Seja devido às suas praias primitivas ou às montanhas que desaparecem em meio ao Mar Mediterrâneo, estas ilhas sempre têm algo de especial. A Itália oferece a seus turistas uma grande seleção de ilhas para conhecer, o que faz com que escolher apenas um destino seja uma tarefa desafiadora. Quais são as ilhas italianas que devem ser visitadas pelo menos uma vez na vida? Neste texto, tentaremos deixar as coisas um pouco mais claras para você, especialmente se considerarmos que existem mais de 800 para escolher. Selecionamos 20 delas, as quais com certeza irão conquistar seu coração com toda a sua beleza e singularidade.

  • Sardenha
  • Asinara
  • Arquipélago de Maddalena
  • Ilha de Tavolara
  • Ilhas de Sant’Antioco e San Pietro
  • Sicília
  • Favignana
  • Ilhas Eólias
  • Ilha de Elba
  • Capri
  • Ísquia
  • Procida
  • Ilha Palmaria
  • Murano
  • Burano
  • Pantelária
  • Lampedusa
  • Ilhas Tremiti
  • Ilhas Pontinas; Ponza e Ventotene
  • Ilha de Montecristo

Sardenha

Com seu litoral de mais de 200 km de praias, falésias e enseadas, a Sardenha é um dos melhores destinos da Europa para curtir um descanso junto ao mar. Além disso, a Sardenha tem um patrimônio cultural e histórico que não tem preço. Tudo isso, é claro, contando com paisagens naturais totalmente selvagens e intactas, as quais você poderá explorar através de excursões inesquecíveis.

 

Existem muitas formas de se desfrutar a Sardenha: desde a mais simples, que seria relaxar à sombra de um guarda-sol lendo um bom livro, até aventuras mais especiais como mergulhos, trekking e a observação de pássaros. Os turistas que vão à Sardenha buscando a beleza de suas praias têm uma grande diversidade de opções: algumas praias ventam mais, com suas dunas ricas em vegetação mediterrânea, enquanto outras são mais abrigadas, com águas calmas e transparentes, parecendo até uma piscina de tão tranquilas.

 

A observação de pássaros é uma atividade muito popular entre os turistas da Sardenha. Recomendamos a Costa de Oristano, onde você poderá observar lindos flamingos, garças-reais e falcões. O Lago de Cabras oferece refúgio para pássaros migratórios, mas também existem grous, cegonhas-pretas e patos na Ilha de San Pietro e no Lago de Molentargius. 

Asinara

O nome Asinara é derivado da palavra asino, que significa "burro" em italiano. Surpreendentemente, vivem muitos deles por lá. Esses animais selvagens de cor branca que perambulam por toda a ilha são uma de suas principais atrações, mas a maioria das pessoas vem conhecer Asinara principalmente por conta da sua beleza irresistível e seu mar ultra cristalino.

 

Localizada no norte da Sardenha, um pouco acima de Stintino e de Porto Torres, Asinara era inicialmente uma ilha de pescadores. É também parte do Parque Nacional e, portanto, é uma área protegida pela Marinha Italiana. Algumas partes da ilha não são acessíveis ao público, mas os visitantes têm acesso a localidades espetaculares como as Praias de D’Oliva, Reale e Fornelli. Tampouco deixe de visitar as praias de Cala Murighessa, Cala Sabina e Cala Pozesi.

Arquipélago de Maddalena

Qualquer um que já esteve no Arquipélago de Maddalena, na Sardenha, pode dizer que este é o paraíso na Terra. Envolvido pelas águas cristalinas que formam o vibrante mar azul da região, o Arquipélago de Maddalena é um ponto de referência por ficar de frente para o litoral nordeste de Gallura.

 

As paradisíacas Ilhas de Maddalena têm uma modesta área de 20Km², e são acessíveis somente por mar; a Ilha também abriga um centrinho histórico que fará seu coração derreter com a magia de seu folclore. Aqueles que chegam no Porto podem, em menos de 15 minutos, conhecer a Piazza Garibaldi; nela, você poderá desfrutar um café enquanto passeia pelas lojas do centro.

 

Certamente, vale a pena conhecer a Igreja Paroquial de Santa Maria Maddalena, com o crucifixo que foi doado pelo Almirante Nelson, antes da batalha de Trafalgar, em 1805. Aqui também pode ser um ponto de partida para Cala Gavetta, um dos lugares mais fascinantes da vila, retornando então ao litoral para admirar os edifícios do Comando da Marinha.

 

Entre as praias mais bonitas de Maddalena, temos a Monte d’Arena, que pode ser acessada seguindo a rua panorâmica em direção a Spalmatore.  A próxima é a praia de Bassa Trinità, no fracionamento de Case Ornano, onde uma descida de 500 m é recompensada com areias como as do Caribe e um mar lindo de morrer. Também vale a pena visitar a praia Testa del Polpo – que significa “Cabeça de Polvo” –, cujo nome faz referência à pedra bastante chamativa que lá se encontra. 

Ilha de Tavolara

Um cantinho do paraíso localizado no mar da Sardenha, a Ilha de Tavolara é um tesouro que vai te conquistar à primeira vista, principalmente devido à imensa montanha que a forma. Aqueles que visitarem a Ilha mais de perto descobrirão que essa pequena porção de terra tem uma série de atrações interessantíssimas, incluindo sua paisagem inesquecivelmente linda.

 

Mais além de suas gloriosas praias e enseadas, Tavolara também se destaca devido ao enorme número de plantas perfumadas e aromáticas. Não deixe de visitar a área de Tavolara protegida pela Marinha, a qual vai desde Capo Ceraso até Cala Finocchio. Também se diz que, por um breve período de tempo, Tavolara foi um reino fundado por Giuseppe Bertoleoni durante a invasão napoleônica. 

Ilhas de Sant’Antioco e San Pietro

O Arquipélago de Sulcis, no sudoeste da Sardenha, é formado pelas ilhas de Sant’Antioco e San Pietro. Sant’Antioco é uma das maiores ilhas da Itália, perdendo somente para Sicília, Sardenha e a ilha de Elba. Apesar de ser uma das áreas menos conhecidas entre os pontos turísticos da Sardenha, se trata de um pequeno paraíso de praias, perfeito para a família inteira, até mesmo para as crianças menores. Outras praias recomendadas, por exemplo, são Cava Sapone, Cava Grande ou Su Forru ‘a Macchina, todas localizações ideais para um dia de mergulho.

 

Com o mesmo nome da Ilha, a cidade de Sant’Antioco se estende até as laterais de uma linda montanha na costa leste da Ilha. Uma vez no centro histórico, é indispensável uma visita à Paróquia de Sant’Antioco, construída em 1102. Nos arredores, está também o Cemitério Púnico e o Tofete, um enorme complexo de escavações instalado numa montanha na costa da Sardenha. Não deixe de visitar as praias de Portixeddu e de Maladroxia, além de uma das praias mais procuradas de Sant’Antioco, a Co’e Quaddus.

Sicília

As praias são incríveis, a comida é deliciosa e o patrimônio histórico e cultural são inigualáveis: por tudo isso, a Sicília é daqueles lugares que absorve as mentes e corações dos turistas. Assim como a Sardenha, a Sicília dispensa apresentações. Aqueles que chegam em Ragusa Ibla têm a impressão de haverem sido transportados diretamente para uma pintura: as casas coloridas, as ruazinhas estreitas e as praias intermináveis compõem o cenário.

 

À parte das praias espetaculares, é indispensável conhecer as cidades históricas da Ilha. Por exemplo, a caótica e animada Catania, ao pé do vulcão Etna (próximo ao parque natural), oferece a seus visitantes uma visão única da cultura Siciliana. E há também Taormina, uma maravilhosa cidade onde ruínas milenares se combinam em perfeita harmonia com instalações que oferecem conforto e tranquilidade a quem está de visita.

 

O Templo de Agrigento é parada obrigatória para quem vai à Sicília. Trata-se de um importante vestígio dos povos gregos na ilha. Também é altamente recomendável ficar no local algumas horas a mais à espera do pôr do sol, quando a paisagem se torna ainda mais deslumbrante.

 

San Vito Lo Capo, por outro lado, tem uma das praias mais bonitas de toda a Itália: parece até que uma partezinha do Caribe foi trazida até aqui.  E não podemos nos esquecer de Palermo, Trapani e Tindari

Favignana

Isolada e incrível, Favignana é uma das principais ilhas de Egadi e a grande jóia da Sicília. Este é o destino ideal para quem ama a vida na praia, os mergulhos com snorkel em cavernas subterrâneas e as trilhas até lugares incríveis.

 

Entre as praias mais bonitas da ilha, temos a Praia Vermelha, rodeada por pedras, parecendo até um anfiteatro natural. Aqui, as águas de um azul esplêndido prometem um cenário simplesmente maravilhoso e para onde quem gosta de mergulhar precisa viajar pelo menos uma vez na vida.

 

A Praia de Bue Marino também conta com uma antiga pedreira que forma uma plataforma perfeita para se jogar na água. As águas são muito profundas e não dá pé, mas não deixa de ser de um paraíso azul maravilhoso para quem gosta de nadar.

 

A Praia de Azzurra é perfeita para quem busca um cantinho paradisíaco para descansar em família. Com águas rasas e uma pequena faixa de areia, proporciona tudo de que as crianças precisam para se divertirem.

Ilhas Eólias

Também conhecidas como Ilhas Líparas, as Ilhas Eólias são um arquipélago da Sicília banhado pelo Mar Tirreno, famoso por hospedar dois vulcões ativos: Vulcano e Stromboli. A beleza dessa ilha foi premiada com sua inclusão na “Lista de Patrimônios Mundiais” da UNESCO, desde 2000. Estas sete ilhas-irmãs — Lipari, Panarea, Vulcano, Stromboli, Salina, Alicudi e Filicudi — nunca deixam de maravilhar o turista em busca de descobertas. O arquipélago tem origem 100% vulcânica, sendo uma grande atração não somente por ser um ótimo local para pegar uma praia, mas também por seu valor histórico e sua natureza exuberante.

Ilha de Elba

Sendo essa a terceira maior ilha da Itália, a Ilha de Elba faz parte do Parque Nacional do Arquipélago da Toscana e fica a poucos quilômetros do continente. Habitada desde o período Paleolítico, a Ilha de Elba conta com uma história riquíssima e oferece aos turistas espetáculos incríveis de natureza e arqueologia.

 

A começar pela beleza de Monte Capanne, localizada na porção oeste da ilha: esta montanha tem cerca de mil metros de altura e conta com um teleférico que leva você diretamente ao topo, com uma vista de tirar o fôlego. Aqueles que queiram subir o morro a pé também podem fazê-lo através das muitas trilhas de trekking existentes no Parque Nacional.

 

Pomonte é também um  importante atração da Ilha de Elba. Localizada próxima à Pedra Ogliera, lá estão os destroços de um navio mercante que naufragou em 1972, o que torna a região um destino comum entre os amantes de mergulho de toda a Europa.

 

Outro ponto turístico de Elba que não pode ser deixado de lado é a cidade de Portoferraio, construída no golfo da costa norte e considerada o coração da ilha. Também conhecida como Cidade Rosa devido ao calcário rosado das ruas do centro, Pomonte tem tesouros da era napoleônica e diversos bastiões. Outra possível atração é a Praia de Le Ghiaie, um resort à beira-mar frequentado por muitos mergulhadores. Quem busca relaxar vai gostar de explorar a beleza das Termas de San Giovanni, abertas desde 1963.

Capri

A beleza de Capri faz dela terreno fértil para lendas e mitos, com suas águas cristalinas, praias com vista para o mar, grutas mágicas e limoeiros por todos os lados. O turista que busca descobrir novos lugares terá a oportunidade de pegar o teleférico ao Monte Solaro, o qual tem uma vista absolutamente incrível.

 

Os amantes do mergulho conhecem Lido del Faro como o lugar perfeito para mergulhar em Capri: aqui não se encontram areia nem pedras, somente um enorme penhasco que apresenta aos visitantes seu exterior escarpado.

 

O visitante da ilha precisa ver os gloriosos Jardins de Augusto, a poucos passos da Piazzetta di Capri. Os jardins oferecem uma maravilhosa caminhada entre flores e plantas, e daqui você pode desfrutar o espetáculo dos faraglioni, uma outra atração famosa.

 

A Gruta Azul é outro dos mais belos destinos de Capri, embora só possa ser visitada nos dias em que o mar está calmo.

Ísquia

A Ísquia é o destino ideal para quem ama tomar banho de mar em qualquer época do ano. Também é um local muito lindo, onde você encontrará vilarejos charmosíssimos, ótimas opções de comida, muitas trilhas e também uma área de spas com banhos termais – sempre uma boa pedida. Basta ir até Sorgeto, onde a água terapêutica desemboca no mar e cria uma reserva quente, onde podem-se realizar mergulhos sensacionais até mesmo durante o inverno.

 

A Ísquia é um paraíso para spas e mergulhos na história: uma ilha de belezas místicas, cheia de pequenos paraísos não frequentados pelo turismo em massa. O Monte Epomeo, por exemplo, é uma das áreas abençoadas por sua natureza intacta. Sendo o mais alto de toda a Ísquia, é um lugar onde a natureza é tão primitiva que as trilhas se perdem no meio das árvores.

 

Não deixe de visitar também os Jardins La Mortella, um dos lugares mais fascinantes para se conhecer na Ísquia, com a beleza exuberante da vegetação mediterrânea e suas plantas suculentas.

 

Outra área de spa com ótima reputação entre os turistas é a do Spa Cava Scura. Localizado no meio de um desfiladeiro, você poderá desfrutar de banhos quentes em piscinas termais escavadas nas rochas, com as águas fluindo desde o coração da montanha. Além disso, há também as Fumarolas de Sant’Angelo, onde o vapor que sai do solo é tão quente que é possível utilizá-lo até para cozinhar, bastando colocar um pedaço de papel alumínio sobre a areia.

 

O Spa Poseidon é outro lugar incrível no qual você poderá se banhar, contando com um jardim de frente para o mar. Aqueles que nunca foram à Baía de Cartaromana, devem procurar conhecer as ruínas arqueológicas romanas, além dos banhos termais de frente para o Castelo Aragonês.

 

Para quem prefere desfrutar de uma experiência mais rústica e primitiva, a Cava dell’Isola não tem resorts nem muitos turistas, deixando você sozinho com o mar. 

Procida

São poucas as pessoas que realmente conhecem Procida, mas aquelas que a descobrem ficam completamente fascinadas. Procida é uma ilha no Golfo de Nápoles, onde mitos, cores, folclore e beleza se reúnem para um show imperdível.

 

Elsa Morante, em seu livro A ilha de Arturo, escreveu: “Minha ilha tem pequenas e solitárias faixas fechadas entre paredes antigas, além das quais existem pomares e vinhedos que parecem jardins imperiais. Possui várias praias de areia clara e delicada, e outras margens menores, cobertas de pedrinhas e conchas, escondidas entre as grandes falésias”.

 

As casinhas coloridas encostadas nos becos de Procida se erguem numa costa irregular, onde de repente surgem enseadas, praias e ruazinhas estreitas cheias de pomares. Procida deve ser conhecida a pé e com calma, desde o porto onde se atraca até o campo, no coração da ilhazinha.

 

Comecemos com a Baía da Chiaia. Suas praias paradisíacas, pequenas ilhas e muitas falésias, fazem dela um lugar único. Então, chegamos até Terra Murata, uma cidadezinha fortificada que guarda zelosamente o lugar mais alto da Ilha, construído especificamente para propósitos de defesa. O castelo de Avalos, aonde se pode chegar pelos mesmos estreitos caminhos que levam à Abadia de San Michele, tem uma vista perfeita de Procida.  Já a Abadia oferece um passeio por debaixo da terra te levando a uma exploração completa do subterrâneo.

 

A partir da Vila de Procida, você chega até as ruazinhas de Casale Vascello, um dos lugares mais autênticos da ilha devido às suas casinhas super coloridas e construídas quase em cima uma das outras – na época, para servir como proteção contra os inimigos. Logo temos também Corricella, uma vila de pescadores da Ilha. Entre as praias mais famosas, temos também Chiaiolella e Chiaia, onde se pode chegar através de uma escada. A praia de Pozzo Vecchio ficou conhecida por haver sido cenário do famoso filme italiano “Il Postino”. 

Ilha de Palmaria

Considerada Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1997 junto com suas ilhas vizinhas de Tino e Tinetto, a Ilha Palmaria se trata de um pedacinho do paraíso transportado diretamente para o Mar da Ligúria. Quem chega a Porto Venere se depara com o lado norte da ilha, sua área mais habitada, onde a praia vai descendo em direção ao mar, resultando na formação de deliciosas praias, ideais para um banho de mar.

 

Na outra metade da ilha, os visitantes podem explorar colinas maravilhosas, incluindo a famosa Blue Grotto, onde uma estalactite em formato de tartaruga e os reflexos do sol no mar criam uma atmosfera melhor que qualquer sonho.

 

Também vale a pena ver a Grotta dei Colombi, a qual somente pode ser acessada através de um rapel descendo as rochas. A superfície da Palmaria também é dotada com uma série de bunkers datados da Segunda Guerra Mundial, através dos quais somos transportados por um passeio na história da Itália.

 

Aqueles que amam praias desertas devem conhecer a beleza de Punto Secca, local facilmente acessível desde Porto Venere. Caso você prefira uma praia com mais estrutura, recomendamos que vá para o estabelecimento de Il Gabbiano, onde espreguiçadeiras e guarda-sóis podem ser alugados. A praia Gabbiani, acessível de barco, é outro lugar perfeito para passar um dia dos sonhos.

Murano

Canais, espelhos d'água e pontes suspensas com a magia de um lugar onde o vidro desempenha um papel quase lendário: estamos em Murano, uma aldeia de Veneza e um conjunto de pequenas ilhas imersas em sua lagoa.

 

Além da rudimentar e primitiva tradição do vidro, Murano é um lugar de igrejas, arquitetura e cultura encantadoras. Podemos mencionar a Basílica de Santi Maria e Donato, fundada no século VII, além da igreja de San Pietro Martire, construída em meados do século XIV. Aqui, você poderá encontrar algumas das preciosas pinturas de Giovanni Bellini, como a Assunção da Virgem e os Santos e o Doge Barbarigo. Não deixe de visitar o Museu do Vidro, o Palazzo della Mula, a Ponte Vivarini e o Farol da cidade.

Burano

Casinhas coloridas, pescadores, tecidos e muito mais: não estamos mais em Procida, mas em Burano, a jóia de Veneza. Esta ilha quente, colorida e acolhedora oferece um ponto de vista completamente diferente do Vêneto, onde a vida no passado ainda parece ser possível.

 

Entre os becos e pontes suspensas, são vários os locais de Burano que não podem faltar em seu itinerário. A casa de Bepi é um exemplo. Também conhecida como Bepi delle Caramelle, é uma casa multicolorida muito famosa no centro da cidade.

 

Há também a Fondamenta Cao di Rio, um dos canais mais diferentes de Burano, onde as casas se veem refletidas na água, formando lindos jogos de luz. Não perca a Piazza Baldassarre Galuppi nem a Igreja de San Martino Vescovo.

Pantelária

Não só de alcaparras e suas construções típicas (os Dammusi) é feita a Pantelária. Além das iguarias e da arquitetura local, o turista também é brindado com uma paisagem dos sonhos. Pantelleria é uma ilha localizada no centro do canal da Sicília. A riqueza de seu território o transformou em um destino clássico para muitos turistas que viajam em busca de natureza e biodiversidade.

 

Além dos muitos spas da região, o Lago Espelho de Vênus é uma das atrações imperdíveis. Ele recebe esse nome porque, segundo a lenda, é o lago que refletiu a imagem de Vênus antes de que conhecesse Baco.

 

O Arco do Elefante talvez seja um dos locais mais famosos da ilha, graças à enorme rocha de pedra vulcânica que lembra o animal. Também vale a pena ver a Acrópole de San Marco e Santa Teresa, duas maravilhosas montanhas cheias de história.

Lampedusa

Com uma parte na Europa, outra parte na África, Lampedusa é um paraíso de praias selvagens, enseadas para passear de barco e comidas maravilhosas. Quem consegue resistir ao charme de uma terra entre a Sicília e a Tunísia, um ponto de encontro de culturas e tradições?

 

Você encontrará muitas atrações turísticas por aqui e o tempo que passar em Lampedusa vai parecer nunca ser suficiente para conhecer tudo. Algumas atrações são o Obelisco de Bronze de Cassororo, criado pelo artista Arnaldo Pomodoro em memória aos mortos nas guerras; a Fontana Cascella e o santuário da Madonna di Lampedusa; e praias inesquecíveis como a Ilha dos Coelhos, onde é possível admirar tartarugas e outros animais, além de se banhar num mar maravilhoso. 

Ilhas Tremiti

Arquipélago italiano localizado na parte sul do Mar Adriático, as Ilhas Tremiti fazem parte da região da Puglia, na província de Foggia. Elas são uma reserva natural marinha do Parque Nacional Gargano e oferecem ao turista um mar intacto, com uma fauna riquíssima, ideal para os amantes de mergulho.

 

Existem duas ilhas povoadas: San Nicola e San Domino, enquanto Capraia, Pianosa e Cretaccio estão desertas. Os lugares mais imperdíveis por lá são Cala Delle Arene, Cala Matano, Gruta do Bue Matino e o Túmulo de Diomede, em San Nicola.

Ilhas Pontinas; Ponza e Ventotene

Ponza talvez seja uma das ilhas mais turísticas de Pontine e uma das aldeias mais impressionantes da província de Latina, na região do Lácio. Quem chega até aqui não pode deixar de visitar Capo Bianco, as Cavernas de Pilato, Ulisse, Punta del Fieno e Chiaia di Luna, deixando-se levar não somente pela beleza do centro histórico de Ponza, cheio de ruazinhas e degraus, mas também pela natureza intacta de um local que recebe os viajantes de braços abertos. Entre as praias imperdíveis, também está a de Frontone, que leva esse nome porque tem uma pedra que lembra o "frontão" de um templo grego.

 

Ventotene é outra das ilhas de Pontine que você não pode perder. Apesar de bastante pequena, tem uma história rica o suficiente para que todos queiram voltar para lá mais vezes. Aqui, a praia é só uma: Cala Nave, a qual nunca fica cheia. Não perca a oportunidade de visitar os restos mortais de Villa Giulia ou a antiga prisão de Santo Stefano. Ventotene é um lugar particularmente cobiçado por leitores apaixonados, que vão para lá atrás das maravilhas guardadas na biblioteca de l'ultima spiaggia.

Ilha de Montecristo

Entre as Ilhas próximas de Elba, a Ilha de Montecristo certamente é a mais fascinante - também por conta do esforço literário de Alexandre Dumas, que ambienta aqui um de seus romances mais famosos.

 

Este lugar mágico, de natureza intacta há séculos, abriga o Mosteiro de San Mamiliano, a Gruta de San Mamiliano (conhecida como "Grotta del Drago"), a Praia Corfù - completamente selvagem e no meio do nada - e a Fortaleza de Montecristo, que fica no lugar mais alto da Ilha e já serviu para proteger seu litoral. Para se chegar à Ilha de Montecristo, é necessário sair desde Cala Maestra, onde uma praia de pedras serve como local de descanso para os turistas.

Visite as ilhas mais bonitas da Itália com a Costa Cruzeiros

Viaje com a Costa Cruzeiros para descobrir as mais belas ilhas da Itália, verdadeiras joias do Mar Mediterrâneo. Deixe-se conquistar pelo mar cristalino da Sicília e da Sardenha, pelas cores de Murano e Burano, pela fascinante ilha de Capri e muito mais.

 

Não espere, descubra agora mesmo as opções de viagem para as ilhas italianas.

Procure seu próximo cruzeiro