Ilhabela é um dos destinos mais desejados pelos brasileiros em São Paulo e no Rio de Janeiro, com suas belas praias, cachoeiras e mata atlântica imaculada.

Esta Ilha tem 35 km de praias, e aqui encontrará muita natureza (83% de seu território é coberto da Mata Atlântica), uma floresta tropical na costa atlântica, uma reserva da biosfera, montanhas para escalar e mais de 400 cachoeiras que deságuam no oceano, trilhas e praias para todos os gostos.

Este arquipélago está localizado no lado oeste da costa do Litoral Norte perto de São Paulo. 

Se é praticante de mergulho, a região é o seu lugar também. Por lá há muitos naufrágios que abrigam uma rica vida marinha. Outra vantagem de viajar para Ilhabela é que o lugar possui uma infraestrutura completa, com hotéis, pousadas e restaurantes para experimentar deliciosos frutos do mar.

Ilhabela, descoberta em 1502 por Américo Vespúcio, é lembrado por ter se defendido de ataques estrangeiros e de se tornar refúgio de piratas e mercado negro de escravos. Cidade de piratas nos séculos XVI e XVII, suas águas estão salpicadas de naufrágios, muitos dos quais excelentes para mergulho. 

Abaixo seguem algumas sugestões de passeios na Ilha:

Historia da Ilha

A história de Ilhabela remonta período até mesmo anterior à chegada dos portugueses em terras brasileiras.

Ilhabela viveu os áureos tempos da cana-de-açúcar, assistiu ao seu declínio, serviu de refúgio a escravos fugidos de navios negreiros, foi região de abrigo para piratas, reinventou-se com as fazendas de café até se consolidar como balneário turístico nos dias de hoje.

O arquipélago de Ilhabela já era habitado muito antes da chegada dos europeus ao Brasil por índios sambaquieiros e ceramistas, durante a era pré-colonial e os primeiros habitantes do arquipélago teriam sido pescadores e coletores que viviam em acampamentos a céu aberto próximos às praias e baías, sendo que pouco exploravam as matas, apenas colhendo frutas e ingredientes para remédios.  

Antes da colonização pelos portugueses, os índios foram substituídos por povos tupis-guaranis e jês, que tinham conhecimentos de cerâmica e agricultura, deixando como único vestígio de uma aldeia, o chamado "sítio Vianna" na ilha principal (Ilha de São Sebastião).

O fundo do mar ao redor da ilha, um covil de piratas durante os séculos XVI e XVII, está repleto de naufrágios, muitos dos quais hoje são locais de mergulho cobiçados por entusiastas do mergulho.

Geografia e Natureza

Ilhabela de 350 km2 ganha o nome de seus picos vulcânicos, belas praias, densa selva tropical e cerca de 360 cachoeiras. Quase 85% da ilha foi transformada no Parque Estadual de Ilhabela, um parque estadual e biosfera protegida pela Unesco, que abriga uma notável profusão de vida vegetal e animal, incluindo tucanos e macacos-prego. 

Um autêntico santuário ecológico com uma vida subaquática variada e abundante que fascina e atrai todos os amantes do mergulho e do mergulho livre. Em uma única descida você encontra pares de peixes sargentos, gorgônias, anêmonas, cavalos-marinhos, robalos, peixes-trombeta, centenas de peixes azuis: a essência do fundo do mar. 

Ilhabela é também a ilha com maior número de cachoeiras em todo o Brasil.

Além disso, é a ilha mais montanhosa da costa brasileira com os dez picos mais altos do país, o mais alto atinge 1.375 metros e leva o nome da ilha, São Sebastião, um excelente destino para entusiastas do trekking e da natureza.

Quando ir

A alta temporada na Ilhabela é marcada pelos meses de dezembro a fevereiro, quando os termômetros marcam as maiores temperaturas. Já os meses de inverno apresentam grande queda no turismo. A ilha, entretanto, nunca fica vazia, já que há grandes eventos e feriados prolongados durante todo o ano.

O período de dezembro a março é marcado pelo aumento da temperatura e também das chuvas. O verão alcança, em média, a máxima de 27ºC enquanto a mínima fica na casa de 25ºC.

O outono, especialmente os meses de abril e maio, é um ótimo período para conhecer Ilhabela, já que os preços estão mais baixos, a ilha mais vazia e a temperatura ainda é agradável.

Para visitar Ilhabela com mais tranquilidade, o ideal é viajar fora dos picos de alta temporada.

O que fazer

Com o charme de uma cidade pequena, mas com toda a infraestrutura para o turista, Ilhabela tornou-se o destino mais procurado do Litoral Norte por turistas brasileiros e estrangeiros. Isso porque consegue reunir, em um mesmo lugar, praia e montanha, com uma natureza riquíssima.

Ilhabela tem atrações para todos os gostos e para o ano inteiro. Tem passeios de aventura por meio da Mata Atlântica, e roteiros de barco pra quem quer conhecer praias paradisíacas onde só se chega pelo mar.

Ilhabela é um dos lugares preferidos dos mergulhadores profissionais ou amadores. De snorkel já é possível ver diversos animais marinhos como tartarugas e uma imensa variedade de peixes. Mergulhando de cilindro, dá pra desbravar naufrágios centenários na costa da ilha.

Na área de gastronomia, Ilhabela é um prato cheio! Temos as mais variadas opções de restaurantes, quiosques e bares, daquele petisco à beira-mar com drinks especiais até pratos elaborados da alta gastronomia para serem saboreados com vista para o mar e para o melhor pôr do sol do litoral.

Parque Estadual de Ilhabela

O Parque Estadual de Ilhabela é melhor definido como um parque-arquipélago, com uma área de 27 mil hectares. 

O Parque Estadual de Ilhabela (PEib) é um lugar de paz e belezas naturais bem no meio da Mata Atlântica. Para quem curte um cenário selvagem, com trilhas, cachoeiras, praias, fauna e flora nativa.

Fundado em 1977 no município de mesmo nome no Litoral Norte do Estado de São Paulo, o Parque é composto por um total de 12 ilhas, sendo a principal a Ilha de São sebastião, 3 ilhotes, 3 lajes e 1 parcel. 

Ele abriga ecossistemas como a Mata Atlântica, a restinga e os manguezais. Possui um ecossistema rico com centenas de espécies de mamíferos, répteis e aves, muitas delas em extinção, como o rato cururuá.

As trilhas são um dos principais atrativos dos que visitam o Parque Estadual, isto porque, em meio a mata, você pode encontrar uma belíssima cachoeira. Mas, para quem não está habituado a caminhar pela mata, fazer a trilha de jipe, como a de Castelhanos – que é uma das mais requisitadas – pode ser uma das opções. 

Saco do Eustáquio

A Praia do Saco do Eustáquio tem como principal características as águas tranquilas e incrivelmente transparentes, consideradas entre as mais cristalinas de toda Ilhabela. 

É um dos paraísos escondidos de Ilhabela, acessível apenas por mar. Esta praia fica abrigada do mar aberto pela Ponta da Cabeçuda, que separa o Eustáquio da Baía dos Castelhanos, e pela ilha de Búzios logo à frente, o que permite formar uma grande lagoa.

A Praia do Eustáquio é parada obrigatória dos passeios de barco que levam turistas até a Praia de Castelhanos, e normalmente fazem uma parada de cerca de meia hora por ali.

Localizada no extremo leste de Ilhabela, a Praia do Eustáquio é acessível apenas por via marítima, sendo o passeio de flexiboat a forma mais comum de chegar à praia. Vale também contratar barcos particulares para fazer a rota até o local.

Bonete

A Praia do Bonete é habitada pela maior comunidade caiçara do município de Ilhabela, que preserva a riqueza de sua cultura tradicional.

Localizada no Sul da ilha, de frente para mar aberto, essa praia de areias claras e mar agitado ainda mantém características selvagens que atraem os amantes do ecoturismo, surfe, ou apenas quem quer se desconectar do mundo moderno e curtir momentos únicos no paraíso.

O acesso não é tão fácil, pode ser feito por mar a bordo das tradicionais canoas “boneteiras” ou lanchas de passeios – diversas agências de turismo oferecem roteiros para o local. 

Mas o jeito preferido dos turistas para chegar ao Bonete é pela trilha de 12km pelo Parque Estadual de Ilhabela, que começa na Ponta da Sepituba, no extremo sul da ilha, onde termina a estrada de asfalto, e leva os aventureiros por uma caminhada de 3 a 6 horas até a praia. Por se tratar de uma trilha longa, é recomendável o acompanhamento de guias ou monitores ambientais.

Ilhas das Cabras

A Ilha das Cabras é um dos ilhotes de Ilhabela, ou seja, uma ilha de tamanho pequeno.

É um dos lugares mais visitados do arquipélago.

Conheça a Praia das Pedras Miúdas (também conhecida como Praia da Ilha das Cabras), saiba o que você pode fazer para se divertir no local e, o grande atrativo, mergulhar na Ilha das Cabras.

Indicada tanto para nadadores iniciantes, quanto profissionais, a Ilha é um paraíso para quem quer explorar e se aventurar no fundo do mar.

Existem também opções de esportes para praticar, como caiaque e stand up paddle. Mas o que os visitantes mais apreciam é o mergulho nas águas.

E’ possível realizar um mergulho com snorkel que pode ser seu ou alugado. É uma atividade ideal para pessoas de todas as idades e até mesmo para um mergulho em família. A sensação é de estar dentro de um aquário.

O mergulho é fascinante. Espécies de peixes como robalos, pirajicas, garoupas, peixes-borboletas, donzelas, e etc. No fundo do mar, as rochas são cobertas por esponjas, corais, estrelas-do-mar e vários outros animais marinhos. É possível encontrar até a estátua de Netuno, a cerca de 5 metros de profundidade. 

Melhores praias

Quais são as melhores praias de Ilhabela ? Na parte norte da ilha, a mais protegida dos ventos, percorrendo uma trilha de cerca de 5 km, chega-se à Praia Jabaquara. Com uma larga faixa de areia clara e muitas árvores ao seu redor, é famosa por suas águas transparentes e pela vista do alto. Um “mirante improvisado”, na estrada mesmo antes de chegar até a praia, tem uma bela vista para apreciar e garantir lindas fotos de sua viagem para Ilhabela.

No lado oriental, mais exposto ao vento e portanto com mar agitado, é possível visitar a Praia dos Castelhanos, rodeada por encostas íngremes recobertas por floresta tropical. Considerada uma das praias mais belas do Brasil, a Praia de Castelhanos é um dos principais roteiros turísticos da Ilha e também a favorita da turma off road. Isso porque o acesso principal é por uma estrada de 15km que corta a Ilha no sentido Oeste a Leste, por meio da exuberante flora da Mata Atlântica do Parque Estadual de Ilhabela, e só veículos 4×4, motos ou bicicletas são permitidos. Para os mais corajosos, é possível fazer a trilha a pé.

Para o surf, o ideal é a Praia do Bonete, no sul da ilha, mas para chegar é preciso uma excursão de quatro horas a partir da cidade de Borrifos. Ao chegar no Bonete, você poderá conhecer a piscina natural do Poço fundo, fazer trilhas, ir aos mirantes, comer um peixinho frito na beira da praia ou apenas curtir o dia.

Confira nossa lista com algumas das etapas principais com Costa Cruzeiro e as atrações da Ilhabela:

Descubra a América do Sul com Costa Cruzeiro

A maioria dos viajantes está constantemente em busca de novas experiências de viagem, para evitar sempre fazer as mesmas coisas e visitar os mesmos destinos. Uma solução convincente é optar por passar as férias em um cruzeiro, uma forma alternativa de viver alguns dias em completo relaxamento, conhecendo lugares de difícil acesso e vivenciando emoções únicas, típicas das travessias de navios de cruzeiro.

Existem muitos motivos para fazer um cruzeiro conosco nas suas próximas férias.

Um cruzeiro Costa é uma verdadeira cidade flutuante, com suas próprias atrações, restaurantes e serviços que seguem padrões internacionais de qualidade e segurança.

Por isso, Ilhabela é um dos destinos mais procurados por turistas de cruzeiros tradicionais do litoral norte de São Paulo, atraindo turistas tanto pelas suas praias exuberantes quanto por uma rica história que encanta aqueles que se aventuram a descobrir um pouco mais.