É maravilhoso quando a natureza nos presenteia com experiências que nos fazem renascer. É isso que acontece nas Maldivas, um dos mais belos arquipélagos tropicais, entre os lugares mais extraordinários do planeta, onde 1200 ilhas formam 26 atóis de sonho. Lugares parados no tempo, onde você pode balançar lentamente no undholis, os pequenos ou grandes balanços que fazem parte da paisagem e dão ritmo à quietude. Diante de um mar encantador, o mundo gira, mas tudo pára por aqui, só para você, para fazer você desfrutar de paisagens que se parecem com pinturas em aquarela. A paleta do mar exibe todos os tons de verde até o azul mais profundo, que à noite se tornar um rosa nunca antes visto.

 

O cenário dessa maravilha é feito de praias com areia branca fina e palmeiras, com a luz de um sol quente como você sempre sonhou. Isso é o que o espera nos atóis de Malé e Kaafu, onde o mar está repleto de peixes coloridos e corais encantadores: você está no paraíso de mergulho e do snorkel. Ari, Baa, Rashdoo, Faafu, Lhaviyani, Shaviyani, Noonu, são atóis para conhecer, onde você se sente um pouco como Robinson Crusoe em uma ilha deserta. Descanso, sim, mas também descobertas, explorando as belas cavernas de Vaadhoo ou deslizando em uma prancha de surf em Gaafaru Falhu.

 

Essas são algumas das experiências possíveis com a Costa, entre outras tantas, numerosas como os atóis! A Costa Cruzeiros leva você para as Maldivas, a lugares extraordinários entre o mar cristalino e um relaxamento único no mundo. Aqui está a seleção dos atóis mais bonitos.

Ilhas Maldivas: os atóis mais bonitos

  • Atol de Malé 
  • Atol de Kaafu
  • Atol di Ari 
  • Atol de Baa 
  • Atol di Rasdhoo 
  • Atol de Faafu 
  • Atol de Lhaviyani 
  • Atol de Shaviyani
  • Atol di Noonu
  • Excursões e atividades nas Maldivas
  • Mergulho nas cavernas de Vaadhoo
  • Surfando no atol de Gaafaru Falhu

Atol de Malé

O atol de Malé Norte oferece alguns dos mais belos pontos de mergulho em todo o arquipélago, um recife maravilhoso com uma rica fauna marinha, que pode ser confortavelmente admirada até mesmo por quem pratica snorkel.

 

Um paraíso para mergulhadores, que encontram seu ambiente ideal nas passagens, ou seja, os corredores largos que conectam o mar aberto com as grandes lagunas dos atóis, dividindo assim o recife da laguna. Você também pode chegar lá com as excursões da Costa, que irão levá-lo diretamente ao coração da beleza das Maldivas.

 

Tanto o atol norte quanto o sul oferecem maravilhosas paisagens naturais, como Helengeli Thila e sua rica fauna marinha. Belíssimos pontos de mergulho ficam situados em ambos os lados de Vaadhoo Kandu, o canal que flui entre um atol e outro. Ao norte de Male Norte está localizado o Gaafaru Falhu, com relíquias interessantes debaixo d'água. No atol de Malé norte estão localizadas as mais emocionantes surf breaks das Maldivas, como Thulusdhoo, para citar uma. Depois, há também os lugares cujo nome já aponta qual espécie marinha é a estrela, como Manta Point ou Shark Point e isso lhe dá uma ideia perfeita das emoções que lhe esperam.

Atol de Kaafu

Male, a pequena, mas muito movimentada capital das Maldivas, está localizada neste atol. É uma cidade densamente povoada, cheia de atividades e contrastes harmoniosos, onde a arquitetura moderna convive com as habitações coloridas mais tradicionais, cercada por uma paisagem natural encantadora. As excursões Costa também trazem você até aqui, para descobrir dimensões muito intrigantes. Uma visita obrigatória é a Velha Mesquita da Sexta-feira, a mais antiga das Maldivas (construída em 1656) que fascina com sua estrutura feita de pedra de coral e com o munnaaru munnaaru, seu imponente minarete branco e azul.

 

Além de locais mais institucionais, como a Galeria Nacional de Arte e o Museu Nacional, o "coração das Maldivas", fundada pelos portugueses, também merece uma visita nos seus lugares mais característicos, como o mercado de peixes ou o mercado de especiarias, para realmente mergulhar na atmosfera do lugar e se familiarizar com seus habitantes. Depois de tudo isso, você está pronto para voltar para a praia...

 

Hulhumale, muito perto de Male, é a ilha artificial criada nos últimos anos, mas que agora oferece mais praias, mais espaço e mais vegetação do que a capital, em volta de uma grande lagoa. Sob a superfície da água, há um mundo de maravilhas escondidas para descobrir com o equipamento de snorkel. A riqueza das espécies marinhas se deve ao fluxo infinito de água rica em nutrientes e correntes das monções, que carregam inúmeras pequenas criaturas do mar, bem como alimento abundante. Faça uma parada para admirá-los.

Atol di Ari

O atol de Ari, com cerca de trinta quilômetros de largura e quase cem quilômetros de comprimento, abrange 105 ilhas, das quais apenas 18 são habitadas. O recife de corais aqui mostra o melhor de si, com uma grande variedade de peixes, tubarões e moreias, arraias e tartarugas. Nos canais largos entre as ilhas, fluem águas ricas em alimento para peixes, mesmo para os grandes, que vêm do mar aberto, permitindo que até mesmo os mergulhadores possam encher seus olhos com essa beleza. O atol de Ari Sul, chamado Alifu Daalu, é uma área marinha protegida onde você pode avistar o tubarão-baleia em qualquer época do ano, na parte mais externa do recife. Muitas ilhas no sul têm um recife a poucos metros da praia, ideal para mergulhar na flora e na fauna subaquáticas. O atol de Ari norte, chamado Alifu Alifu, é conhecido como um local de observação de tubarões-martelo, mas você precisa mergulhar mais fundo.

 

A parte norte também inclui os atóis de Thoddoo, uma longa ilha com solo muito fértil: é a capital da colheita de melancia na República das Maldivas. Thoddoo é habitada desde os tempos antigos: uma moeda romana de 90 aC foi encontrada em um templo budista.

 

Rashdoo, a ilha principal desse atol, também é uma cidade pitoresca que preserva evidências de um passado budista antes do advento do Islã). A ilha de Fenfushi, ao sul, exibe esculturas de corais extraordinárias e é conhecida por outra obra-prima: a mesquita de 700 anos construída pelo sultão Al-Haj Ali. Você encontra a história mesmo em lugares atemporais!

Atol de Baa

O Atol baa é um dos atóis mais importantes e mais ricos de natureza. Não à toa, em 2011 foi declarado Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO. O crédito certamente vai para a riqueza extraordinária de Hanifaru Huraa, uma baía cheia de plânctons, que é o habitat ideal para tubarões-baleia e arraias-manta, peixes que se reproduzem em grandes quantidades por aqui.

 

O fundo deste atol é um mundo repleto de milhões de peixes coloridos, tartarugas, tubarões-baleia, tubarões cinza, corais, esponjas, anêmonas e muitas outras formas de vida. Fazer snorkel no recife deste atol pode ser uma das experiências mais envolventes que uma pessoa pode ter em sua vida.

 

Embora não haja nada comparável à beleza da Mãe Natureza, nessas ilhas você também pode conhecer a beleza dos produtos nascidos pelas mãos e pelo gênio do homem, como o artesanato colorido feito em Thulhaahdhoo, a única ilha das Maldivas onde se faz o feyli, uma espécie de saiote feito em Eydhafushi e muito utilizado pelos locais.

Atol di Rashdoo

O pequeno Atol de Rashdoo é cercado por uma laguna circular com profundidades que variam entre 20 e 40 metros. Rasdhoo  é tanto o nome da ilha principal, a única realmente habitada do atol, quanto da bela capital que, junto às lojas e atrações turísticas, preserva testemunhos interessantes de um passado budista antes do advento do Islã.

 

Outro lugar para lembrar é Kuramathi, uma das maiores ilhas de todas as Maldivas, localizada no lado externo do atol. O lado sul fica diante da barreira de corais, enquanto o norte oferece belas praias com vista para a laguna em torno do atol. Uma faixa longa e fina de areia se estende para o lado oeste. Passear ao longo dessa ilha, cercado de todos os lados pela água azul-turquesa, é uma experiência imperdível.

Atol Faafu

O Atol de Faafu é um dos lugares menos populosos nas Maldivas e é, portanto, entre os mais convidativos para aqueles que amam um pouco de silêncio. Imagine a alegria de seus olhos quando descobrir a sua beleza, ao voar sobre elas de hidroavião, o meio mais confortável de chegar até lá. Há seis ilhas que compõem o atol, mas apenas uma delas abriga um resort construído no estilo tropical característico, com telhados de folhas de palmeira e amplos espaços que transmitem a ideia de um grande horizonte. Síntese perfeita de conforto e natureza para capturar a verdadeira essência dessas férias. A ilha oferece vegetação exuberante e é cercada por uma extensa laguna. O recife é facilmente acessível a partir da praia. Um mundo para viver em liberdade, andando descalço em uma areia branca, finíssima. Um lugar paradisíaco, um refúgio para a alma.

 

Nilandhoo é o nome da ilha principal do atol, uma aldeia de pescadores que vivem com simplicidade, seguindo um ritmo antigo. A ilha é onde fica Aasaari Miskiiy, a mesquita construída na época do sultão Mohammed Ibn Abdullah (século XII), muito provavelmente usando pedras de construção pré-islâmicas. É incrível parar para imaginar o passado rico em história desses lugares, em que à primeira vista parece que os acontecimentos dos homens nunca deixam marcas, pois sua beleza natural é tão extraordinária que ofusca todo o resto.

Atol de Lhaviyani

50 ilhas formam o atol de Lhaviyani, mas menos da metade são habitadas, ou seja, aquelas localizadas ao longo da borda mais externa do atol. Bem-vindos a um mundo mágico e pacífico. Numerosas ilhas e recifes, separados da Ilha Kanifushi por canais estreitos, caracterizam o lado ocidental.

 

A vila turística de Kuredu, na área mais setentrional do atol, oferece 26 pontos de mergulho, onde você pode experimentar a emoção da barreira externa, feita de paredes rochosas e íngremes, belas cavernas e cores incríveis. As águas rasas a poucos metros dos recifes de coral propõem cenários paradisíacos, mesmo para aqueles que não são mergulhadores. O lado oriental oferece poucos recifes, o maior deles localizado entre as ilhas de Aligau e Selhlhifushi, que tem 30 km de comprimento e uma extraordinária beleza. Naifaru, a ilha principal, é famosa por seus objetos em madrepérola, motivo de orgulho para os locais e muito desejados pelos visitantes locais. Metade dos habitantes de todo o atol vivem aqui. A pesca é uma das principais atividades dessa comunidade e, neste sentido, o centro mais importante para o processamento do atum é a ilha de Felivaru. É importante notar que os peixes são capturados usando métodos tradicionais que respeitam o ambiente marinho. Lhaviyani é onde fica a praia de Kanuhura, uma das mais bonitas e relaxantes por aqui.

Atol de Shaviyani

O Atol shaviyani faz parte dos atóis do norte, os menos frequentados e, portanto, lugares ideais para quem quer descobrir a dimensão mais antiga e tradicional das Maldivas, mas também um pouco mais selvagem. Curiosidade: do ponto de vista administrativo, os atóis das Maldivas são indicados por uma letra do alfabeto; portanto, como Shaviyani é o terceiro atol a partir do norte, o seu código com que o atol é indicado é a letra C, ou seja, a terceira letra do alfabeto.

 

Este atol distante consiste em 16 ilhas, cada uma com praias uma mais bonita do que a outra, maravilhosas faixas de areia intocadas, essenciais para a reprodução de tartarugas que aqui podem botar seus ovos em uma areia pura, depois de ter nadado em um mar de conto de fadas.

 

A capital atual é a ilha de Milandhoo e anteriormente era Funadhoo, que continua sendo um destino importante para quem tem curiosidade com coisas antigas. Na ilha, você pode visitar as ruínas de uma antiga mesquita e uma série de lápides do século XIII. Dentro da mesquita principal na ilha de Kanditheemu está guardado o texto mais antigo da escrita thaana, típica das Maldivas. A parte oriental, com vista para o Oceano Índico, inclui o largo Canal Noomara.

Atol di Noonu

O Atol de Noonu é composto por 71 ilhas, mas apenas 13 delas são habitadas. A maior delas é Manadhoo, a capital, um ponto de referência para as atividades do atol.

 

Na ilha de Landhoo, a leste do atol, a agricultura é muito desenvolvida, mas a ilha também é importante do ponto de vista histórico, pois abriga os restos de uma hawitta, ou seja. um antigo túmulo artificial, provavelmente criado pelo povo redin, que foram os homens altos e loiros que acredita-se terem sido os fundadores das Maldivas. A ilha de Maafaru é um importante centro de pesca, enquanto a Ilha de Kendhikulhudhoo, com nome tão extenso, é também bastante extensa fisicamente e é o centro das atividades comerciais do atol.

 

O Atol de Noonu se distingue pelo número limitado de resorts presentes, todos de luxo, um sinal claro da beleza desses lugares e de sua exclusividade. A atmosfera é idílica. Há apenas duas situações que podem se comparar a essa experiência: sentir-se como os artistas de um filme ou viver dentro de um sonho. Mas as lagunas azul-turquesa, o recife de corais, a alta sofisticação dos lugares são maravilhosamente concretas e tangíveis.

Excursões e atividades nas Maldivas

A preguiça gostosa tem seu destino ideal e as Maldivas são para isso um lugar único no mundo. No entanto, esses atóis oferecem tanta beleza e magia que não é possível ficar parado. As excursões da Costa para as Maldivas são um convite contínuo para a descoberta. A atividade mais simples e mais natural é a prática de snorkel, mas quem quer ir um pouco mais fundo irá encontrar em quase todos os lugares a oportunidade de fazer aulas de mergulho na água tão quente que às vezes dispensam os trajes de mergulho.

 

Manhã? Tarde? Ou o dia todo. A Costa pensou em tudo para fazer você experimentar a emoção dos lugares de acordo com seus desejos, em resorts maravilhosos como o Centara Ras Fushi Resort, o Paradise Island Resort, o Bandos Island Resort e muitos outros. Em alguns lugares, você pode chegar de Dhoni, um barco típico das Maldivas, para dar um toque de passado para a excursão. Para os hóspedes mais aventureiros que querem explorar as belezas do fundo do mar das Maldivas, há também um passeio reservado a bordo de um submarino único. Uma ótima ideia para se aproximar da flora e fauna marinha da região. A bordo do maior submarino turístico do mundo, em sua cabine confortável e climatizada, admiramos as maravilhas do fundo do mar das Maldivas, mergulhando a cerca de 40 metros de profundidade, com um estágio intermediário a 25 metros para observar uma variedade colorida de corais e peixes tropicais em todo o conforto.

Mergulho nas Cavernas de Vaadhoo

Mergulhar e admirar a vida marinha é uma das razões pelas quais você vem para as Maldivas. Cada um desses atóis é especial para isso. Há lugares ainda mais especiais, como a Praia de Vaadhoo, por exemplo, conhecida em todo o mundo porque à noite é capaz de criar uma verdadeira magia: A água do mar transforma a costa em um céu fluorescente cheio de estrelas, graças ao plâncton, microorganismos que irradiam água com sua luminescência. Um verdadeiro espetáculo. Mas Vaadhoo também tem outras belezas, como suas cavernas igualmente famosas, localizadas no lado norte, fora do atol.

 

O recife desaparece por um instante e dá lugar a cavernas e promontórios. Os mergulhadores não podem perder as Cavernas de Vaadhoo por motivo nenhum no mundo. Uma excursão da Costa levará você até aqui, para descobrir uma série de pequenas cavernas e uma caverna muito maior, confortável para nadar, onde você pode admirar os corais, anêmonas, cardumes de peixes coloridos e arraias que saltam para fora da água, e outros habitantes do mundo submerso como peixes soldados. Um passeio que permanecerá inesquecível em suas memórias.

 Surfando no Atol Gaafaru Falhu

A emoção de deslizar sobre uma onda, de pé na prancha é uma experiência especial que não se pode viver em qualquer lugar: você precisa das condições ideais. As Maldivas são um lugar privilegiado para experimentar essa oportunidade fantástica. O surf, nos últimos anos, tem se tornado um esporte muito praticado nos atóis das Maldivas. A monção sudoeste (período de maio de novembro) é o período mais favorável porque traz as melhores ondas, mas mesmo em março, abril e junho, é possível fazer belos passeios nas ondas. Os melhores breaks são formados nos Recifes, no ponto onde a barreira quebra e cria a onda certa. Entre os lugares mais mágicos para praticar está o Atol de Gaafaru Falhu, que é um atol formado por apenas uma ilha. Uma excursão da Costa irá trazê-lo até aqui, no lugar mais especial para experimentar surf pela primeira vez. Para quem já conhece a arte do surf, aqui a emoção será ainda maior, com esse mar extraordinário. Para os novatos, será ótimo tentar dar os primeiros passos nas ondas e iniciar uma nova paixão ou talvez fazer nascer um novo grande campeão de surf, que finalmente será revelado ao mundo. A propósito, a partir de 2020 o surf será uma modalidade olímpica...

 

Viaja para Maldivas com Costa Cruzeiro

 

Visitar as Maldivas é uma experiência inesquecível, para ser vivida intensamente e para contar para todo mundo. Graças a um Cruzeiro Costa, você pode captar todas as nuances. Relaxando na praia, mergulhando no mar e na natureza, na vida agitada e em todas as coisas inesperadas e surpreendentes que farão de suas férias a viagem mais bonita de sua vida.

 

Viaje com a Costa Cruzeiros