Bem-vindo a Kos, uma das ilhas gregas mais espetaculares, banhada pelas águas do mar Egeu. Sol brilhante, céu limpo, mar cristalino, resorts de luxo e toda a história que você pode precisar durante umas férias na Grécia.

É por isso que Kos é o seu próximo destino de referência para uma viagem de sonho. Venha para a Grécia e seja conquistado por lugares fabulosos para descobrir algo da cultura e da magia de Kos, a ilha de Hipócrates. Costas banhadas em um mar transparente, adornadas com vegetação exuberante, rios transbordando e antigos monumentos medievais: não perca este paraíso na terra!

Parte das ilhas do Dodecaneso, a terceira em tamanho, Kos está localizada a quase 10 quilômetros da costa da Turquia. Seu nome provavelmente deriva do de uma filha do mitológico rei Meropas, Koos.

Como já mencionado, essa não é apenas uma terra de beleza e paz: Kos é o lar de Hipócrates, o pai da medicina, e havia evidências tangíveis de que o território era habitado mesmo durante o período Neolítico, entre o quarto e o quinto milênio a.C.. Os Cavaleiros de São João a conquistaram no século XIV, reforçando as já existentes defesas da ilha e construindo novos elementos de proteção.

Durante a ocupação otomana, Kos foi atacada em várias ocasiões e durante o período italiano (1912 a 1945) foram construídas algumas das estruturas mais monumentais do local. Em 1948, a ilha tornou-se oficialmente parte da Grécia.

Reunimos uma lista completa de todas as coisas para ver e fazer em Kos para que você já tenha uma ideia clara do que pode fazer aqui. Viva as férias que você sempre sonhou em uma das ilhas mais bonitas e fascinantes do mundo: Kos! Você vai nos agradecer!

Kos Cidade

A cidade de Kos é caracterizada por um labirinto de ruas estreitas que escalam entre as mil maravilhas de um local que se tornou o protagonista da história do mundo. Aqui você pode ver a passagem clara e distinta dos Bizantinos, dos Otomanos, dos Italianos e dos Cavaleiros da Ordem de São João.

Basta dar um passeio pela cidade para explorar mesquitas, edifícios monumentais, estruturas antigas, becos estreitos e perfumados de história ou simplesmente a área do porto onde você pode apreciar a brisa do mar e todos os iates alinhados esperando para navegar.

Do Castelo dos Cavaleiros à Árvore de Hipócrates, passe pela Mesquita Loggia, passeie pelas ruínas da ágora antiga ou visite os banhos termais, o estádio antigo e o ginásio.

E quando você estiver cansado de caminhar, pare em um dos muitos bares de Exarhia, o distrito de bares de Kos, que oferece uma infinidade de clubes e restaurantes onde você pode desfrutar da culinária local ou simplesmente tomar um coquetel ao ar livre antes da chegada do pôr do sol.

Toda a história de Kos poderia ser facilmente resumida com uma foto panorâmica da praça Eleftherias, ou seja, da praça da liberdade. É o centro absoluto da vida na ilha onde as pessoas vêm para relaxar e respirar uma atmosfera de multiculturalismo. Sente-se em um dos muitos cafés locais e aproveite o ritmo moderno da vida em uma ilha que parece literalmente esculpida nos séculos que a moldaram. Do Dimotiki Agorà (mercado geral), às salas de jogos, passando pela mesquita otomana e suas fontes espetaculares, às antigas muralhas de Kos (que remontam ao período italiano) e ao museu arqueológico. Está tudo aqui, na ponta dos dedos, para os sortudos que têm a oportunidade de visitar a praça Eleftherias.

Kefalos

A cerca de 40 quilômetros da cidade de Kos, fica a bela vila de Kefalos, construída em uma colina na parte oeste da ilha. Kefalos foi a primeira capital da ilha mas atualmente tem pouco menos de 2.500 habitantes. Kefalos é um pequeno sonho da ilha: as casas são construídas empilhadas umas nas outras, em pleno estilo grego. De todas as coisas interessantes para ver aqui, certamente devemos mencionar o museu que inclui algumas representações da vida rural de alguns séculos atrás.

A cidade velha completa sua imagem fabulosa com as ruínas do antigo castelo, não muito longe da cidade. Se você se afastar um pouco do centro encontrará Kamari, um porto que oferece hospitalidade a iates e inclui a presença da bela basílica de Agios Stefanos, que remonta ao século V, onde você pode admirar os mosaicos decorativos e alguns dos elementos que restam de seu apogeu.

Indo para Kastri, uma pequena ilha não muito longe daqui, você pode admirar a bela igreja de Agios Nicolaos, protetor dos marinheiros. Continuando para o sul, você pode admirar as ruínas de Astypalaia, a antiga capital de Kos, onde poderá visitar o que resta do templo de Deméter, deusa da agricultura, um dos templos de Asclépio e algumas ruínas dóricas, bem como no final da Grécia helênica. No topo da colina você pode admirar a beleza de Panagia Palatiani, dedicada à Virgem Maria.

De Kefalos você também pode chegar facilmente à área de "Aspri Tripa", o buraco branco, onde são preservadas algumas reminiscências do período neolítico.

Recomendamos que você visite Kefalos em julho ou agosto, ou no período em que os festivais da cidade são realizados. Agia Paraskevi é comemorada em 26 de julho, enquanto em 15 de agosto é a vez da assunção da Virgem. Agios Ioannis é comemorado em 29 de agosto.

Kefalos é facilmente acessível de ônibus a partir de Kos, a principal cidade da ilha.

Kardamena

Bem-vindo a Kardamena, a espetacular vila costeira da ilha, localizada a apenas 30 quilômetros de Kos. Antes conhecida como Alassarna, uma das seis cidades da ilha, Kardamena era famosa por ser o centro religioso de Kos, um passado importante testemunhado pela presença das ruínas da época de Apolo e de  outros santuários que datam do período bizantino. Há 30 anos que escavações do departamento de arqueologia da Universidade de Atenas acontecem aqui e há 30 anos, onde quer que você cave, sempre se encontra algo mágico: das reminiscências do Neolítico até às ruínas da era clássica, elas estabelecem que a área em torno de Kardamena é habitada há milênios. Surgiram as ruínas de um cemitério e de quatro basílicas que datam do período cristão e várias lojas de artesanato. Kardamena fica a uma curta distância dessas maravilhas e foi oficialmente fundada em 1865, categorizando-a como o assentamento mais tardio da ilha.

Tudo o que rodeia Kardamena é mágico e belo: venha aqui para admirar uma cidade completamente cercada por quilômetros de costa bem preservada ou aprecie as paisagens verdes e exuberantes. Se você quiser desfrutar de um dia na praia, provavelmente é aqui que você precisa vir relaxar. As estruturas balneares estão localizadas nas costas arenosas, recebendo turistas de todo o mundo e garantindo o máximo relaxamento. Venha aqui para mergulhar, mergulhar com snorkel, pescar ou organizar um jogo de vôlei de praia com os outros clientes.

Mergulhe na cultura local passeando pelo mercado da cidade que oferece um pouco de tudo: desde os produtos mais frescos a quilômetro zero até as opções mais modernas de lembranças e roupas. Da mesma forma, as ruas do centro estão repletas de pousadas e restaurantes ouzo onde você pode saborear os aromas e as delícias da culinária tradicional grega, ou tomar um aperitivo com o pôr do sol. Faça também um passeio pela prefeitura, um edifício que abriga duas exposições permanentes sobre a vida e as tradições navais locais.

Zia

Em contraste com as ruínas que a cercam, como as da igreja de Agios Dimitrios, a bela e alegre cidade de Zia fica na encosta suave de uma colina e oferece vistas espetaculares sobre o resto de Kos. Bem-vindo a uma das aldeias mais românticas e fascinantes de toda a ilha onde você poderá apreciar a beleza atemporal de ilhas próximas, como Kalymnos e Pserimos.

Zia ganha vida especialmente no verão onde hospeda atividades culturais de todos os tipos e recebe turistas de toda a Kos, fascinados por sua grande popularidade. Venha provar as primícias do lugar nas tabernas locais onde você pode saborear suas delícias ou comprar lembranças nas lojas empilhadas nas ruas pavimentadas. Se preferir, você pode sempre fazer uma excursão pela natureza circundante, subindo até as nascentes de Kefalovrisi: as mais famosas da região.

Como alternativa, aproveite a praia equipada com excelentes estruturas balneares, bares e restaurantes onde você pode desfrutar de todo o conforto, mesmo nas horas mais quentes do dia. Zia costuma ser um destino popular para os turistas: tente chegar cedo para pegar os melhores lugares na praia.

Antimachia

Bem-vindo a Antimachia, a antiga e tradicional vila de Kos construída em um pequeno promontório no coração da ilha, a cerca de 25 quilômetros da cidade principal. Antimachia é uma das cidades mais antigas de Kos e conseguiu manter o mesmo nome por cerca de três mil anos. Os habitantes desta vila ainda vivem principalmente da agricultura e da criação de animais mas, nos últimos anos, os turistas começaram a se interessar pela beleza do local, permitindo a abertura de clubes e hotéis.

A "casa tradicional" de Antimachia é talvez um dos elementos mais interessantes da vila: ela identifica todas as características arquitetônicas das casas dos séculos XIX e XX aqui, ajudando a entender como se vivia na ilha. Também vale a pena ver o antigo moinho, ainda operacional, que é usado principalmente para as demonstrações para os turistas.

Antimachia é o ponto perfeito para chegar ao Castelo dos Cavaleiros de São João, uma das atrações mais bonitas e importantes de Kos.

Antimachia se destaca de todas as outras aldeias de Kos por causa de sua longa tradição musical: as pessoas aqui são sorridentes e hospitaleiras e geralmente se divertem em festivais de música e dança em grupo. Os hóspedes terão a oportunidade de admirar de perto o encanto da cultura desta vila e, em 30 de junho, participar das celebrações dos Santos Apóstolos. As mulheres de Antimachia são conhecidas em toda a ilha por seu grande talento na cozinha: venha em um período de festas para saborear alguns doces caseiros feitos com mel coletado nos arredores. Uma experiência epicurista a não perder!

Asfendiou

A pitoresca vila de Asfendiou está localizada a cerca de 14 quilômetros a sudoeste da cidade de Kos, nas encostas suaves do Monte Dikaios. Embora não seja um destino ideal para passar umas férias cpmpletas, Asfendiou merece uma viagem de algumas horas para saborear a vida calma e pacífica das pessoas que moram lá ou desfrutar de uma excursão pela natureza exuberante pulverizada por fontes de água doce. As casas de pedra de Asfendiou convidam você a passar um dia inesquecível no coração da vida tradicional de Kos onde o tempo parece ter parado e tudo é preservado como se vê.

Asfendiou é pequena e não possui mais de duas tabernas abertas apenas em determinadas épocas do ano. Estando a poucos quilômetros da muito mais popular Zia, é uma alternativa válida a um destino muito mais famoso. Visite a vila ou faça uma excursão para chegar ao topo do Monte Dikaios.

A partir daqui, você também pode chegar a uma das praias mais famosas de Kos: Tigaki, equipada com todos os confortos e estruturas balneares que você precisa para um dia na praia, mesmo com crianças.

Antigamente, Asfendiou tinha quase 2.000 habitantes, mas agora não há mais de 100, com uma idade média muito alta. De fato, todos os jovens emigraram para o estrangeiro em busca de melhores oportunidades. Os que permanecem cultivam a terra e se dedicam à vinificação ou à produção de óleo.

Pyli

A cerca de 15 quilômetros da cidade capital de Kos, fica a bela Pyli outra das muitas, pequenas e pitorescas vilas da ilha. Este lugar merece sua atenção e o conquista muito bem com a presença de vários elementos históricos e culturais. Tomemos, por exemplo, a casa tradicional de Pyli (Pyliotiko Spiti), um pequeno edifício onde a cozinha, a sala de estar, os quartos e os móveis são perfeitamente preservados para mostrar ao público como as pessoas viviam nesses lugares fabulosos.

Até o momento, Pyli tem cerca de 2.500 habitantes, que ainda vivem nas espetaculares casas de pedra e têm o prazer de receber turistas de todo o mundo nos cafés e nas tabernas, os centros nevrálgicos da vida da vila em Pyli.

Tire um tempo da sua visita a Pyli para admirar o Paleo Pyli, uma antiga cidade também conhecida como a pérola das ilhas do Dodecaneso. O motivo? Sua bela acrópole, uma fortaleza do século XI ainda bem preservada. Os visitantes também podem se perder nas ruas e admirar alguns dos monumentos mais importantes deixados pelo período bizantino, incluindo as ruínas de algumas casas e as igrejas de Agios Antonios, Panayias yon Kastrianon e Agion Asomaton.

A uma curta distância de Pyli você também pode admirar a beleza do santuário de Deméter, na colina Psoriaris. O templo remonta ao século IV a.C. e presta homenagem a Deméter e Perséfone. As estátuas encontradas aqui são 

Sítio arqueológico de Asklepieion

De todos os sítios arqueológicos em Kos, Asklepieion é provavelmente o mais famoso e o mais importante. Este antigo centro médico está localizado a cerca de quatro quilômetros do centro da cidade de Kos, além da vila de Platani. Os arqueólogos datam Asklepieion no século III a.C. e a consideraram a maior estrutura já dedicada ao deus da saúde e da medicina, Asclépio (Esculápio), após a morte de Hipócrates, um médico grego muito famoso. O centro de Asklepieion é caracterizado pela presença de decorações simbólicas típicas, como a da serpente enrolada. Este animal foi escolhido precisamente pelo fato de que se acreditava que ele reconhecesse ervas medicinais e as usasse para se medicar.

Os médicos do hospital de Asklepieion também eram sacerdotes e a área tinha um santuário dedicado a todos aqueles que sentiam a necessidade de vir aqui e orar.

Apesar dos enormes danos causados pelos terremotos, o local de Asklepieion ainda está bem preservado: as salas ainda são reconhecíveis uma da outra e o enorme terraço cercado por um pórtico em forma de Pi grego é realmente fabuloso. Na parte leste existem os banhos romanos, datados do século III a.C. e equipados com arcadas usadas para receber os pacientes e suas famílias.

O segundo terraço abriga uma estrutura do século IV a.C. onde ainda é possível admirar as ruínas de um altar e dois pequenos templos, um dos quais dedicado ao deus Apolo.

Na terceira parte do sítio arqueológico fica o templo dórico de Asklepieion, datado do século II a.C.. Aqui você também pode visitar a igreja de Panagia Tarsou, do período cristão, da qual permanece apenas a inscrição "ICXP”.

Árvore de Hipócrates

No lado oposto das ruínas do castelo de Neratzia, perto da Ágora de Kos, ergue-se a lendária árvore de Hipócrates. Este plátano secular tornou-se um sítio arqueológico visitado durante 24 séculos por turistas e peregrinos que vêm aqui para prestar homenagem ao pai da medicina.

Segundo a tradição, o plátano foi plantado por Hipócrates quase 2.400 anos atrás. Sob sua sombra, nas longas tardes da época, o mesmo médico instruía seus alunos. O perímetro da árvore atinge 12 metros e seu tronco oco se assemelha a uma caverna. A área circundante foi totalmente pavimentada e leva até a ponte do castelo.

A árvore de Hipócrates pertence à espécie de platanus orientalis e a passagem dos séculos deixou alguns dos galhos seriamente comprometidos pelo ataque de fungos e mariposas. Essa magnífica árvore ainda inspira respeito e beleza aos olhos de quem a visita.

Castelo dos Cavaleiros

Bem-vindo ao Castelo de Kos, também conhecido como Castelo da Ordem dos Cavaleiros de São João. Antigamente, essa pequena área era uma ilha à parte, ligada ao interior por uma pequena ponte visível da estrada de Phoinikon. O castelo tem duas áreas diferentes: a mais interna tem quatro torres circulares nos cantos, com enormes bastiões com ameias, das quais os canhões eram apontados. As outras duas áreas são separadas por canais e comunicam entre elas apenas por uma ponte levadiça.

O castelo foi construído no século XV pelos Cavaleiros da Ordem de São João e é também conhecido pelo nome de Neratzia. Os trabalhos na parte interna do castelo começaram a pedido de um governador veneziano, em 1436, e foram concluídos, em 1478, por um sucessor genovês. Após vários ataques dos turcos, os Cavaleiros decidiram reforçar ainda mais a estrutura e construir um formidável castelo cuja edificação terminou em 1514.

Infelizmente, a maior parte da pedra usada para este maciço foi posteriormente removida para a construção de outros monumentos em Kos, incluindo parte de Asklepieion.

O nome "Neratzia" significa "laranjas amargas" e remonta ao tempo em que essa fruta particular crescia em grandes quantidades na ilha.

Banhos termais de Kos: Embros Thermae

Os banhos termais de Kos, também conhecidos como "embros thermae", estão localizados na parte sudeste da ilha, a cerca de 13 quilômetros da cidade principal. Caracterizados por desfiladeiros pedregosos, rochas e enormes pedras negras, essas belas áreas termais naturais são o resultado do deslizamento de placas tectônicas, erupções vulcânicas e outros fenômenos geológicos.

Fontes de água quente emergem do coração da terra desde vários séculos: as propriedades curativas deste lugar foram elogiadas por séculos e as pessoas vêm aqui para mergulhar nas águas ricas em potássio, cálcio, magnésio, enxofre e sódio para tratar a artrite e o reumatismo. A temperatura da água é de 30 a 50 graus e é um conto de fadas! Venha e mergulhe neste SPA natural. Você nos agradecerá mais tarde.

Casa Romana

A "Casa Romana" é um dos sítios arqueológicos mais emocionantes de Kos. Após o terremoto de 1933, os italianos viram a oportunidade de reconstruir a ilha para trazê-la de volta às glórias do passado e iniciaram escavações para recuperar as belezas antigas submersas pelo tempo. O resultado é a "Casa Romana", um edifício modelado em Pompeia, com 36 quartos e três entradas diferentes. Venha e admire as extraordinárias maravilhas deste lugar, incluindo a inscrição ΑΠΕΛΕΞΙΚΑΚΟΣ (aquele que repele o mal) e os maravilhosos mosaicos. Será uma experiência incrível!

Odeon

O grande anfiteatro romano conhecido como Odeon era um dos centros nevrálgicos da vida na cidade de Kos. Descoberto pelo arqueólogo Laurenzi, em 1929, foi erguido no século II a.C. e foi projetado para sediar apresentações musicais e dar um lugar para a discussão no senado local. No momento, a estrutura é usada para eventos culturais da cidade e abriga a exposição de fotografia do Instituto de Estudos Arqueológicos de Atenas.

Platani

 

A vila de Platani está localizada a poucos quilômetros da cidade de Kos e abriga cerca de 1.700 cidadãos que todos os anos recebem um rio de turistas genuinamente intrigado com a beleza do lugar. O nome plátanos deriva do imenso plátano que se ergue no centro da cidade que, no entanto, é muito mais recente que a própria vila. Antigamente, essa cidade se chamava Kermetes.

Venha visitar o cemitério muçulmano que remonta ao período da guerra entre gregos e turcos que durou de 1919 a 1922. Há também um cemitério judeu nas proximidades.

Nisyros

Nisyros, não é o destino típico de uma viagem à Grécia. É exatamente por isso que você tem que ir lá! Esta pequena ilha é o lar de um grande vulcão ativo, o mais novo de todo o sul do mar Egeu. Durante sua curta vida útil de cerca de 45.000 anos, já ocorreram três erupções muito importantes, a última das quais há cerca de 16.000 anos atrás. Um fenômeno explosivo que levou à destruição de quase toda a ilha.

Nos últimos 130 anos o vulcão diminuiu, mas os pesquisadores continuam a verificar seu status diariamente para garantir a segurança dos habitantes de Kos. Nisyros é um dos poucos vulcões do mundo que pode ser facilmente visitado: qualquer um pode conduzir até o topo da caldeira e apreciar as 10 fabulosas crateras hidrotérmicas que se formaram ao longo dos anos, incluindo Stefanos, Plyvotis e Alexandros.

Venha para Nisyros para relaxar e aproveitar um dia realmente diferente na Grécia. Após a excursão, você pode sempre estender uma toalha e mergulhar das falésias no mar cristalino.

Parta para Kos com a Costa Cruzeiros

Parta amanhã para Kos com a Costa Cruzeiros! Se você quer relaxar para explorar os belos sítios arqueológicos ou se quer desfrutar de uma praia grega, Kos espera por você de braços abertos e está pronta para recebê-lo com sua extraordinária beleza. Você será seduzido pelo encanto deste lugar incrível: reserve suas férias em Kos agora e viva uma vacação inesquecível a bordo de um de nossos navios Costa.

Viaje com a Costa Cruzeiros