Para mergulhar na natureza mais selvagem e em um vasto oásis de descanso, Lanzarote é o destino mais adequado. A ilha, que representa a mais setentrional no que diz respeito às Canárias, está localizada no Oceano Atlântico, a mais de cem quilômetros da costa do norte da África, a mil quilômetros da Espanha, da qual faz parte. Possui uma área de 845 quilômetros quadrados e tem cerca de 150 mil habitantes. Sua capital é Arrecife.

muitos pontos de interesse onde você pode parar durante as suas férias, desde o Parque Nacional de Timanfaya, que representa um dos lugares mais interessantes da ilha. No entanto, Lanzarote é encantadora na sua totalidade, tanto que, em 1993, a Unesco a declarou uma reserva da biosfera.

A ilha recebeu o nome de Lanzerotto Malocello, um comerciante e explorador da Ligúria que é considerado o descobridor das Canárias. No idioma local, Lanzarote é definida como a "ilha ocre" devido à cor que predomina no local.

Listada entre as ilhas mais belas da Espanha, é também conhecida como a "ilha da eterna primavera" por causa de seu clima que apresenta as características das áreas localizadas na zona do deserto subtropical. A escassez de chuvas ocorre principalmente durante o inverno, enquanto no verão elas estão quase ausentes. Característica é a presença constante do vento.

Além do clima particularmente agradável, a ilha é apreciada pela paisagem de origem vulcânica que oferece. De fato, Lanzarote se desenvolveu após numerosas erupções das quais se originaram grandes conformações rochosas com formas mais estranhas.

Na ilha, você pode admirar mais de quinhentos tipos de plantas, capazes de se adaptar a um clima bastante seco, muito semelhante ao que afeta as áreas desérticas. Entre as espécies vegetais mais curiosas, destaca-se a tamareira, o típico pinheiro das Canárias, oliveiras espontâneas e samambaias.

As vinhas também são muito características, construídas dentro de fossas especiais para proteger as plantas dos ventos e, acima de tudo, recolher a água da chuva e o orvalho.

As praias mais belas de Lanzarote certamente permanecerão no coração, um espetáculo da natureza que ajuda você a se reconciliar consigo mesmo e com o mundo inteiro.

Entre esplêndidas falésias e maravilhosas extensões de areia, consideradas entre as mais belas praias espanholas, você pode experimentar umas férias regeneradoras que lhe darão emoções inesperadas. Para estar pronto para viver esse paraíso, mergulhe nos 19 lugares mais bonitos que você pode descobrir em Lanzarote.

Jardim de Cactus

A visita ao Jardim de Cactus, possível com excursões da Costa Cruzeiros, será inesquecível, principalmente porque o jardim está localizado em uma pedreira, cujas origens são muito antigas, das quais a areia de origem vulcânica foi extraída e usada nas culturas agrícolas próximas para reter a umidade por mais tempo.

Criado nos anos 90 do século XX, o jardim tem a assinatura de César Manrique, enquanto o botânico Estanislao Ferrer, se dedicou ao estudo do plantio de espécies vegetais: hoje, no interior, existem mais de 450, representadas por mais de 4.500 amostras. Particularmente dignos de nota são os magníficos cactos, além das plantas suculentas, importadas principalmente da América e de Madagascar, um espetacular arranjo de plantas, que criam um anfiteatro natural, em cima do qual fica um moinho de vento.

Jameos del Agua

Uma etapa obrigatória é a do Jameos del Agua, um maravilhoso complexo de cavernas de lava, que pode ser explorada participando de excursões da Costa Cruzeiros. Este espetacular local natural está localizado em Haria, na parte norte da ilha de Lanzarote.

Graças à magnífica intervenção do arquiteto espanhol César Manrique, um centro de arte e cultura foi criado neste esplêndido cenário. Ao lado de um grande e sugestivo lago salgado subterrâneo, há um restaurante, áreas verdes, uma piscina verde esmeralda, um espaço para museus e um centro de congressos.

A Cueva de los Verdes

Descobrir a Cueva de los Verdes será como mergulhar em uma dimensão paralela onde o espetáculo da natureza domina. A cueva parece uma caverna profunda criada dentro de um canal de lava. Segundo os estudos mais credenciados, ela se originou aproximadamente três mil anos atrás, após os fluxos de lava.

As cavernas alcançam uma extensão verdadeiramente notável, que possui seis quilômetros acima do nível do mar e atinge um quilômetro e meio abaixo do nível do mar, com o túnel de Atlântida. A entrada é caracterizada por um jameo, ou uma caverna cujo teto desabou. Espetaculares são as luzes artificiais instaladas que destacam as formas das paredes rochosas.

A cueva é também conhecida por sua caverna que abriga concertos nos quais podem participar até quinhentas pessoas. A tornar a cueva ainda mais encantadora é a sua história: nas épocas passadas, os habitantes de Lanzarote usavam a caverna para se esconder de piratas e invasores de origem árabe.

Mirador del Rio

O Mirador del Rio oferece vistas deslumbrantes, um dos pontos panorâmicos mais maravilhosos de Lanzarote, protagonista das excursões da Costa Cruzeiros. Localizado ao norte da ilha, em uma enorme falésia com quase quinhentos metros de altura, parece um mirante selvagem.

Nos anos 70 do século XX, o arquiteto ibérico César Manrique, fez dele uma atração turística, criando no topo um edifício integrado à rocha de lava, quase invisível do lado de fora, que abriga um bar, uma pequena loja e uma balaustrada panorâmica.

Se no passado esse promontório era usado para monitorar o horizonte e identificar antecipadamente a chegada de navios inimigos, hoje representa um local turístico que pode gerar emoções extraordinárias.

Haria

Um dos centros mais conhecidos de Lanzarote é, sem dúvida, Haria, uma cidade de nem cinco mil habitantes, cercada por três lados pelo mar do Oceano Atlântico. Na fronteira com Teguise, ela fica dentro da área provincial de Las Palmas. O centro da cidade ocupa uma área de cerca de cem quilômetros quadrados.

Será possível admirar a paisagem montanhosa ao redor da cidade, aproveitando os mirantes que se encontram aqui e ali, a partir dos quais é possível apreciar vistas verdadeiramente únicas de Lanzarote.

A região sul é caracterizada pela presença de pequenos estabelecimentos balneares, enquanto a região norte é praticamente desabitada após a erupção histórica que distorceu a conformação geográfica, criando também a Cueva de los Verdes e o Jameos del Agua.

Casa de César Manrique

A casa, agora montada em museu, pelo arquiteto espanhol César Manrique, autor de obras famosas que tornaram Lanzarote famosa em todo o mundo, é uma joia extraordinária. Localizada na cidade de Haria, a casa do artista se destaca por ter sido construída no centro de um pitoresco jardim de palmeiras.

Manrique viveu nesta casa de 1986, ano em que a construção começou, até 1992, o ano de sua morte. Arquiteto, mas também escultor e pintor, Manrique era um artista a 360 graus que com seus talentos particulares conseguiu moldar todos os cantos da ilha.

Os visitantes podem descobrir os quartos individuais, mas também o laboratório que inspirou muitos trabalhos. Em um ambiente caracterizado pelo bom gosto, destacam-se as "ferramentas do ofício" de Manrique e os detalhes naturalistas que atestam a atenção particular do artista no respeito da natureza e da harmonia entre o homem e o ambiente circundante.

Monumento ao Camponês

No ponto em que todas as principais estradas de Lanzarote se cruzam, eis que se mostra em  toda a sua beleza, a casa-monumento ao Camponês. Criada, como muitas outras obras da ilha, pelo artista César Manrique, é uma escultura que quer celebrar os "camponeses", ou seja, os fazendeiros históricos da ilha. Descobri-la com as excursões da Costa Cruzeiros será extraordinário.

O monumento tem uma figura decididamente abstrata, de cor branca, apoiada em uma base de pedra não trabalhada. Para construí-la, Manrique usou os tanques de água dos barcos reunindo-os, em diferentes posições, um em cima do outro, como se quisesse sensibilizar as pessoas sobre a necessidade de gerenciar a água com equilíbrio e bom senso.

Nesse sentido, entendemos o motivo da homenagem aos camponeses: são, de fato, aquelas figuras que, com coragem e atenção ao uso da água, foram capazes de criar cantos produtivos do ponto de vista agrícola na paisagem desértica de Lanzarote.

La Geria

Você também poderá descobrir a encantadora área vinícola da ilha de Lanzarote. Em Geria, você ficará impressionado com as vinhas particulares, dispostas em buracos de poucos metros de profundidade, sobre o perímetro das quais, pedras de lava são colocadas.

Os buracos funcionam como um funil para transportar a maior quantidade de água possível durante as poucas chuvas, enquanto os lancis de pedra de lava se tornam pequenas paredes capazes de proteger as plantas das rajadas de vento.

Através deste engenhoso sistema agrícola que contribui para criar uma paisagem mágica, em Lanzarote é também possível produzir excelentes vinhos. Você poderá prová-los nas adegas da região.

Arrecife

Ao visitar Lanzarote com as excursões da Costa Cruzeiros, você encontrará Arrecife, a capital da ilha, uma capital, não apenas do ponto de vista político e econômico, mas também do ponto de vista turístico, pois oferece aos visitantes praias de sonho e um maravilhoso recife de coral. Mais de sessenta mil pessoas povoam a cidade que, com vista para o Oceano Atlântico, é em todos os aspectos um resort à beira-mar, que também possui um porto muito conhecido.

As origens de Arrecife remontam ao século XV, período em que alguns pescadores se estabeleceram na área. Uma escolha não aleatória, dado que no mar que banha Arrecife existem inúmeras falésias vulcânicas que permitiram aos pescadores de se defenderem dos ataques de piratas.

Cem anos depois, o núcleo original de habitantes começou a crescer o que favoreceu o desenvolvimento do comércio local. Esse crescimento repentino levou os piratas a saquearem a cidade em várias ocasiões. Ao deixar-se acompanhar por um clima desértico, quase livre de chuvas, será possível descobrir igrejas, praças e monumentos que contam a rica história desta importante cidade.

Museu de Arte Contemporânea

Além de oferecer paisagens de conto de fadas e lugares para se reconciliar completamente com a natureza, Lanzarote oferece oportunidades significativas para os turistas que gostam de passar as férias descobrindo a história e a cultura do local.

As excursões da Costa Cruzeiros atendem também a esses desejos e, por esse motivo, acompanharão os visitantes ao castelo de São José, localizado no centro do porto de Arrecife, onde será possível visitar o Museu Internacional de Arte Contemporânea.

Este edifício também tem a assinatura do arquiteto-artista César Manrique e foi fundado, em 1975. O objetivo era, e ainda permanece, disponibilizar aos habitantes de Lanzarote e aos muitos turistas que chegam à ilha todos os anos, obras relacionadas às correntes artísticas modernas criadas por artistas de todo o mundo.

Forte de São Gabriel

O Forte de São Gabriel cheira a história, uma história que você poderá descobrir com uma das excursões da Costa Cruzeiros. O edifício, que tem a aparência de um castelo, foi construído no final de 1500, para preservar os bens mais preciosos, como ouro e matérias-primas raras, em trânsito das Américas para o Velho Continente.

Após um violento ataque de piratas e saqueadores do mar, o forte, que fica em uma ilhota muito perto da costa, foi fortalecido. A intervenção de fortalecimento, com curadoria do italiano Leonardo Torriani, será eficaz porque a partir desse momento o forte será inviolável. Hoje você pode entrar nas passagens secretas e visitar seus postos de controle: será como mergulhar num passado extremamente envolvente.

El Golfo

Para tornar suas férias em Lanzarote ainda mais completas, é aconselhável visitar a pequena vila de El Golfo. É um canto encantador, caracterizado por uma paisagem deslumbrante e pelas características das poucas casas presentes, que se mostram com as portas de entrada coloridas em azul e verde.

Naquela que é apelidada de lagoa de Lanzarote, é possível saborear deliciosos pratos de peixe fresco desfrutando de uma vista inigualável. Após o almoço, uma caminhada tonificante e regeneradora ao longo do perímetro do lago verde, é uma obrigação. O corpo de água, parcialmente fechado pela presença de um vulcão, tem realmente um tom de cor verde: isso se deve ao fato de que a concentração de algas nas águas é alta. Igualmente impressionante é a praia com areia preta.

Por fim, não perca o festival popular, renomeado "La Pardela", que envolve jovens e idosos no mês de outubro, oferecendo competições tradicionais, mas também jogos especialmente projetados para crianças.

Mercado de Teguise

A cidade de Teguise tem duas almas. Todos os domingos, de um centro escolhido por sua tranquilidade e sossego, a cidade se transforma em um grande mercado ao ar livre, extremamente dinâmico e rico. Este é um mercado que mantém suas características mais antigas, como uma prática de negociação, que permite obter grandes descontos em bens e mercadorias.

O mercado é composto por mais de cem pequenas bancas muito simples, que oferecem aos clientes todo tipo de objeto: de tecidos a cópias de relógios de grife, de plantas a joias de ouro e prata, de especialidades culinárias a artesanato local.

O que torna esse mercado único é também o contexto em que ocorre: as bancas são cercadas por casas brancas extremamente icônicas, que parecem brilhar sob o sol de Lanzarote, e por pequenos clubes característicos diante dos quais os grupos folclóricos e musicais costumam parar, mas também artistas de rua e desenhistas amadores que contribuem para criar uma atmosfera única. Não deixe de provar, no campo gastronômico, as bancas dedicadas ao suco de laranja, verdadeiramente excepcional, e aquelas que permitem saborear excelentes cervejas e vinhos.

Casa de José Saramago

Lanzarote oferece repetidas surpresas: todos os cantos da ilha ibérica abrigam pequenas e grandes joias que tornam as férias neste lugar uma experiência inesquecível. Uma delas é certamente a casa do Prêmio Nobel de Literatura, José Saramago. Além de apresentar elementos arquitetônicos valiosos, o edifício continua mantendo a atmosfera original que inspirou o escritor e jornalista português.

Nesta casa, que hoje é completamente aberta ao público, Saramago viveu quase vinte anos, encontrando dentro destas paredes um lugar de tranquilidade, paz e inspiração. Facilmente acessível de qualquer lugar da ilha, a famosa casa de Saramago está localizada no centro de Tías.

Los Hervideros

Da justaposição das falésias de lava que caracterizam a ilha com as ondas impetuosas e encantadoras do Oceano Atlântico, surge um cenário encantador. Um dos melhores lugares para apreciar esse espetáculo da natureza é certamente a cidade de Los Hervideros onde você pode admirar belas paredes de rochas de lava que caem abruptamente sobre o Oceano.

As ondas, quebrando nessas enormes falésias, criam uma névoa característica de vapor d'água, semelhante à que é criada quando a água está fervendo. Será impossível não ficar impressionado com essa maravilha que oferece cenas naturais, sons e perfumes únicos.

Para tornar a experiência ainda mais especial, você pode visitar as cavernas que se encontram ao longo da grande falésia: observar o poder do Oceano a partir dessa perspectiva restituirá emoções sem paralelo.

Salinas de Janubio

Você não pode contar as belezas naturalistas e as joias artísticas que Lanzarote oferece: elas são realmente muitas e extremamente encantadoras. É o caso das Salinas de Janubio, que podem ser descobertas visitando a parte oeste da ilha. O cenário que pode ser admirado é único, graças à presença de muitas salinas lado a lado que se perdem no horizonte, proporcionando um autêntico espetáculo de formas e cores. Este extenso complexo de salinas foi construído em uma espécie de lago de sal que se formou dentro de uma lagoa vulcânica.

Em tempos, o sal produzido nessas salinas era uma importante fonte de renda para os habitantes da ilha: hoje as coisas mudaram e esse lugar é principalmente uma atração turística. No entanto, existem alguns habitantes estoicos de Lanzarote que, também graças a alguns financiamentos da União Europeia, continuam a manter as salinas ativas, seguindo passo a passo o processo de produção de sal.

Casa de Dieter Noss

Se é verdade que Lanzarote é a ilha do vento e dos vulcões, é igualmente verdade que foi o lugar-refúgio de muitos artistas. Hoje é particularmente interessante visitar a casa de Dieter Noss, um artista excêntrico da Alemanha que escolheu Lanzarote como sua fonte de inspiração.

A casa, localizada em Las Breñas, é caracterizada pela presença de um jardim encantador que abriga incríveis obras de arte, exibidas como em um museu ao ar livre. Descobrir essas joias artísticas colocadas, um pouco entre a vegetação e um pouco dentro da casa, será uma experiência incomparável que raramente pode ser vivida.

Porto Carmen

Lanzarote não é apenas paisagens naturais intocadas. De fato, na parte sudeste da ilha, você pode descobrir e visitar Porto Carmen, um lugar que recebe anualmente cerca de um milhão de visitantes. Originalmente, o centro era uma vila de pescadores. A mostrar essas origens marinhas antigas é o porto característico que manteve a aparência do passado e que, além disso, permite saborear excelentes peixes frescos.

A rua central de Porto Carmen é espetacular porque, por um lado, é revestida por trechos de areia e, por outro, por atividades comerciais, que atendem às necessidades de cada visitante. Na cidade há também oportunidades de diversão, mesmo à noite, graças à presença de clubes que permitem mergulhar completamente na vida noturna espanhola.

Parque Nacional de Timanfaya

Entre as belezas naturais mais encantadoras que a ilha de Lanzarote pode oferecer é certamente o Parque Nacional de Timanfaya, que se originou após as grandes erupções vulcânicas que ocorreram entre 1700 e 1800.

Visitando o parque o que impressiona é a ausência de plantas e árvores e o tumulto de formas e cores dadas pelas falésias de lava. Ele pode ser visitado a pé, mas atravessá-lo de carro também saberá restituir emoções únicas. De fato, será possível viajar por estradas completamente cercadas por vulcões e ver animais típicos da região. Em suma, o parque permitirá que você mergulhe na natureza selvagem e encantadora de Lanzarote.

Parta para Lanzarote com a Costa Cruzeiros

Cultura, mercados ao ar livre, paisagens que mudam e oferecem nuances e oportunidades imperdíveis. Você já tem uma ideia do que Lanzarote pode oferecer. O próximo passo é partir com a Costa Cruzeiros e iniciar suas férias.

Viaje com a Costa Cruzeiros