as marchinhas, um tipo de música semelhante à polca. O aumento da popularidade do samba substituiu quase completamente as marchinhas, mas alguns blocos e bandas ainda os tocam

Fundado em 1985, o bloco Suvaco do Cristo faz seu desfile no domingo anterior ao carnaval no bairro Jardim Botânico. Grupo de percussão, baianas e porta-bandeira são comuns em seus blocos e bandas, marcados em azul, verde e prata.

Desfile de samba

As escolas de samba trabalham duro o ano todo para se preparar para o show. Cada participante tem uma função específica, mas é fundamental que cada um desempenhe o seu trabalho com perfeição para garantir o máximo de resultados.

O carro-chefe do grupo é o cenógrafo do carnaval, o Carnavalesco, que define o tema e organiza praticamente tudo o que é necessário para o desfile.

O samba gira em torno do tema que a escola escolhe e que pode variar da política à história, ao esporte, e muitas vezes é baseado em eventos atuais e questões relacionadas ao Rio ou ao Brasil.

Durante o desfile, cada escola se apresenta com sua bandeira, estilo e cores e seus setores, chamados de alas, são formados por mais de 100 pessoas vestidas com o mesmo traje, mas cada uma delas tem uma função específica.

A Comissão de frente é o grupo de 12 ou mais bailarinos que entram primeiro no desfile e que têm a tarefa de apresentar a sua escola aos espectadores. O casal que dança à frente deste grupo são a Porta Bandeira e o Mestre Sala: enquanto ela dança, o seu companheiro dança graciosamente à sua volta. Além disso, estão as baianas, as bailarinas mais experientes, muito respeitadas pela força da tradição que trazem. 

No coração do desfile está a bateria, os músicos que dão o famoso ritmo do funk aos bailarinos. 

Sambodromo

Essa construção fundamental para a espetacularização do carnaval do Rio de Janeiro tem quase 40 anos de idade. Parece jovem se comparada a outras obras históricas. No entanto, o Sambódromo tem muita história para contar.

O Sambódromo é o local que anualmente recebe o desfile das Escolas de Samba durante o Carnaval do Rio de Janeiro, onde as principais Escolas de Samba disputam o título especial de campeãs. O Sambódromo, localizado no centro da cidade do Rio de Janeiro, foi projetado por Oscar Niemeyer um dos mais importantes arquitetos a nível internacional.

O Sambódromo está localizado entre a Avenida Presidente Vargas próximo à Praça Quinze e termina na Rua Frei Caneca. No final do Sambódromo fica a grande praça Apoteose, onde se pode admirar o grande M de concreto, símbolo do desfile do carnaval carioca.

Milhares de pessoa, todo os anos vivem a experiência inesquecível do Carnaval de baixo (desfilando mascaradas) ou de cima (dançando e cantando nas arquibancadas e varandas).

Lagoa rodrigo de freitas

Localizada na zona sul do Rio, cercada por montanhas, prédios modernos e vilas, florestas tropicais e praias, a Lagoa Rodrigo de Freitas é outra joia carioca.

A lagoa está rodeada pelos bairros mais famosos da cidade, o jardim botânico e as colinas. Além disso, está conectado ao mar por um canal, chamado Jardim de Allah.

A lagoa Rodrigo de Freitas é cercada por parques, quadras de esportes e trilhas para trekking, caminhada ou ciclismo. 

Nos diversos quiosques do parque você tem a oportunidade de degustar pratos de todo o mundo.

Próximo a esta área encontramos o Parque da Catacumba, com uma exposição permanente de esculturas de artistas brasileiros e internacionais. Na lagoa, um bom lugar para ir é o Parque do Cantagalo, onde partem os pedalinhos. O passeio é muito acessível e leva 30 minutos.

A Lagoa Rodrigo de Freitas é um lugar especial, cheio de boas energias, um cartão postal do Rio que você não pode deixar de visitar, seja para praticar esportes ao ar livre ou simplesmente para relaxar.

O que ver no Rio

Símbolo da cidade, entre as Novas Sete Maravilhas do Mundo, mas acima de tudo um emblema da tradição religiosa do país, a estátua do Cristo Redentor protege o Rio do alto do morro do Corcovado. O panorama de tirar o fôlego. Não perca o Pão de açúcar, mais uma maravilhas do Rio. 

Entre as atrações do Rio de Janeiro acrescenta uma subida muito particular. É a famosa escadaria Selaron, que ao longo dos anos se tornou um dos símbolos do Brasil. 

Rio de Janeiro è famoso por duas praias. A primeira é Ipanema, na zona sul do centro e que ficou famosa pela música de estilo bossa nova. A segunda praia por excelência do Rio é Copacabana e o calçadão.

Outra atração : o Maracanã, um dos estádios mais famosos do mundo. Na parte sul do Rio existe o museu que lembra os povos indígenas do Brasil: “o museu do Índio”. E’ uma ótima maneira de descobrir a história da nação e de seus habitantes nativos.

Imerso na vegetação e aos pés do Corcovado, aqui está o Parque Grande jardim público, querido pelos cariocas e ideal para fugir da agitação do centro e relaxar entre a flora e a fauna.

A conclusão perfeita para a lista de coisas para ver no Rio de Janeiro é a Vista Chinesa, um mirante panorâmico que permite uma observação quase completa da metrópole. Uma estrutura de estilo oriental. 

Descubra o melhor do Rio de Janeiro com uma maravilhosa viagem com Costa Cruzeiro e conheça tudo o que pode fazer no Rio de janeiro.

Descubra a América Do Sul em um cruzeiro com a costa

O Rio de Janeiro é uma cidade com diferentes ambientes contrastantes, cada um mais bonito que o outro. Na mesma região você pode encontrar praias paradisíacas, montanhas, ilhas, florestas tropicais, uma cidade urbana muito densa e até uma lagoa.

Entre praias, bailes e obviamente um pouco de futebol, o Rio oferece muitos lugares para se aproximar da cultura do Brasil e de suas tradições.

Uma das melhores maneiras para descobrir uma cidade turística é certamente um cruzeiro com a Costa onde poderá admirar todas as belezas de uma cidade graças às chegadas nos portos por onde os turistas saem e visitam a localidade.

Não existe uma solução única, tem vários destinos, mas o que os turistas gostam é saber que se pode viajar com total tranquilidade graças à preparação do cruzeiro. Não demore a reservar o seu lugar, mas aproveite cada momento de relaxamento das suas férias com o cruzeiro Costa.