As Filipinas não são mais um lugar esquecido do Sudeste Asiático: pelo contrário, elas estão se tornando um dos destinos mais interessantes nos últimos anos. É um Arquipélago de mais de 7.000 ilhas, conhecido como o lugar em que "a Ásia sorri" graças à bondade de seus habitantes. O mar e a natureza são seus mestres, com uma variedade ambiental e biodiversidade impressionantes. As Filipinas é uma espécie de parque natural gigantesco, onde ainda há áreas virgens, nunca tocadas pelo homem.

O arquipélago de Palawan está cada vez mais aparecendo em revistas de turismo, considerado como o mais belo grupo de ilhas do mundo. Vai-se do paraíso terrestre de El Nido aos resorts de Pamalican, do aquário ao ar livre de Coron ao remoto Parque Natural de Tubbataha Reef, onde você pode admirar a flora e fauna do recife de corais em todo seu esplendor.

As ilhas da província de Mindanao não são menos interessantes, com as ondas de surf de Siargao, os sete vulcões de Camiguin e as florestas de Samal.

Mas as Filipinas não são apenas mar e mergulho. Em Bohol, você vai ver as curiosas formações geológicas das "Colinas de Chocolate", uma extensão de colinas em forma cônica que se formaram a partir do surgimento do recife na superfície. Boracay oferece uma vida noturna agitada, incluindo música e festas com um mergulho coletivo no mar. A Ilha de Corregidor, a uma curta distância de Manila, conta a história do papel das Filipinas na Segunda Guerra Mundial com monumentos e memoriais.

Resumindo, as Filipinas é uma nova fronteira do turismo internacional, para serem exploradas antes de ficarem cheias de gente. Veja aqui as praias e ilhas imperdíveis.

Onze ilhas e praias imperdíveis das Filipinas

  • Ilha de Corregidor

  • El Nido e as ilhas da Baía de Bacuit, Palawan

  • Boracay

  • Bohol

  • Siargao, Mindanao

  • Camiguin, Mindanao

  • Recife de Tubbataha, Palawan

  • Pamalican, Palawan

  • Samal, Mindanao

  • Bantayan, Cebu

  • Coron, Palawan

Ilha de Corregidor

A Ilha de Corregidor está localizada na Baía de Manila, em frente à capital das Filipinas. Abrange apenas 5 quilômetros quadrados, mas é de suma importância na história deste país.

 

Sempre desempenhou um papel estratégico devido à sua localização na baía: os espanhóis a usaram pela primeira vez como uma instituição correcional (a palavra Corregidor vem do espanhol corregir, (corrigir) e depois como um posto avançado de defesa em Manila; os Estados Unidos a usaram como uma fortaleza durante a Segunda Guerra Mundial e, em 1942, foi o local de uma batalha entre as tropas filipino-americanas e os japoneses (que venceram).

 

Hoje, Corregidor é um importante destino turístico, onde você pode descobrir parte da história filipina e fazer passeios nas áreas verdes da floresta que a cobre. Existem vários locais dedicados à memória: o Pacific War Memorial Museum, o Filipino Heroes Memorial, o monumento aos heróis de guerra japoneses e uma série de baterias de artilharia antiaérea, fortificações e morteiros espalhados por toda a ilha. Os amantes do mistério não podem perder as ruínas do hospital, que dizem ter a presença de espíritos.

 

El Nido e as ilhas da Baía de Bacuit, Palawan

Palawan se tornou nos últimos anos um destino obrigatório para aqueles que procuram o mar dos seus sonho. É a região menos povoada das Filipinas e talvez a mais fascinante, começando por El Nido e pelo arquipélago de Bacuit, onde o mar e as praias não temem comparações com os países do Sudeste Asiático ou mesmo com o Caribe.

 

El Nido, também chamada de "a última fronteira das Filipinas", é um autêntico paraíso terrestre (talvez o último) desta área do Mar do Sul da China, perfeito para quem está procurando um lugar remoto, longe da civilização urbana. O município de El Nido ocupa a ponta norte da Ilha de Palawa e inclui ilhotas de coral e lindas baías de arenito branco, que foram formadas para o transporte até aqui de areias brancas de formação muito antiga. Nos arredores, um mar esmeralda como você raramente verá. Além de nadar e mergulhar, você pode passear por cavernas pré-históricas e lagoas imaculadas.

 

El Nido faz parte de um grande santuário marinho para a preservação do ecossistema. Seus recifes de corais são o lar de mais de 800 espécies de peixes. Debaixo d'água você vai encontrar os peixes papagaio, borboleta, anjo e palhaço, e também barracudas, peixes vermelhos, moreias, lagostas, lulas e cavalos-marinhos.

 

A parte sudoeste de El Nido é ocupada pelas 45 ilhas da Baía de Bacuit, uma paisagem de conto de fadas onde ilhotas cobertas de vegetação aparecem criando centenas de enseadas encantadas, povoadas por peixes coloridos e corais. É um paraíso para o mergulho, com 30 locais especiais, onde você pode até ver dugongos e tartarugas marinhas.

 

A Ilha de Cadlao, que é vista a partir da costa de El Nido, tem uma lagoa perfeita para o snorkeling. A Ilha de Matinloc se estende como uma serpente de 8 km e tem algumas das melhores paredes para observar os peixes com a máscara. A Ilha de Miniloc tem os locais mais fotografados de Palawan, ou seja, a Lagoa Grande, a Lagoa Pequena e a Lagoa Secreta, que podem ser alcançadas de caiaque para depois explorar a selva e os espelhos d'água secretos. Os moradores afirmam que a Lagoa Secreta inspirou Alex Garland ao escrever do romance "The Beach", que mais tarde foi transformado em um filme estrelado por Leonardo DiCaprio (filmado na Tailândia).

Boracay

Boracay é uma ilha de cartão postal com praias de sonho. Palmeiras que lançam sombra na areia branca, o fundo do mar que passa lentamente do azul claro ao azul escuro. Ela surge ao largo da grande ilha de Panay, no meio do arquipélago filipino. É amada não só por suas praias, mas também pela vivacidade da vida noturna. Boracay é uma das ilhas mais desenvolvidas para o turismo nas Filipinas.

 

Não perca a visita à White Beach, a praia mais famosa, com quatro quilômetros de águas rasas azul turquesa, onde é um prazer nadar (não há correntes marítimas) e deitar-se para aproveitar a vida. De manhã até à noite, você pode descansar tranquilamente, e ao pôr do sol você pode se divertir com festas na praia, clubes noturnos abertos até tarde, pequenos restaurantes onde você pode saborear peixe e frutos do mar. O banho noturno com o espetáculo da lua cheia é um rito muito difuso por aqui.

 

Aqueles que procuram tranquilidade e isolamento podem encontrá-los em outras praias de Boracay, basta ficar longe de White Beach e você vai descobrir praias desertas, enseadas escondidas e cavernas a serem exploradas.

Bohol

Bohol é outra ilha no coração das Filipinas, um destino naturalista de riqueza rara. Suas praias não deixam nada a desejar das outras praias do país. Extensões de areia branca e mar azul profundo como Alona Beach, na ilha vizinha de Panglao, onde também é possível avistar golfinhos e baleias, que passam por aqui durante suas viagens para a reprodução. Explorando Bohol você vai descobrir também as cachoeiras escondidas na floresta pluvial e talvez consigam encontrar alguns exemplares de társio-espectro, um dos menores macacos do mundo.

 

A ilha de Bohol tem uma característica peculiar: as mais de 1.500 "Colinas de Chocolate", uma série de estruturas perfeitamente cônicas, localizadas no centro da ilha. Foram criadas graças ao recife de corais que emergiu na superfície durante a Idade do Gelo, e a água da chuva foi responsável por moldar sua forma. Um panorama verdadeiramente único, que a UNESCO premiou colocando-a na lista dos Patrimônios da Humanidade. O termo "chocolate" se refere à cor marrom que as colinas revelam durante a estação seca.

 

Essas formações geológicas bizarras com 30 a 50 metros de altura (chamadas de Tsokolateng Burol em filipino), se estendem a perder de vista e dentro delas há cavernas e nascentes. É por isso que são uma atração irresistível e um dos lugares mais visitados das Filipinas.

Siargao, Mindanao

A 800 km de Manila, na região de Mindanao está uma ilha diferente de muitas outras ilhas das Filipinas, especialmente para a sua população "turística": é frequentada principalmente por surfistas que enchem o lugar durante todo o ano, graças às condições gastronômicas ideais que garante. O fundo do mar, o vento e o descanso fazem de Siargao um local internacional muito apreciado por suas ondas altíssimas.

 

Além do charme do surf, a ilha oferece outras coisas, como uma natureza em que as florestas de manguezal dominam com a riqueza da fauna selvagem, lagoas isoladas próprias para o banho, praias de areias brancas ao longo das quais passear e as águas onde mergulhar e observar o recife de corais incontaminado.

Camiguin, Mindanao

Longe do turismo de massa, também na região de Mindanao, surge Camiguin. Servindo como exemplo da variedade das Filipinas, é uma ilha onde há sete vulcões. Por isso é chamada de "A ilha nascida do fogo". Todos estão extintos, exceto um, ainda ativo, o Monte Hibok-Hibok.

 

Camiguin é, sem dúvida, uma das ilhas mais bonitas das Filipinas e o esforço para chegar lá será recompensado pelos visuais que se apresentarão diante de seus olhos. Visitá-la irá levá-lo de volta à pré-história, até porque a presença humana é muito pouca (e os espanhóis não a consideravam muito). Existem apenas cinco aldeias. Você pode caminhar entre as cachoeiras escondidas na floresta pluvial com uma vegetação de cor esmeralda e admirar as praias vulcânicas de areia preta, mergulhando em meio a contrastes de cores cativantes. Pode comer os frutos mais doces da ilha, como os lanzones, uma espécie regional à qual dedicaram um festival. Experimente tomar banho nas fontes termais de Ardent Hot Springs, que são construídas em cubas de pedra como banhos naturais na floresta.

 

Quem ama fazer snorkeling se diverte no Giant Clam Sanctuary, o santuário dos mexilhões gigantes, ou no cemitério submerso, que foi coberto por água depois que uma erupção o moveu por vários metros em direção ao mar.

 

As pequenas ilhas vizinhas, por outro lado, têm areias brancas, como o banco de areia de White Island, que pode ser visitado dependendo das marés.

Recife de Tubbataha, Palawan

Ao largo de palawan, no lado oriental do Mar de Sulu, está o Recife de Tubbataha. Simplesmente um dos recifes de corais mais bonitos da Terra, um Patrimônio Mundial da Unesco e um parque natural com extraordinária biodiversidade. A área foi descoberta no final da década de 1970, mas permanece remota e difícil de alcançar, a não ser com um cruzeiro a partir de Puerto Princesa (as ilhas habitadas mais próximas estão a cerca 130 quilômetros). Mas quem chega lá não deve se esquecer: a quantidade de espécies marinhas é muito grande e há espetaculares paredes de corais perpendiculares, como também grandes lagoas e dois atóis.

 

Tubbataha é uma jóia a ser preservada, com corais resplandecentes que se alimentam dos nutrientes trazidos pelas correntes contínuas e de peixes grandes e pequenos que nadam imperturbáveis ao longo do recife: barracudas, tubarões de diferentes espécies, carangidae. A incrível quantidade de plâncton é um sinal da saúde deste trecho do oceano, longe da presença do homem. Existem locais de mergulho abertos nos meses em que o tempo dá uma visibilidade subaquática excepcional, de meados de março a meados de junho.

Pamalican, Palawan

A ilha de Pamalican, no arquipélago das Ilhas Cuyo, fica no meio do Mar de Sulu a nordeste de Palawan. É um refúgio tropical exclusivo que oferece deslumbrantes praias brancas incontaminadas e 7 quilômetros quadrados de recifes de corais. Pamalican é uma ilha privada dedicada ao turismo com apenas 2,5 quilômetros de comprimento e 500 metros de largura. Pertenceu a uma família que a explorou para cultivo, até que foi comprada por outra família, os Soriano, que decidiu construir um resort de luxo.

 

O mar e as praias são absolutamente imaculadas, perfeitos para caminhar e mergulhar. Debaixo d'água é possível admirar os corais e grandes tartarugas marinhas podem ser vistas nadando livremente.

Samal, Mindanao

O arquipélago de Samal é um mundo de florestas com vista para o mar verde na região de Davao, na parte centro-oriental de Mindanao. É composto por nove ilhas cheias de lagoas: a mais conhecida é Samal, que tem 118 km de praias brancas com hotéis e resorts.

 

Uma viagem a Samal oferece a oportunidade de mergulhar em um mundo de floresta densa, formações rochosas e espelhos d’água transparentes.

 

Faça uma parada em Canibad Beach, onde você pode admirar a diferença acentuada entre o turquesa da parte inferior da praia e o azul vivaz da parte mais profunda. Pegue um barco para a vizinha Vanishing Island, cujo litoral aparece e desaparece dependendo das marés.

 

Samal e seus arredores são um cenário idílico, um concentrado das Filipinas em poucos quilômetros, com muito espaço para repousar, se refugiar em meio as palmeiras em busca de sombra, com relevos montanhosos no fundo, cobertos com tons infinitos de verde. Os curiosos podem entrar no Santuário de Monfort Bat, uma grande caverna que abriga uma colônia de mais de dois milhões de morcegos pendurados do teto.

Bantayan, Cebu

A ilha de Bantayan está localizada no arquipélago superlotado ao largo da ponta norte de Cebu. Superlotado, mas de ilhas desertas e, portanto, um lugar muito pacífico. Bantayan é um dos lugares mais relaxantes das Filipinas, famosa por suas praias brancas, águas transparentes e pela simpatia do povo.

 

As Praias são menores e menos cheias de gente em comparação com outras localidades ilustres. A paisagem típica é a de uma tira de areia branca que divide uma floresta de palmeiras, de um lado, e o mar cristalino do outro. Aqui o tempo passa lentamente, entre um banho, uma caminhada ao longo das estradas de areia ou uma parada para se refrescar à sombra de uma cabana de palha. Os mais ativos podem escolher caminhadas pela floresta que ocupa o centro da ilha, ou entrar em um barco para navegar a norte até Hialntagaan ou em ziguezague por entre os atóis de Botigues, Dong e Lipayran a sul.

Coron, Palawan

O Arquipélago de Palawan é considerado por muitos turistas e revistas como o mais bonito do mundo e a lista de lugares para visitar é longa. Entre eles, não podem faltar Coron, que junto com Busuanga, Sangat e Culion e uma centena de outras micro-ilhas fazem parte do arquipélago de Calamianes. A beleza de Coron é comparável a de El Nido, com a vantagem adicional de ser menos conhecida do que a ponta norte de Palawan.

 

Se você ama a natureza marinha e o mergulho, aqui é o seu lugar: o fundo do mar é povoado por arraias, corais, moluscos e peixes de cores brilhantes, mas também do raro dugong e de tartarugas marinhas. É como estar dentro de um aquário ao ar livre. No interior da ilha está o Lago Kayangan, com suas águas calmas, aninhada entre as rochas e o verde esmeralda da floresta.

 

Viaja para as Filipinas com Costa Cruzeiros

Para aqueles que gostam de explorar o mundo em busca de novos lugares pouco visitados, mas emocionantes, as Filipinas são um dos melhores destinos há alguns anos. As cores das ilhas, a riqueza da natureza, as tradições de uma população muito acolhedora e, em geral, as maravilhas das praias e do mar são as características das Filipinas que ficarão em seus olhos e coração. Nas mais de 7.000 ilhas do arquipélagoentre o Oceano Pacífico e o Mar da China, há muitas coisas para fazer, novas culturas para conhecer, pratos saborosos para provar. E há absolutamente algumas jóias para visitar, como estas 11 que recomendamos: elas vão conquistar e presentear você com muitas recordações para compartilhar com amigos e outros entusiastas de viagens.

Escolha o seu próximo destino