Umas férias perfeitas devem ter os seguintes ingredientes: mar de conto de fadas, clima idílico, uma paisagem que varia e sabe emocionar.  Bem-vindos às Ilhas Canárias. Esse é um começo daquilo que lhe espera e se não for suficiente, podemos adicionar um pouco de mitologia. De acordo com uma história fantástica, as Ilhas Canárias derivam das belezas de Atlântida, o lendário paraíso terrestre.
Essa poderia ser a explicação de porquê as paisagens parecem pertencer a outro planeta, com suas florestas de pinheiros, oásis relaxantes e praias negras. Mas onde ficam as Ilhas Canárias? Eles se colocam ao longo da costa de Marrocos, no Oceano Atlântico. Concentram vistas incríveis, paisagens variadas, muitas vezes de origem vulcânica, vegetação subtropical, além de serem a terra de vinhos finos e comida saborosa. Cada ilha é diferente e saberá se destacar. 
Deixe-se encantar pela elegância e pelos interiores montanhosos da Gran Canaria, as pitorescas cachoeiras de La Palma ou o Parque Nacional de Garajonay, de La Gomera. Maravilhe-se também com as cores brilhantes de Lanzarote, ou o poderoso cume do Teide, em Tenerife. Relaxe admirando a vista e as oportunidades: agora acomode-se e descubra conosco quais são as paradas imperdíveis nas Ilhas Canárias.
  • Tenerife
  • Lanzarote
  • Fuerteventura
  • Gran Canaria
  • La Graciosa
  • La Gomera
  • La Palma

Tenerife

Variada e eclética: essa é Tenerife. É a mais urbanizada e populosa das Ilhas Canárias e oferece todos os tipos de experiência ou atividades. A partida só pode ser em Santa Cruz, a capital. É uma cidade viva, cheia de cultura e energia, mas que também tem um passado cheio de história e um presente cheio de ideias interessantes. Você pode passear entre parques, excursões naturalísticas maravilhosas ou museus. No Museu de Arqueologia, você terá a oportunidade de ver as múmias dos primeiros povos que habitaram a ilha há mais de dois mil anos, os aborígenes Guanci. Se preferir parques ou um dia ao ar livre, deixe-se ser conquistado pelo Parque Nacional de Teide, com quase 19.000 hectares para descobrir e considerado Patrimônio Mundial pela Unesco.
A cidade é famosa por sua vida noturna agitada: o local mais importante é o "cuadrilatero", onde bares, clubes e restaurantes parecem não acabar. Aqui você pode relaxar e ouvir música ao vivo, degustar aperitivos ou beber um coquetel, uma cerveja ou o vinho típico da ilha, possivelmente dos vinhedos de Tacoronte-Acentejo. Outra parada que vale a visita é o mercado "La Recova", um lugar típico para comprar produtos frescos da região, e que recentemente passou por uma restauração.

Nella parte nord dell’isola è da visitare Puerto de La Cruz, conservata molto bene e meta di un turismo più pacato, anche La Laguna è una cittadina piena di sorprese, mentre chi vuole vivere la parte più naturale di Tenerife si deve recare a Orotava, dove è percepibile la solennità del Teide, uno dei vulcani più grandi del pianeta e la vetta più alta di tutta la Spagna con i suoi 3718 metri sul livello del mare. Potete fotografarlo dal basso, oppure provare a salire, ma è solo una prova per sportivi o per persone allenate, Per tutti gli altri, c’è una comoda funivia da cui godere un panorama unico. I più curiosi non potranno, poi, perdersi le piramidi di Guimar, interessanti e intriganti come quelle egiziane. È l’acqua, però, l’elemento magico e principale dell’isola.

Le piscine naturali di Tenerife sono una delle meraviglie dell'arcipelago che permette di godersi il mare durante tutto l'anno e di nuotare nell'acqua calma e tiepida. Montaña Amarilla, Charco Azul, le piscine De Bajamar, Jóver, Lago Martianez, Charco del Viento, Garachico El Caletón e Punta del Hidalgo sono solo alcune delle piscine naturali più belle di Tenerife. E se, invece, si dovesse puntare su una spiaggia, c’è Playa de Las Teresitas, la più conosciuta dell’isola. Questa perla si trova a circa 7 chilometri dal centro di Santa Cruz . Dotata di ottimi servizi, la spiaggia è ricoperta di sabbia bianca importata dal deserto del Sahara. La scelta del panorama migliore sull’isola, però, è ampia, visto che ci sono 269 chilometri di costa dove rocce e scogliere si alternano a spiagge lunghe e sabbiose.

No norte da ilha, visite o Porto de La Cruz, um destino para um turismo mais tranquilo, mas cheio de atrações; há também La Laguna, uma cidade cheia de surpresas. Para aqueles que preferem vivenciar a parte mais natural de Tenerife, uma parada obrigatória é Orotava, onde se sente no ar a solenidade do Teide, um dos maiores vulcões do planeta e o pico mais alto de toda a Espanha, com seus 3718 metros
Para os menos treinados, é melhor fotografá-lo de baixo. Se você quiser tentar a subida, saiba que é uma missão apenas para desportistas ou pessoas bem treinadas. De qualquer forma, há um confortável teleférico onde você pode relaxar e desfrutar de um panorama incomparável. Os mais curiosos não poderão perder as pirâmides de Guimar, tão intrigante como as egípcias.
É a água., no entanto, o elemento principal e mágico da ilha. As piscinas naturais de Tenerife permitem que você desfrute o mar durante todo o ano e nade nas suas águas mornas e calmas. Charco Azul, Montaña Amarilla, as piscinas De Bajamar, Jóver, Lago Martianez são apenas alguns dos nomes que você precisa ter em mente, para que possa relaxar de verdade. E se, por outro lado, você preferir uma praia, há a Playa de Las Teresitas, a mais conhecido da ilha. Com ótimas instalações, a praia é coberta com areia branca importada do deserto do Saara. Essa pérola está localizada a cerca de 7 quilômetros do centro de Santa Cruz.
Na ilha, no entanto, há 269 quilômetros de costa onde rochas e falésias se alternam com praias longas e arenosas: a escolha da melhor vista é um desafio diário.

Lanzarote

É a mais selvagem e rústicas das Ilhas Canárias, um lugar onde os parques naturais encontram praias e paisagens vulcânicas. Uma mistura fascinante e cheia de contrastes. As curiosidades começam com o nome, que vem de Lanzerotto Malocello, um explorador originário de Varazze (Ligúria), que as descobriu em 1312. É a ilha do silêncio a ser apreciado, um lugar para redescobrir a calma, e que por sua natureza única, tornou-se Reserva da Biosfera da Unesco. As formas que compõem se devem a alguns terremotos que ocorreram há 300 anos. Entre as atrações imperdíveis, está a paisagem vulcânica do Parque Nacional de Timanfaya.

Lanzarote è anche legata all’arte: l’isola è il luogo natio dell’artista spagnolo César Manrique. Il pittore ha sempre contribuito alla valorizzazione dell’isola e in particolare della sua città natale, la capitale, Arrecife. Il Castillo di San Josè ne è un esempio calzante: anticamente era una fortezza militare, oggi è uno dei più importanti musei di arte contemporanea di Spagna. Contiene al suo interno opere dei più grandi artisti del Novecento, come Picasso o Mirò, anche se la vera particolarità del luogo è l’intera ala dedicata alla ristorazione: i turisti possono visitare il museo e poi gustare un pasto tipico o assaggiare prelibatezze internazionali con vista sul mare. A pochi passi dal centro di Arrefice si può visitare anche la Fundacion César Manrique, la casa dell’artista, oggi diventata museo in cui ammirare molte delle sue opere e di altri artisti spagnoli. Tra le altre chicche il Jardin de Cactus, un enorme giardino in cui la natura si fa arte: si trova a Guatiza, nel nord di Lanzarote, e ospita più di mille varietà di cactus, provenienti da varie parti del mondo. Da Lanzarote, poi, non si può non partire alla volta dell’Isla Graciosa: insieme ad altre quattro piccole isole e la scogliera Famara, forma un arcipelago nell’arcipelago. 

Não faltam tesouros, como Jameo del Agua, um conjunto de cavernas subterrâneas que guardam um lago salgado graças ao oceano. Esse cenário se tornou o habitat preferido do caranguejo albino cego, uma espécie típica daqui. A natureza é também a protagonista indiscutível da Cueva de Los Verdes, uma cavidade que se formou ao longo de centenas de anos: você vai se surpreender com os jogos de luz que colorem a pedra de mil cores e tons
Há quem diga que Lanzarote se parece um pouco com Marte, com todas aquelas rochas escuras ou vulcões majestosos, que acomoda cenários de ficção científica ao estilo Guerra das Estrelas, mas é a arte que se manifesta explosivamente na ilha, e não só a arte da paisagem que parece uma pintura com suas areias brancas, águas cristalinas e vegetação exuberante. Na capital Arrecife, nasceu o artista espanhol Cesar Manrique, que reformou e revolucionou regiões inteiras da ilha, usando os materiais que tinha à sua disposição. Comece por San Jose Castillo, uma fortaleza militar em ruínas, que agora é um dos mais importantes museus de arte contemporânea na cena internacional.
Uma mansão que abriga obras de Picasso, Mirò. É também um restaurante e nos seus salões há sempre exposições temporárias. Se você tiver tempo, há também a casa-museu do artista, que se tornou uma fundação.  Você verá uma bela contaminação de estilos de períodos históricos diferentes. Entre as outras maravilhas que você pode visitar, há o Jardim dos cactos, localizado em Guatiza, combinação perfeita entre arte e natureza: aqui você pode descobrir mais de 1300 espécies em um contexto arquitetônico que leva a assinatura de Manrique.

Fuerteventura

Sua jornada continua em Fuerteventura, onde você será recebido por uma costa intocada, águas esmeralda e areia branca. Seus fãs dizem que não é apenas uma ilha, mas uma filosofia de vidaser. A beleza, no entanto, é um aspecto central, visto que Fuerteventura foi declarada Reserva Natural da Biosfera. Adicione um clima ideal, paisagens de tirar o fôlego que fazem você apreciar até mesmo o seu silêncio. Mas as pessoas vêm aqui por causa das praias. Entre as mais características está a Playa del Bajo Negro, com mar raso, praia macia, água cristalina, que a torna perfeita para as famílias. 
Outra praia particularmente popular é a Playa del Mattoral, com mais de 4 quilômetros, que consegue agradar a todos, tanto quem quer um dia relaxante quanto quem quer praticar alguns esportes nas ondas. Quando se trata de formas sinuosas imperdíveis, não se pode esquecer o Parque Natural de Corralejo, Dez quilômetros de dunas que se perdem no infinito, um espetáculo difícil de explicar em palavras. Uma espécie de deserto à beira-mar, onde a sequência de praias parece não ter fim (El Medano, El Bato Negro, El Viejo) para citar algumas. Outra opção é visitar as piscinas naturais presentes no território, em particular as de Aguas Verdes. Do lado de La Alcogida, você pode visitar o museu ao ar livre, cujo tema das habitações remodeladas é a vida rural da época.

Una delle spiagge più particolari, invece, è Playa de Cofete, riparata leggermente dalle montagne. Per questo il mare ha una temperatura dell’acqua più calda rispetto alle altre spiagge di Fuerteventura. Per visitare l’isola è ideale usare una bicicletta, attraversando e godendosi i parchi naturali come il Parque Natural de Corralejo o visitando le piscine naturali presenti nel territorio, in particolare quelle di Aguas Verdes. Partendo dal lato de La Alcogida, sarà possibile visitare il museo all'aperto, le cui abitazioni ristrutturate ci parlano della vita rurale dell’epoca. Fuerteventura saprà anche prenderti per la gola con la cucina locale: tra le specialità i pejines, simili a sardine, le patate rugose o il formaggio a denominazione di origine.

Para quem quiser conhecer um pouco da fauna, sem problemas: basta dar um pulo na Isla de los Lobos, um canto cheio de surpresas, famoso tanto por suas belezas cenográficas quanto por ser habitada por focas-monge. Você também pode fazer snorkel e ver cardumes de peixe martelo ou avistar alguns pássaros no meio da natureza. Fuerteventura também lhe dará um gostinho da cozinha local, que não economiza em alimentos ou aperitivos deliciosos: entre as especialidades que você precisa experimentar estão os pejines, um tipo de sardinha.

Gran Canaria

A natureza aqui é variada e cheia de nuances, de forma que essa ilha pode ser considerada um continente em miniatura. É como se contivesse as características das outras ilhas em um pequeno pedaço de terra . Há tudo, de madeiras exóticas a paisagens desérticas de Roque Nublo até praias enormes e imaculadas ou pequenas aldeias que são pequenas joias a serem visitadas. Os primeiros turistas chegaram a Gran Canaria há 150 anos, atraídos pelo seu clima. Hoje, a área evoluiu e se transformou, tornando-se um centro de spas e centros de bem-estar. Há mais de 60 km de praias para viver em família, ou toda a área ocidental da ilha a ser descoberta, mergulhando em uma área que foi declarada Reserva da Biosfera

Un piccolo mondo dove troverai tutto il necessario per rendere ogni giorno speciale. Fare whale watching (osservare i cetacei), passeggiare tra distese di pino canario, divertirsi in un parco acquatico, visitare le vie dello shopping, i musei o semplicemente rilassarsi su una spiaggia paradisiaca. Per esempio c’è chi ha definito Playa de las Canteras una “Central Park di mare”. E, in effetti, questa lunga lingua di sabbia per gli abitanti di Las Palmas è molto più di una semplice spiaggia. È un luogo di ritrovo dove chiacchierare, pensare, condividere, far giocare i propri figli e naturalmente fare il bagno. Nella zona c’è anche un tocco glamour: l’Auditorium Alfredo Kraus alla fine della spiaggia di Las Canteras. Progettato dall’architetto Oscar Tusquests, l’edificio, che è sede dell’Orchestra Filarmonica di Gran Canaria e del Gran Canaria Ballet, è stato realizzato tra il 1993 e il 1997. La struttura richiama quella di un faro, simbolicamente destinato a illuminare e proteggere la capitale dell’arcipelago delle isole Canarie, Las Palmas

La capitale beneficia di un clima e di una posizione geografica che la rendono una meta turistica da sogno. Fra spiagge immense e affascinanti quartieri antichi affiancati da un’urbanistica fiorente, Las Palmas può regalare un soggiorno dalle forti emozioni. Si può passeggiare nei quartieri vecchi come la Isleta e l’Arsenal e curiosare nella strada commerciale di Triana. Oppure visitare la zona urbana e la Caldera de Bandama. Un po’ di tempo lo meritano il parco Doramas e i siti storici, testimoni dell’influenza britannica e del patrimonio spagnolo. Fondata nel 1478, Las Palmas de Gran Canaria vanta un importante patrimonio storico e culturale, le cui maggiori testimonianze si trovano soprattutto nel quartiere di Vegueta, il più antico quartiere della città, che è stato dichiarato nel 1990 Patrimonio dell'Umanità dall'Unesco.

Você poderá avistar baleias (whale watching), passear entre as florestas de pinheiro canário, divertir-se em um parque aquático, relaxar em uma praia divina, visitar os museus das ruas comerciais. Começa-se pela Playa de las Canteras, que alguns chamam de "Central Park do mar". E os habitantes daqui também sabem que isso não é apenas uma praia, mas sim um lugar de agregação, onde você pode conversar, pensar, compartilhar, deixar seus filhos brincar e, claro, tomar um banho de mar. Não falta nem mesmo um toque de glamour, com o O Auditório Alfredo Kraus, localizado perto da praia de Las Canteras. O edifício, que abriga a Orquestra Filarmônica de Gran Canaria e o Balé Gran Canaria, foi construído entre 1993 e 1997. Foi o arquiteto Oscar Tusquests que o projetou, pensando na estrutura de um farol, simbolicamente destinado a iluminar a capital do arquipélago das Ilhas Canárias, Las Palmas.
E a própria capital é um destino turístico imperdível. Possui imensas praias, águas cristalinas e bairros encantadores que misturam história e um urbanismo próspero e por vezes moderno. Isleta e Arsenal são dois bairros cheios de charme. Ou então você pode visitar a Caldera de Bandama e a área urbana. Os maiores testemunhos históricos podem ser encontrados no bairro de Vegueta, o mais antigo da cidade, Patrimônio Mundial da Unesco desde 1990.

La Graciosa

Chegamos agora às ilhas mais selvagens e autênticas. Pequena, mas muito charmosa: 29 quilômetros quadrados de alegria, povoada por menos de 700 habitantes. Você chega lá de balsa a partir do porto de Orzola, rumo a Lanzarote. Aqui o desejo é de calma, contato com a natureza. Não é necessário descansar: você pode fazer kitesurf, mergulho, caminhadas e trilhas a pé ou de bicicleta. São as trilhas da ilha que permitem que você descubra o espetáculo da natureza, pois aqui as paisagens se seguem umas às outras e se misturam: o oceano dá lugar às terras vulcânicas. A aldeia de Caleta de Sebo é um dos vilarejos: Aqui você pode encontrar bares, restaurantes, lojas e serviços turísticos. A segunda aldeia é Casas de Pedro Barba, famosa pelas suas casas de veraneio.
São as praias que agregam valor à ilha e você pode chegar nelas através de trilhas imersas na natureza ou até mesmo de bicicleta.  Entre as mais marcantes está a Playa de la Concha. O nome vem das conchas que brotam na areia. Outra praia cheia de conchas é La Lambra. Por outro lado, há outras mais íntimos e acessíveis a pé, no Sudeste. A ilha também está cheia de curiosidades e costumes. Se você ouvir um apito, não pense que está ficando louco. Parece um canto de pássaros, mas é um produto do homem: é uma espécie de linguagem que os moradores da região criaram para se comunicar à distância e em situações de perigo.

La Gomera

La Gomera vai surpreendê-lo com suas paisagens selvagens e suas palmeiras. A natureza se alterna continuamente entre a floresta tropical, pequenas construções, bosques de palmeiras e colinas suspensas que parecem ter saído de um conto de fada. A melhor maneira de conhecê-la é andando, desafiando os promontórios que mergulham no mar, pelas estradas de terra, vendo cenários deslumbrantes. A natureza também reina dentro do Parque Nacional Garajonay. Aqui convivem urze, laurisilvas e medronheiros entre outras dezenas de plantas. Existem também várias espécies de aves, répteis e anfíbios. E não faltam outras áreas turísticas para explorar, como a Playa Santiago e Valle Gran Rey, regiões características que vivem em uma aura de simplicidade

Anche il capoluogo, San Sebastián, è poco più di una tranquilla cittadina di provincia: qui Colombo si fermò durante il suo viaggio alla scoperta delle Americhe. Le principali attrazioni della cittadina sono legate a questo avvenimento. La Torre del Conde, costruita come una fortezza spagnola nel XV secolo, e la bellissima arte sacra della parrocchia dell'Asunción si conservano ancora in buone condizioni. Nel centro storico di San Sebastián si potrà visitare il museo Casa di Colombo, che ospita una collezione di arte pre-colombiana proveniente dal Perù. Tra le altre cose da non perdere la Casa de la Aguada, con la sua mostra permanente sulla scoperta dell'America e l'eremo di San Sebastián, che è dedicato al patrono della città. La passeggiata può arricchirsi con lo shopping e uno snack in qualche terrazza nel centro storico, dove si servono i popolari biscotti di La Gomera. Per chi volesse godersi il panorama, c’è il Mirador de Abrante, un luogo magico che permette di osservare la natura da un terrazzo vetrato molto suggestivo, dove si può anche pranzare.

Até mesmo a capital San Sebastian é um lugar tranquilo e provinciano: há um protagonista absoluto que influenciou sua história e seus hábitos: Cristóvão Colombo, que fez ali uma parada durante sua jornada rumo às Américas. As principais atrações da cidade são inspiradas nele e nesse evento histórico. No centro histórico da capital, uma parada imperdível é o museu Casa de Colombo, que revela uma coleção de arte indígena. Mas você vai encontrar também uma exposição permanente sobre a descoberta da América na Casa de la Aguada.
Outra atração é a Torre do Conde, construída no fosso de uma fortaleza espanhola do século XV, e a paróquia de Assunção e sua admirável arte sacra, que ainda estão preservadas em boas condições. Para quem quer apreciar a vista, há o Mirador de Abrante, a partir do qual você pode observar a natureza em um terraço muito charmoso, onde você também pode almoçar. A caminhada pode se seguir por alguma loja da cidade velha, onde você encontrará os famosos biscoitos de La Gomera.

La Palma

Natureza, natureza e mais natureza, começando com o verde que percorre toda a ilha. Bosques frondosos, árvores balançando, vegetação exuberante em cada canto. Você pode relaxar nas praias ou se perder entre vulcões e cânions. A paisagem é um mosaico de caminhos mágicos com pequenas cachoeiras, paisagens épicas e selvagens que pararam no tempo. A ilha de La Palma leva o título de "Starlight”, simplesmente porque a observação astronômica dos céus é ideal, devido à baixa poluição luminosa. Olhar para cima tornará sua experiência ainda mais memorável.
San Miguel de La Palma, seu nome correto, é um paraíso para quem quer relaxar e curtir os dias contemplando a natureza sem pressa ou preocupações. O verde do bosque de Los Tilos irá apresentá-lo a uma das florestas de louro mais longevas e exuberantes do mundo. Há outras atrações para desfrutar. No sul, você pode se surpreender com as salinas de Fuencaliente: são um local de interesse científico, onde você vai encontrar dezenas de espécies de aves, bem como um maravilhoso jogo de luzes, em que se destaca o azul do mar, o branco do sal e o preto da terra vulcânica. 
Para os caminhantes há uma rota imperdível. Chamada de Rota dos Vulcões e cruza as principais aldeias de La Palma. Você vai se surpreender com o jogo de contrastes, entre as flores amarelas da ilha e o verde da floresta. O Parque Nacional é outra maravilha: uma enorme cratera escavada no centro da ilha, onde você pode caminhar ou acampar para admirar as estrelas. Há também um Observatório Astrofísicos (Roque de los Muchachos), um dos melhores lugares para observação astronômica do céu. Quem sofre de vertigem deve se preparar: aos seus pés há uma vista de tirar o fôlego, que dá para uma caldeira vulcânica coberta de árvores. 
Para quem quer ainda mais natureza, há também as piscinas naturais, como as de Fajana, adequadas para famílias e que são um espetáculo muito apreciado pelas crianças. E há também uma praia muito bonita e característica (Playa de Nogales). Aqui a areia é preta e cheia de charme. Você precisa ter um pouco de cautela e atenção às correntes.
Há também a capital Santa Cruz de La Palma: é o principal centro da ilha. Uma cidade pequena, mas urbana. Um lugar animado, cheio de clubes, vida e detalhes agradáveis, como as varandas coloridas, pequenas lojas vintage. Casas coloniais se misturam a edifícios mais modernos, as lojas se alternam com os mercados. A cidade foi fundada em 1493 e um de seus pontos fortes é o seu centro histórico, com ruas feitas de seixos, em que despontam edifícios cheios de arte e influência inclusive do flamengo. 
Uma cidade com uma longa tradição marítima que conta e é influenciado por histórias de piratas, conquistadores e grandes aventureiros. Não faltam aqui também alguns museus para visitar, incluindo o Insular. Era um antigo convento franciscano, que hoje abriga salas dedicadas à etnografia, às belas artes e às ciências naturais. Outra aldeia para descobrir é El Paso, localizada na parte central da ilha, e que leva o nome dos caminhos que a povoam e que remontam ao tempo dos espanhóis.

Viaje em um Cruzeiro da Costa para as Ilhas Canárias

Viver as Ilhas Canárias será uma experiência feita de mar, natureza, beleza e também muitas curiosidades. Você sabia que nas Ilhas Canárias também há um Caminho de Santiago? A rota corta as ilhas Gran Canaria e Tenerife de sul a norte. Relaxamento, diversão e convívio também estarão à sua disposição, onde o bom gosto é o personagem principal. Pratos Os pratos típicos das Ilhas Canárias misturam as tradições clássicas espanholas e receitas da vizinha África e da América do Sul: ingredientes simples e essenciais, enriquecidos pelo gofio, uma farinha de cereais assados ou milho. Outro ingrediente recorrente são os molhos picantes preparados com sal, alho, vinagre, óleo e ervas, que tem diversas variantes. Agora planeje sua viagem conosco e prepare-se para a aventura.

Viaje com a Costa Cruzeiros