As falésias avermelhadas e moldadas pelos ventos dão lugar aos montes que emergem do mar cristalino, oferecendo um cenário lindo, com longas praias de areia pura. Estas são as maravilhosas ilhas portuguesas, um pedaço do paraíso que, a cada ano, atrai centenas de milhares de turistas com sua beleza incomparável.

 

Veja tudo o que você precisa saber sobre as mais belas ilhas de Portugal e os destinos que selecionamos para tornar sua viagem inesquecível.

Madeira

Este arquipélago, que pertence a Portugal, é de origem vulcânica. Ele está localizado no Oceano Atlântico, a 545 km da costa noroeste da África. Suas principais ilhas são:

  • Madeira
  • Porto Santo
  • As Ilhas Desertas (inabitadas)
  • As Ilhas Selvagens (inabitadas)

Funchal (Madeira)

Funchal é a capital do arquipélago vulcânico da Madeira. Imerso nas águas do Atlântico, o local é cercado por montanhas, que servem como proteção contra os ventos do norte - por isso o clima é maravilhoso, ameno durante todo o ano.

 

Funchal recebeu esse nome graças à selvagem planta aromática wild fennel, ou "funcho-selvagem", que crescia ao longo da costa da ilha e foi uma das espécies predominantes do local nos tempos antigos. No entanto, só em 1424 a ilha oficialmente começou a ser povoada e, a partir do século XIX, Funchal tornou-se um destino turístico, junto com toda a área emersa da Madeira.

 

Primeiro, vamos passar pelo maravilhoso centro histórico de Funchal, na parte ocidental, onde encontramos locais como a Praça do Município, que impressiona com um jogo de luz criado pelo contraste entre o preto e o branco da pavimentação.

 

Toda a cidade é rica em contrastes como este, como veremos em todo o passeio. No lado sul da praça, encontra-se o Palácio do Arcebispo, um edifício do século XVI agora transformado no "Museu de Arte Sacra". Próximo também está a Câmara Municipal, um palácio nobre Português do século XVIII. Não deixe de ver a Igreja do Colégio dos Jesuítas, que pega todo o lado norte da praça.

 

Dentre os locais que você não pode deixar de conhecer, não se esqueça de São Pedro, onde você pode visitar o Convento de Santa Clara e a fortaleza de São João do Pico. Uma das maiores atrações de Funchal é provavelmente a Zona Velha, no coração da vida noturna da cidade, que atravessa o bairro de Santa Maria, e remonta ao século XV.

 

Também nesta região, vale uma visita à Fortaleza de São Tiago, em frente ao mar, e às capelas Corpo Santo e Boa Viagem. Os amantes de vinho e boa culinária poderão conhecer tudo sobre a comida local no Mercado dos Lavradores.

Os Açores

Os Açores são um arquipélago de origem vulcânica, situado no Oceano Atlântico. Há nove ilhas principais, divididas em três grupos, e inúmeras ilhotas menores:

  • Ilhas do Grupo Oriental: São Miguel, Santa Maria, Ilhéus das Formigas
  • Ilhas do Grupo Central: Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico, Faial
  • Ilhas do Grupo Ocidental: Flores, Corvo

 

Vamos dar uma olhada nessas lindas ilhas portuguesas, todas parte do arquipélago dos Açores:

  • São Miguel
  • Ilha Terceira
  • São Jorge
  • Pico
  • Faial
  • Flores
  • Graciosa
  • Santa Maria

São Miguel

Também conhecida como "A Ilha Verde", São Miguel é um oásis no meio do Atlântico, no arquipélago dos Açores. Apesar de ser a ilha mais povoada da região, São Miguel tem apenas cerca de 150.000 habitantes, dos quais 50.000 são residentes.

 

O cenário encontrado pelos turistas é tão variado e em constante mudança que nunca fica chato: com seus lagos encantadores, praias lindas e montanhas imponentes, a ilhota oferece paisagens de tirar o fôlego. Os visitantes de São Miguel têm uma difícil escolha quando se trata de coisas para ver: cada pequena aldeia na ilha tem algo especial a oferecer, tanto do ponto de vista da cultura quanto da beleza natural.

 

Tomemos, por exemplo, Ponta Delgada, uma mistura do antigo com o moderno, com suas ruas estreitas cheias de lojas e agitação. Vale a pena visitar as igrejas de São Giuseppe e São Sebastião. Se você vier da capital, quando chegar aos arredores da cidade, poderá admirar dois esplêndidos lagos gêmeos, na Lagoa das Sete Cidades.

Outra cidade interessante é Ribeira Grande, com sua arquitetura antiga e sugestiva, e Nordeste, quase um deserto, onde o ponto turístico mais conhecido é o Salto do Farinha, principal farol da ilha.

 

As praias de São Paolo vão encantar você com a sua beleza: a areia é escura e vulcânica na Praia do Pópulo, mas Ribeira Quente também vai tirar o seu fôlego. Não perca ainda a Praia do Lombo Gordo e a Praia de Santa Barbara. Nos Açores, há sempre muito o que fazer: além de ser um ótimo lugar para observação de baleias, São Miguel também é perfeito para canoagem e parapente.

Ilha Terceira

Terceira, como no nome diz, é a terceira ilha dos Açores a ser descoberta e uma das maiores na região. Muitos turistas, atraídos pela beleza do arquipélago, visitam o mais animado resort de todos, que combina a fantástica vida noturna com uma beleza natural incrível. Isso sem mencionar o seu património cultural e histórico.

 

A primeira coisa que você deve fazer, mesmo antes de colocar seus tênis de caminhada, é dar um passeio em Angra do Heroísmo, antiga capital dos Açores e agora um Património Mundial da UNESCO. Muito ainda resta dos antigos dias de glória e você pode explorar a catedral, a Igreja da Misericórdia, a Rua Direta e o Jardim Duque da Terceira, um grande parque que desce em direção ao obelisco da Memória.

 

O coração da Terceira esconde maravilhas naturais de origem vulcânica. Na Algar do Carvão, está a Gruta do Natal, um túnel de lava que solidificou ao longo dos séculos. Ele contém um altar, onde é celebrada uma missa no dia de Natal. Outra alternativa são as fumarolas de Furna do Enxofre e a Lagoa das Patas, um paraíso romântico no interior da floresta.

São Jorge

A longa e estreita Ilha de São Jorge surpreende com seus arredores naturais virgens e sua vegetação exuberante. Nesta área do arquipélago dos Açores, você pode admirar as fajãs, planícies costeiras baixas localizados logo abaixo dos penhascos, com vista para o mar.

 

Esta ilha é o destino perfeito para mochileiros, que podem gastar dias explorando São Jorge a pé. A partir da Serra de Topo, você passar pelas planícies costeiras da Fajã da Caldeira de Santo Cristo, Fajã do Belo e Fajã dos Cubres. Caminhantes mais experientes também podem seguir o caminho que leva de Norte Grande e Urzelina, através dos picos vulcânicos, até chegar ao ponto mais alto da ilha, o Pico da Esperança.

 

São Jorge é também conhecida pela sua produção de queijo. É aqui que é produzido o Queijo São Jorge, uma denominação protegida da UE, que deve o seu aroma característico da hortelã selvagem que alimenta o gado local. Outra especialidade local é o atum de Santa Catarina.

Pico

O ponto mais alto dos Açores fica no Pico, uma ilha que abriga o vulcão de mesmo nome e também é o ponto mais alto de Portugal. Este é um lugar mágico, rodeado pelo mar, onde golfinhos e baleias nadam tranquilamente nas águas azuis. Você também não pode perder a caminhada de um dia até o Pico, que tem 2.351 metros e não está além das capacidades de qualquer um equipado com bons sapatos, pernas razoavelmente fortes e um pouco de determinação. Este não é um caminho difícil, apenas um pouco longo, que leva cerca de 6 horas.

 

Visitantes com gostos diferentes podem preferir visitar Adegas, as vinhas vulcânicas e adegas de vinho, património designado da UNESCO. Embora pequena, a cidade contém uma série de vinhas encantadoras, intercaladas com estruturas de lava-rocha bastante características.

 

Recomendamos também uma visita ao "Museu dos Baleeiros", onde alguns barcos tradicionais de caça estão em exposição. A área possui muitos recursos interativos, que tornam a visita divertida também para crianças pequenas. O Museu do Vinho exalta a singularidade das vinhas do Pico e oferece uma visão geral das variedades cultivadas durante séculos neste lugar.

 

No Pico, você também vai encontrar o "Vilaggio Felice", que não é apenas um assentamento humano, mas uma filosofia de vida. Aqui, as casas são construídas à mão e a passagem do tempo irá levar você a outra dimensão: sugerimos que você pague uma visita para entender melhor do que estamos falando!

 

Deve-se dizer que esta é a parte dos Açores que talvez seja menos adequada para tomar banho de mar. Assim, aqueles que desejam passar parte de suas férias tomando sol na praia deve optar por outros resorts, como o São Miguel ou Faial.

Faial

Apelidada de "Ilha Azul" pelo poeta Raul Brandão, Faial é considerada a pérola dos Açores, devido à abundância de hortênsias encontradas em toda parte. Com uma superfície de aproximadamente 173 quilômetros quadrados, o ponto mais alto da ilha do Faial, a 1.043 metros, é o Cabeço Gordo, um vulcão cuja cratera é larga e profunda.

 

Além de ser um lugar maravilhoso para relaxar, Faial oferece várias outras atrações interessantes. Tomemos, por exemplo, a Marina da Horta, com seus murais coloridos, feitos à mão pelos marinheiros como símbolos de boa sorte. Na verdade, esses murais não são apenas inscrições antigas, mas pinturas criadas por tripulações que passaram por ali, o que faz de Faial um lugar único. Na ilha, há um ditado que diz que qualquer barco que não deixar uma lembrança de sua passagem por ali terá má sorte. Na Horta, você também vai encontrar o Museu de Scrimshaw, onde há uma bela coleção de obras feitas com pedaços de baleias ou inspirados por esses gigantes do mar em exibição.

 

No topo da Península do Capelo, está o Vulcão dos Capelinhos, formado por erupções que ocorreram ao longo de milhares de anos. Você pode fazer uma excursão de 3 km até o vulcão e desfrutar de um esplêndido panorama dos arredores. Além disso, você também pode visitar o Centro de Interpretação do Parque Natural e aprender mais sobre os fenômenos hidro geológicos que afetam os Açores.

 

As melhores vistas do Faial são as do Monte da Guia e Ponta da Espalamaca. Uma estrada cercada de hortênsia que nos leva até Caldera, a cratera vulcânica, no coração da área.

 

Entre as praias imperdíveis estão a Praia do Almoxarife, Praia Norte, Praia do Varadouro e Praia de Porto Pim. Nesta última, você também pode fazer uma visita à Estação da Baleia, uma antiga fábrica de processamento de animais.

Flores

Parece que estamos falando da Irlanda ou Suíça, mas esta é Flores, uma das ilhas do arquipélago Português Açores, e você certamente se apaixonará por ela. Suas colinas verdejantes sobem entre belas lagoas e baías, de onde suas águas fluem diretamente para o Oceano Atlântico.

 

Navegando ao longo da costa de Flores, você pode admirar a beleza de Santa Cruz das Flores, o Ilhéu Maria Vaz e as cavernas marítimas da Gruta dos Enxaréus e Gruta do Galo. Os amantes do mergulho irão se apaixonar pela Baía do Alagoa, mas para conhecer uma caverna verdadeiramente escura você precisa ir até a Praia do Garajau.

 

Em Flores, existem 7 crateras vulcânicas que, ao longo do tempo, se transformaram em lagos. A paisagem é magnífica e nós recomendamos especialmente uma visita à Lagoa Funda. Também é altamente recomendado uma excursão até a Rocha dos Bordões, com colunas basálticas resultantes de uma erupção vulcânica que criam uma fantástica paisagem.

 

Os amantes de História se sentirão em casa em Santa Cruz das Flores, onde se pode admirar a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, seguido de um passeio pela Praça do Marquês de Pombal.

 

Nenhuma visita a Flores estaria completa sem uma parada na Reserva Florestal Natural do Morro Alto, de onde se pode desfrutar das melhores vistas de toda a ilha. Você chega ao local através do Pico dos Sete Pés, onde há também uma cascata encantadora.

 

Os amantes da natureza também vão se deliciar com os dois lagos adjacentes, Negra e Comprida, localizados no planalto a uma altitude de cerca de 600 metros. O primeiro, notável por sua profundidade, está ligado por uma cachoeira que flui para o outro lago, o Lago Comprida.

 

Quer mais cachoeiras? Então visite a Cascata do Poço do Bacalhau, onde há uma queda d’água de 90 metros de altura, perto da aldeia de Fajã Grande; é um ótimo local para a natação, embora a água seja bastante fria.

Graciosa

Uma das ilhas mais ao norte dos Açores, Graciosa oferece uma mistura única de ambientes naturais e praias rochosas encantadoras. Caracterizada não apenas pelos seus mares azuis magníficos, mas também por suas muralhas de basalto, Graciosa exala uma atmosfera de serenidade e relaxamento que irá conquistar você.

 

Apesar de ser uma das menores ilhas, Graciosa está repleta de coisas para ver. Pegue, por exemplo, Santa Cruz da Graciosa, uma aldeia que você pode visitar para ter uma imersão total na vida da ilha. A partir daqui, passamos pelo cume do Monte da Nossa Senhora da Ajuda, que oferece uma vista de tirar o fôlego.

 

O cenário é cheio de moinhos de vento avermelhados, com um estilo flamengo encantador, onde cereais costumavam ser processados. Na Vila da Praia, você pode visitar a Igreja de São Mateus, onde há um órgão da igreja que data de 1793.

 

Mochileiros também podem desfrutar de uma viagem a Caldeira, a cratera de um antigo vulcão que agora se tornou um Monumento Natural Regional. No interior, há uma grande cavidade, chamada Furna do Enxofre, com cerca de 40 metros de altura no centro e pode ser alcançado por uma escada em espiral.

 

Entre os picos da Graciosa, uma menção especial deve ser feita ao Pico Timão, que é o ponto mais alto da ilha, com quase 400 metros. Visite também o Pico do Facho, com 375 metros de altura: a trilha é fácil e adequado para todos e as vistas do topo valem o esforço.

 

Entre as praias que você não deve perder está o Termas do Carapacho, onde você encontrará uma piscina térmica e águas cristalinas. A Praia do Barro Vermelho, com suas rochas vulcânicas basálticas, também é muito bonita.

Santa Maria

Localizada ao sul do arquipélago Português dos Açores, Santa Maria é uma pérola da natureza intocada, abençoada com praias de tirar o fôlego e beleza natural estonteante. Apelidada de "Ilha do Sol", é o lugar perfeito para você passar as férias e recuperar a paz interior. Os visitantes de Santa Maria não podem deixar de visitar Barreiros, uma extensão de terra vermelha e brilhante que oferece o melhor pôr do sol.

 

Em Santo Espírito, você poderá visitar a Igreja de Nossa Senhora da Purificação, onde afrescos locais incríveis podem ser admirados. Perto dali, encontra-se o Pico Alto, o ponto mais alto da ilha, com mais uma vista de tirar o fôlego. Na Vila do Porto, a maior vila da ilha, fica o Forte de São Brás, onde há canhões que nos lembram que estas ilhas maravilhosas costumavam ser alvo de piratas.

 

Também recomendamos uma visita à Pedreira do Campo, onde hoje, dentro de um fluxo de basalto, você pode ver fósseis marinhos impressionantes, uma lembrança da antiguidade da ilha. Dentro do Espirito Santo, encontra-se a área protegida da Baía da Maia, caracterizada pelas pedras de basalto e vinhas, e que faz fronteira com a Ponta do Castelete e a Ponta do Castelo.

 

Dentre as praias de Santa Maria que você não pode deixar de conhecer está Formosa, no sul da ilha, não muito longe da Vila Do Porto: uma extensão de areia onde há uma área de acampamento. Também recomendamos a Baía dos Anjos, uma praia artificial de concreto, e a praia de São Lourenço, cuja piscinas naturais irão encantar crianças e adultos.

Faça um passeio pela Costa Cruzeiros, nas ilhas portuguesas

 

Conheça a Costa Cruzeiros em uma viagem inesquecível pelas fascinantes ilhas portuguesas e se encante com a vegetação exuberante de São Miguel e o incrível património histórico e cultural de Terceira.

 

Não perca tempo, conheça agora as nossas excursões para as ilhas portuguesas

Procure seu próximo cruzeiro